Search
Friday 30 October 2020
  • :
  • :

Estreia vitoriosa para os favoritos na Copa do Mundo

Crédito: Divulgação/FIVB

Crédito: Divulgação/FIVB

 

EUA, Rússia e China fizeram o esperado e largaram na Copa do Mundo de Vôlei, na madrugada deste sábado, com três pontos. Norte-americanas e russas venceram em sets diretos, enquanto as chinesas ganharam de virada. O time da casa também começou com uma vitória fácil, assim como a Seleção Peruana. Já Cuba, apesar dos três pontos, concedeu uma inesperada parcial para o Quênia por 25 a 12.

 

Na reedição das semifinais de Londres, os EUA não tiveram problemas contra a defesa da Coreia do Sul e venceram por 3 a 0 (25-15, 25-22, 25-15). A central Akinradewo marcou 15 pontos e foi a maior pontuadora da partida. A maior anotadora entre as sul-coreanas também foi uma meio de rede, Hee-Jin Kim, com 11 anotações.

 

O aproveitamento de ataque das norte-americanas é o índice da superioridade do time no confronto. Com 45 pontos no fundamento, destaque para Karsta Lowe, com 12, os EUA puseram no chão 55,5% de suas cortadas, um percentual respeitável, até, no vôlei masculino.

 

Ao mesmo tempo, a Rússia vencia a Rep. Dominicana por 3 sets a 0 (25-15, 25-18, 25-18), com 24 pontos de Goncharova e poupando Kosheleva – que só participou um pouco da partida no terceiro set. A oposta marcou 18 pontos no ataque, cinco no bloqueio e um no saque. “Jogamos como um time e conseguimos um bom resultado”, resumiu a jogadora com um clichê.

 

“Embora tenha sido 3 a 0, foi um jogo difícil. Ganhamos por nosso esforço. Gostaríamos de manter essa consistência em todo o torneio”, comentou o técnico russo Yuri Marichev.

 

A China venceu a Sérvia por 3 a 1 (19-25, 25-23, 25-15, 25-19), no jogo que prometia mais equilíbrio na primeira rodada. “Começamos muito bem e tivemos uma boa chance no segundo set. Acho que perdemos porque nosso saque não estava num nível tão elevado quanto no início”, lamentou a capitã sérvia e levantadora Maja Ognjenovic.

 

A ponteira Ting Zhu foi a maior pontuadora do jogo, com 24 pontos. Pelo lado sérvia, Mihajlovic teve um aproveitamento excelente no ataque, com 20 bolas no chão em 30 cortadas – fez 21 pontos no total.

 

Numa fase ruim que não parece ter fim, Cuba não teve vida fácil para vencer o Quênia por 3 a 1, com parciais de 27-25, 25-23, 12-25, 25-22. A principal jogadora do time, Melissa Vargas, foi poupada, e coube à ponteira Regla Gracia Gonzalez, com 25 pontos, conduzir a equipe à difícil vitória.

 

“O time não estava em boas condições”, comentou o técnico cubano Roberto Garcia. “Chegamos há apenas 24 horas e cansamos depois do segundo set”, completou.

 

O Peru venceu a Argélia por 3 a 0 (25-16, 25-13, 25-16), e o Japão fechou o primeiro dia de jogos com um 3 a 0 sobre a Argentina (25-16, 25-19, 25-12).

 

A segunda rodada será na madrugada do sábado para o domingo. Veja os jogos do programa, pelo horário de Brasília:

 

0h10 – Peru x Coreia do Sul
0h10 – Rep. Dominicana x Quênia
3h10 – Cuba x Argentina
3h10 – Argélia x China
6h40 – EUA x Sérvia
7h20 – Japão x Rússia (transmissão do Sport2)




Subscribe
Auto Notificar:
guest
1 Comentário
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
aline

ESSES AMISTOSOS COM A BULGÁRIA NÃO TEM NENHUMA UTILIDADE PARA O BRASIL: 1.Tá na cara que as búlgaras não tão levando muito a sério esses amistosos e estão aproveitando as férias no Brasil para fazer TURISMO. Eu me decepcionei com a Bulgária,esperava mais…O segundo jogo foi ainda mais fácil do que o primeiro.A Bulgária parecia não se importar nem um pouco com o placar adverso. 2.Disputar amistosos é TOTALMENTE diferente de disputar a COPA DO MUNDO, não é pra valer e os times entram sem compromisso. Até o fraco sul-americano vai ser mais importante que esses amistosos, pois pelo fato… Ler mais »

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x