Search
Friday 25 September 2020
  • :
  • :

Centrais se destacam e Fluminense vence São Caetano

Central Lara foi a melhor da partida. (Foto: Divulgação/Fluminense)

Por Júnior Barbosa

No Ginásio da Hebraia, o Fluminense recebeu o São Cristóvão Saúde/São Caetano 25/21, 25/18, 22/25 e 25/22). A partida, válida pela nona rodada da Superliga Feminina 2017/2018, teve como melhor jogadora a central Lara, eleita pelo público para receber o troféu Viva Vôlei. O tricolor chegou aos 14 pontos e se manteve na sexta colocação. Já o Sanca estacionou nos 9 pontos, em oitavo lugar.

O próximo compromisso do Fluminense será no dia 30, em São Paulo, contra o Pinheiros. O São Caetano também joga fora de casa, contra o BRB/Brasília Vôlei, no dia 2 de dezembro.

O jogo

No primeiro set, as duas equipes alternaram bons momentos, mas o Sanca conseguiu uma pequena vantagem até a segunda parte da parcial, mas o Tricolor foi corrigindo os erros e equilibrou (18 a 19). Com um ataque para fora de Sabrina, a partida empatou em 19 a 19, mas Fernanda Tomé colocou novamente as visitantes em vantagem. Com a central Letícia Hage, sobre Tomé, o placar passou a ser favorável para as anfitriãs. O set point chegou com bloqueios de Renatinha e Hage. A central, também foi uma das jogadoras mais eficientes do jogo.

A segunda parcial começou de forma parecida. O Sanca abria vantagem, mas o Fluminense empatava. Com uma jogada rápida, Lara colocou as cariocas na frente (17 a 16), obrigando o técnico Hairton Cabral a pedir tempo técnico. Com um ponto de ace de Michelle, a vantagem aumentou para 3 pontos (19 a 16) e, novamente, outro pedido de tempo. A partir daí, o domínio foi do Fluminense e, com uma bela sequência de saques de Lara, veio o set point (24 a 17). Com Thaisinha, veio o 25 a 18 (2 a 0).

Na terceira parcial, o São Caetano voltou disposto a buscar a parcial e abriu 0 a 3. Com um bloqueio de Sonaly em Renatinha, a vantagem seguiu (4 a 6). A central Gabi Pena, que veio do banco, marcou dois pontos de bloqueio seguidos (4 a 8) e, desta vez, foi o técnico do Fluminense, Hylmer Dias, quem pediu tempo. Thalia, que também entrou no decorrer da partida, emendou saques seguidos (4 a 10). Outra parada do Flu aconteceu para tentar conter o crescimento das paulistas (5 a 13). Com erros do Sanca, o placar foi para 8 a 14 e veio a primeira parada do time no set. E a diferença caiu ainda mais (13 a 16). O Flu vacilou e Fernanda Tomé devolveu a vantagem (15 a 20). Pelas mãos de Thaisinha, novo equilíbrio (21 a 23). Com Mimi Sosa, a vantagem diminuiu (22 a 25) para 2 sets a 1.

O quarto set começou com um susto. Em um lance mais do que inusitado, Mimi Sosa e Fernanda Tomé subiram para bloquear. Em uma tentativa de recuperar a bola, a argentina usou um dos pés para levantar a bola, que bateu no rosto de Fernanda Tomé e voltou para a quadra do Fluminense. A ponteira do Sanca sentiu e o jogo parou por alguns instantes para que ela pudesse ser atendida. Com Mimi, no ataque e com um ace, o placar foi para 1 a 4, com paralisação pelo Flu. O Sanca parou novamente o jogo quando Hage parou Sosa (11 a 11). Novamente, o Sanca abriu e o Flu apostou na inversão 5 a 1 e foi com a oposto reserva Pamela que o Flu virou (15 a 14), por um bloqueio e, logo depois, 17 a 14. Com duas pancadas de Tomé, novo equilíbrio (19 a 18), mas a levantadora Ana Flávia, que também entrou no decorrer do jogo, errou o saque (21 a 18). Tomé, com fortes ataques, levou o placar para 22 a 21. Depois de uma parada pelo Flu, Thaisinha passou pelo bloqueio triplo, mas Sonaly também marcou (23 a 22), e Hage definiu o match point. A bola do jogo veio com um bloqueio de Lara (25 a 22) e 3 a 1.

 

Quer aproveitar a Black Friday antecipada da Futfanatics? Corre lá que os preços estão incríveis!




Subscribe
Auto Notificar:
guest
9 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
TITANIC 100 ANOS

É muito triste ver a Fernanda Tomé ser uma jogadora limitada. Triste mesmo. Mesmo que ela seja a melhor jogadora do São Caetano ela peca por não ter muita impulsão e potência. Já pensou se ela tive a impulsão, velocidade e potencia de ataque da Thaysinha? e também se ela aprimorasse mais a recepção seria uma das melhores ponteiras do mundo

Paulo

Acho que ela evoluiu muito no passe, mas realmente não tem explosão muscular e falta coordenação motora. É uma pena mesmo.

Marca Freita

só não conseguem ganhar do Rio. Se tremem toda e pane geral!

Paulo

Nem o Fluminense nem ninguém aliás. Ou estou enganado? Quem é o multicampeão da Superliga?

jão

Vixi Maria! Cheio de fãs das irmãs anãs! Bora! Convoquem as duas para a seleção!

Mario Teodoro

Se volleyball fosse apenas pontuar, nao existiria atualmente a importantissima posicao de libero. Sim, concordo que era ideal que ela pontuasse mais, mas vc viu a qualidade dos passes? da defesa? do saque?. Isto eh necessario considerar, e se mencionar alem de criticar.
Achei interessante as caracteristicas da levantadora titular do sao caetano, se bem treinada da a impressao que podera evoluir muito.

Paulo

É verdade, Mario! E, além disso, ela pontua pouco no ataque porque é pouco acionada. No jogo de ontem, não me lembro de ter errado nenhum ataque. Fez uma largada na pequena diagonal linda, tipo de volei de praia.

manu volei

caraca a micheli não pontua mesmo, o jogo fica por conta da thaisinha e das centrais….

TITANIC 100 ANOS

Verdade manu, THaysinha menor e melhor do que ela resolve no ataque.

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x