Search
Wednesday 28 October 2020
  • :
  • :

Fernanda Venturini: “Depois de 20 anos, a Unilever está saindo”

Bernardo Rezende e Fernanda Venturini
Foto: Reprodução/Facebook

Uma notícia pegou o esporte brasileiro de surpresa, nesta segunda-feira. Em entrevista ao site da Revista Veja, a ex-levantadora Fernanda Venturini afirmou que a Unilever vai deixar a parceria com o projeto de vôlei do Rio de Janeiro.

“Depois de 20 anos, a Unilever, Rexona-Sesc este ano, está saindo, é uma pena. Foram 20 anos sensacionais, uma empresa fantástica”, lamentou a ex-jogadora, esposa do técnico Bernardinho. ““O esporte não é muito estimulado. Hoje, no Brasil, não tem incentivo do governo. A gente incentiva quando? Quando vai ter uma Olimpíada, um mundial, coisa assim pontual”, criticou.

Venturini ainda usou o vôlei dos EUA como exemplo para o país, afirmando que lá “são 300 universidades onde jogam vôlei. É surreal olhar lá fora e querer comparar aqui. Lá, você bota uma menina pra jogar vôlei numa escolinha, você paga uma grana, mas sabe que ela vai pra uma universidade de graça. Então, o vôlei lá vale ouro”, completou.

A equipe, que começou no Paraná, na década de 1990, conquistou 11 Superligas e fez a melhor campanha da competição neste ano. Nos playoffs, o Rexona-Sesc enfrenta o Pinheiros.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
21 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Ljm

Poucas revelações promissoras, diminuição do investimento, mídia pouco interessada ( redetv se esforça e globo cagando e andando ) e agora a saída de um grande patrocinador e maior vencedor do voleibol feminino nacional. Hm… posso estar enganado mas prevejo um futuro sombrio para o voleibol feminino nos próximos anos…. uma pena…

Vôlei Top

Creio que o Rexona não irá perder com a saída do patrocinador. Afinal, o time é do Bernardinho. Ele saiu da seleção para ter tempo de comandar um clube. Lógico que ele dará um jeito né?

anonimo

Com certeza Bernardinho é muito respeitado, devem aparecer varias empresas querendo ter seu nome ligado a um projeto tao vitorioso e tendo como comandante o bernardo. Mesmo torcendo pra a hegemonia do Rexona acabar seria muito triste se o time deixasse de existir :(.

Roberto

Saiu um patrocinador entra outro. E assim caminha a humanidade. E isso não acontece só no Brasil. O modelo do volei é assim. O Rio sequer tem clube de volei. Tem apenas um time bancado por patrocinador. Se o mesmo sai o time desaparece, como aconteceu com o RJX. O Minas Tenis Clube … o Pinheiros etc não são assim. Esses são os modelos que devem ser copiados. Que ainda que saia o patrocinador.. o clube se mantem.. mesmo que com times modestos.

D.C.JONES

Minas e Pinheiros não são competitivos a niveis internacionais.
Estamos falando de um projeto iniciado há 20 anos. Realmente, durou muito.Mas eu não esperava acabar. Não acredito que o dinheiro investido iria fazer falta a UNILEVER que é um empresa gigantesca.
Não sei se foi somente o dinheiro a razão para isso. Desejo toda sorte para o time do RIo, apesar de ser Osasco, não gostaria que o time do Rio sofresse essa baixa, aliás nenhum time. Fiquei muito triste quando o SESI diminuiu o patrocinio do feminino.

aline

Sportv é SÓ reprises e mais reprises atrás de reprises, isso enquanto tem jogo ao vivo rolando… Os patrocinadores não aguentam isso!

aline

SESC e SESI coincidência? O time perderá muito investimento, vai se manter com vôlei amador ou SEMI-PROFISSIONAL como no SESI. culpa também da CBV, da GLOBO e de todo mundo que fala TIME DO RIO DE JANEIRO em vez de TIME DO REXONA! O patrocinador cansa!!!

D.C.JONES

Realmente, no volei quem manda é o patrocinador.
CBV vai se arrepender amargamente ter aceitado a globo como parceira. Pagaram mais para não passar os jogos e não transmitir corretamente.Pode ser que hoje para os dirigentes que só visam o lucro, tenham vantagem, mas o futuro chega e chega rápido.
Veja o que aconteceu com o Basquete, que dificilmente voltará a ser competitivo como era nos anos 80 e 90.

Fabio

Notícia triste mas acredito ser o único patrocinador a ficar 20 anos no volei. Tem empresas que ficam uma temporada e vai embora. Temos muito a agradecer a Unilever que durante esse tempo formou atletas como Taisa, Fabiana, Dani Lins…

D.C.JONES

Sim, não discordo.
Mas o investimento anual que eles fazem não é nada comparado ao lucro que eles têm.
Unilever é uma das maiores empresas do mundo.
Papo que não tem dinheiro não cola não.

Antonio

O Esporte mais vitorioso do Brasil, e talvez o mais temido em campeonatos internacionais ter q passar por isso…Lamentavel, triste e revoltante esta situaçao. CBV, toma vergonha e faz algo.

Damião Neto

Estão falando que o Sesc assumirá o Rio feminino.

Jess

Sim..

aline

O SESC não tem dinheiro pra montar,sozinho,time forte, vai ser nos mesmos moldes do SESI feminino.

ANA SOUZA

O SESC faz parte do SISTEMA SENAC DE ENSINO. SENAC é a melhor escola técnica do Brasil. Tem dinheiro pra manter o time masculino e feminino.
Vamos ver o que acontece!!!

D.C.JONES

Não acho que eles irão fazer loucura.
Mas é bem verdade que o Rio nunca teve um time super caro.
Ao contrário do Osasco, Bernardo sabe fazer contratações pontuais.
Acho que o time mantém a base para o ano que vem.

ANA SOUZA

Loucuras não irão com certeza, ao longo desses 20 anos de parceria o Rj sempre teve times bons e baratos, acima de tudo VENCEDOR. O RJ vai manter a tradição. Bernardo estará no comando.

Willian Lopes

O voleibol está com pouco espaço na mídia. E Rede TV está fazendo um ótimo papel mostrando 2 jogos e falando o nome correto. Mas a Globo só mostra a final em horário péssimo e não pronuncia os nomes corretos. Já o Sportv tá ruim mesmo, ficam rodadas inteiras sem mostrar um jogo e quando mostram é seção corujão e também pronuncia errada dos nomes. Clubes e CBV tem que acordarem.

D.C.JONES

Eu fico muito triste com essa notícia. Mesmo sendo torcedor do Osasco fanático, nunca quis que isso acontecesse. É ruim para todo mundo. O novo patrocinador não tem o mesmo poder, o time pode sofrer duras baixas. Mas Bernardo é um excelente técnico e vai conseguir se reestruturar . Osasco teve situação ainda pior no passado, quando fechou literalmente. Só espero que com a saída da Unilever, outras empresas não sigam o mesmo caminho e retire o patrocinio. Há rumores que a Kirin vai deixar o campinas. É duro ver o esporte mais vitorioso do Brasil se rastejando para fazer… Ler mais »

Amo Volei

Espero que um novo patrocínio de peso apareça.É uma pena isso viu.Também torço para que isso não aconteça em outras equipes e ainda torço que a “mídia” brasileira colabore com mais visão para o volei.Que os governos incentivem mas este esporte tão bonito.E que a CBV faça alguma coisa que ajide as equipes.Que saiam em defesa do volei.Não é possivel que nada pode ser feito para melhorar.

Mama Ru

Triste noticia, mas o Voloch ja havia anunciado.

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x