Search
Friday 25 September 2020
  • :
  • :

Fabiana assume não ter alcançado objetivos da última temporada e promete: nesta será diferente!

Créditos: Divulgação Praia Clube

A central Fabiana Claudino, 32 anos, se apresentou oficialmente ao Dentil/Praia Clube para a disputa da temporada 2017/2018. A atleta concedeu, na tarde desta segunda-feira (17), uma entrevista coletiva.

Natural de Santa Luiza (MG), Fabiana mostrou-se entusiasmada para mais uma temporada vestindo a camisa do Praia: “Graças a Deus estou de volta para casa. Estou muito feliz em ter renovado esse contrato. Na temporada passada, não alcançamos os nossos objetivos. Acredito, no entanto, que ficaram algumas lições e algumas situações que não devemos repetir. Com o tempo, você aprende que certos caminhos você não deve seguir. Esta temporada será diferente, com um grupo diferente, vamos trabalhar com afinco para atingirmos as nossas metas”, destacou.

A bicampeã olímpica também dissertou acerca do período de férias. “Esses quase três meses de recesso foram muito importantes para mim. Precisava desse tempo principalmente para o meu psicológico; afinal, eu já estava desgastada e perdendo aquela vontade e o prazer de jogar voleibol. Neste tempo, consegui realmente voltar a ter o prazer, aquele sabor gostoso desde o início de entrar em quadra. Há muito tempo, não tinha um espaço tão longo de descanso para poder curtir a minha família e os meus amigos. Renovada, sinto-me outra pessoa e tenho certeza que faremos coisas boas nesta temporada. Se Deus quiser vamos colher bons frutos ao final desta longa e árdua caminhada”, ressaltou.

No papel, o Dentil/Praia Clube tem o melhor time de voleibol feminino do Brasil. Experiente, Fabiana sabe que isso não é o suficiente para conquistar títulos. “O papel é diferente do dia a dia, dos treinamentos, dos jogos dentro e fora de casa. É preciso treinar muito. Nós temos um grupo extremamente qualificado, mas vamos precisar de muita dedicação e comprometimento todos os dias para que este grupo se torne uma grande equipe”, finalizou.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
9 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Henrique Lares

O problema é que existe um mestre da estratégia, da tática e do estudo do adversário chamado Bernardinho ! O cara não faz milagre, nem ganha tudo que disputa, obviamente, mas as equipes nacionais se perdem quando o enfrenta, não dá pra explicar. Agora com o Paulo Cuoco e o atual elenco, as chances do Praia aumentam, porque o Ricardo Piccinin é igual ao Luizomar de Moura, não clarificava as jogadas, não define estratégia nenhuma pro jogo e prejudicava muito o praia quando as jogadoras se perdiam, não conseguia fazer com que elas voltassem ao jogo.

Tulio

Eh o que veremos

L.Mesquita

As jogadoras do Bernardinho na verdade tem medo dele, de tanto que ele grita com elas sem nenhum reaspeito. Bernardinho grita tanto com a Roberta que ela deve estar surda, só falta ele dar na cara dela, tamanha eh a falta de respeito que ele tem por mulher… porque com os homens da seleção masculina ele nunca gritou, porque será? Mesmo quando o Escadinha mandou ele tomar no cu ao vivo na Globo pela Liga Mundial na Polonia.

Rod

Nunca gritou com homens? Viu errado.

Silvia

Nunca vi ele gritar com os homens da sel masc como ele grita por exemplo com a Roberta igual um desequilibrado. Falta de respeito. Ze Roberto um gentleman fala discretamenta com a Roberta num canto calmamente, mesmo ela cagando afundando a selecao. Que diferenca nao? Por que o Bernardinho nao gritava com o Bruno daquele jeito quando ele cagava e afundava a selecao como faz com Roberta?

Eu mesmo

Lembrando que nessa última superliga o Praia perdeu para o Osasco que ninguém botava Fé, lembrando que apenas o Osasco leva a decisão para o Tie-Break. Praia no papel é sempre um timaço, mas arrega demais para o Rio. Precisa aprender a bater de frente com o Rio como o Minas e o Osasco fazem.

sussu

Lembrando que o Minas contratou Hooker no meio da Superliga, e por muito pouco o Minas nao vence o Rexona e vai pra final. Lembrando que o tecnico do Minas era Paulo Coco que vai ter Fawcett desde o comeco da liga. Lembrando que o Paulo Coco se livrou da Naiane jaqueira que errou muito nas semis.

TITANIC 100 ANOS

…se o praia trouxesse uma outra ponteira passadora tipo americana ou outra mais barata…aí seria a cerejo do bolo.

sandrinha

Vai mesmo. com Nicole Fawcett e Paulo Coco tem tudo pra vencer a Superliga

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x