Search
Saturday 11 July 2020
  • :
  • :

Frustrado com a prata, Giannelli promete conquistar ouro inédito

Crédito: Divulgação/FIVB

Crédito: Divulgação/FIVB

 

Levantador da seleção italiana, Simone Giannelli não esconde a tristeza pela derrota na final dos Jogos Olímpicos, domingo, diante do Brasil. “Eu realmente sinto muito, porque queríamos dar à Itália uma medalha que nunca teve”, lamenta o jogador.

 

Giannelli completou 20 anos de idade no último dia 9 e assumiu a titularidade da Azzurra há um ano, nas finais da Liga Mundial 2015, quando o então dono da posição, Travica, foi afastado da equipe junto com Zaytsev e outros dois atletas por indisciplina. Depois do episódio, a Itália mudou de técnico (saiu Mauro Berruto, entrou Gianlorenzo Blengini), Zaytsev foi reintegrado ao time, mas o jovem armador permaneceu como titular da equipe – Travica não foi mais convocado.

 

“Tenho que agradecer à equipe e aos amigos que me receberam como se eu fosse de sua própria geração. Potencialmente, poderíamos (vencer), mas, infelizmente, o Brasil foi superior nos momentos importantes e os parabenizo pela vitória. Eu quero ser positivo e posso dizer que, nos próximos anos, nos próximos jogos eu vou tentar dar essa medalha que está faltando. Esta é uma promessa”, enfatizou.

 

A Itália conquistou sua sexta medalha olímpica, a terceira de prata: foi segunda colocada também em 1996 e 2004, e terceira em 1984, 2000 e 2012.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
24 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Caio
Caio
25/08/2016 10:27

É impressionante como a matéria se fala de um atleta masculino, respectivamente de resultado masculino e os comentários vão tomando corpo até cair em discussão sobre feminino.
Como gostam de feminino!
Mais foi o masculino que foi campeão galera!!

Hooke USA
Hooke USA
23/08/2016 21:12

Ganhamos BRONZE no Masculino e Feminino. Desculpa a hipocrisia,mas agora as portas estão abertas de vez para que eu volte a seleção. Perdemos sim, porque menosprezamos a Sérvia. Poderíamos ter ganho aquele jogo e erramos na hora que não podíamos. Rio 2016, seria a nossa redenção. Agora esperar pelo Japão. Meu Deus nos destruímos aquele país na 2 Guerra Mundial e agora vamos para lá!!! Como o mundo dar voltas: Pobre Jaqueline – tive pena dela: jogando por ela, pelo marido e perdeu. As brasileiras hei que preço pagaram! Tudo tem seu preço gente – as vezes temos que esperar… Ler mais »

Musersky
Musersky
24/08/2016 03:59
Reply to  Hooke USA

Mas a Gamova quando falou com vc já tinha feito o teste de doping? ou ela esta esperando sair a droga do corpo pra fazer o teste novamente, igual eu?

Rafael
Rafael
24/08/2016 11:36
Reply to  Musersky

Muserskhiy, esse fez falta a Rússia. É meio calado, mas ele comanda a RUS, e até anima porque é um jogador engraçado. É daqueles que gosta de jogar contra o Brasil, tal a Gamova. Rio 2016 não pode acompanha lo. Alekno, desta vez, não estava acreditando muito no potencial da equipe. Pouco interferiu na semifinal contra o Brasil. Sem Muserskiy para ser lançado como oposto e ser letal, o técnico achou que já estava de bom tamanho. Um erro! A Rússia não acreditou na vitória.Na Rússia, a imprensa questionou o porque ele não substituiu o Mikhaylov, uma vez que o… Ler mais »

Russia na pele
24/08/2016 14:53
Reply to  Rafael

Se Musersky tivesse jogado a Russia teria levado o Bronze pelo menos…
O Mikhaylov embora nao foi eleito, mais nas estatisticas foi o melhor atacante.

Junior
Junior
25/08/2016 13:27
Reply to  Rafael

Não fala besteira cara, o Brasil pegou a Rússia duas vezes no último mundial com a Rússia completa com Muserskyi (lá sei como se escreve o nome disso) e cia e meteu um 3×1 e um 3×0. Coloquem na cabeça, que perdemos o ouro em Londres, porque o Bernardo levou um monte de vovôs (Giba, Rodrigão) e jogadores quebrados (Vissotoco e Dante) e não duvido nada que alguns russos jogaram dopados.

Duka Relli
Duka Relli
24/08/2016 10:30
Reply to  Hooke USA

Hoocke sua louca, já tá drogada de novo, bicha feia !!!! kkkk

Laura
Laura
24/08/2016 11:46
Reply to  Duka Relli

Volta Hooker para a seleção USA! Se ela voltar junto com a outra que se destacou no italiano 2016: Megan Hodge, os Estados Unidos ficará mais fortes. Nos próximos campeonatos, acho que USA não cometerá mais erros e não vão subestimar adversárias. O técnico delas segue até 2020 no Japão. A Hooker é esquentada. Ainda não tem uma brasileira como rival, em breve ela vai provocar alguma e aí o bicho vai pegar. Hooker sangue de cubana. As brasileiras da seleção não são amigas dela. Hooker é da turma da Hope Solo: barra pesada! A federação estadunidense é favorável a… Ler mais »

Chorinho
24/08/2016 14:54
Reply to  Laura

A nova rincha do volei mundial e entre Zhu e Boskovic

Tito
Tito
26/08/2016 19:57
Reply to  Hooke USA

Hooker-paraguay, sua Linda, quer levar outra surra do Brasil em Tokyo-2020?!

Anônimo
Anônimo
23/08/2016 20:16

Ele não prometeu. Disse que ia tentar.

fabio
fabio
23/08/2016 18:46

Ele completou 20 anos no Rio…nao me lembro de uma selecao nas Olimpiadas com um levantador tao novo assim??/ Ele e muito talentoso, a Italia esta em boas maos…

Junior
Junior
23/08/2016 20:05
Reply to  fabio

Na feminina a Alessia Orro, também italiana, tem 17 ou 18 anos. Acho a geração mais nova do feminino também promissora. Mas é como sempre digo, renovação leva tempo para dá resultado. Chirichella e Dannesi no meio, Alessia Gennari (ponta muito boa no passe e habilidosa no ataque) e a grande atacante Paola Egonu, aliadas a experiência de Monica De Gennaro vao formar uma boa Itália para Tóquio. O Marco Bonnita sai na frente nesse processo de renovação. Talvez a China de Lang Ping tenha sido a exceção a essa regra do resultado, pois do time titular campeão olímpico a… Ler mais »

Fabio Secco
24/08/2016 14:51
Reply to  Junior

A Servia vai continuar super forte. Pois, Boskovic 19anos, Brankika 25, Rasic 25, Stevanovic 24, Malesevic 24, Veljkovic 26, Busa 22, Zinkovic 28, Brakocevic 27…Talvez a Maja se aposente pois tem 32, e a Nikolic tambem…..elas ainda tem Ana Bejlica 24, Malagurski 26, a central Popovic de 21.

Junior
Junior
23/08/2016 14:17

O Brasil tem no masculino em 2016 a mesma situação que o vôlei feminina tinha em 2012: Primeira fase difícil, crescimento no mata a mata e título numa final olímpica. Em 2012 o Feminino manteve a base e resolveu apostar na experiência já que a geração bicampeã olímpica ainda estaria aptar a participar de mais um ciclo olímpico. A Masculina foi forçada a fazer uma renovação já que grandes estrelas encerravam alí seu ciclo com a seleção casos de Rodrigão, Ricardinho, Giba, Dante e mais recentemente Sidão e Murilo. Agora em 2016 tudo se inverte: a masculina, orgulhosa e feliz… Ler mais »

Baltaz
23/08/2016 16:46
Reply to  Junior

Gostei das suas colocações. Reforço que Dani Lins é muito habilidosa porém muitos altos e baixos. Um dia é um gênio outro dia poderia ser mediana, mas ela prefere ser péssima, sem nenhuma criatividade. Acho que a nossa nova geração será um espetaculo. Temos muitas garotas altas e precisam ser trabalhadas. Vide a Thaísa que quando chegou era bobona depois virou peça chave e espetacular e infelizmente recentemente ela prefere ficar sensualizando na quadra ao invés de jogar bola.

anonimo
anonimo
23/08/2016 17:43
Reply to  Baltaz

Sensualizando foi otimo e o carao o tempo todo pra que aquilo meu Deus

Sandra
23/08/2016 21:54
Reply to  Baltaz

Eu não sou tão otimista quanto vcs pq eu não vejo ngm da nova geração tão bem preparado para substituir nossas bi olímpicas como tínhamos o Wallace e o Lucarelli no masculino por exemplo. Acho que vamos sofrer muito ainda, até termos novamente uma seleção com chances de ouro olímpico

Rafael
Rafael
24/08/2016 00:48
Reply to  Baltaz

Thaiza linda. Arrebentou em entrevistas para a TV nestas olimpíadas. Cabelo perfeito, maquiada durante todos os jogos….é isso garota. Tem que ser bonita mesmo. Vc esta fazendo exatamente como a Gamova e Sokolova que sempre tinham vagas garantidas nas grandes competições. A Gamova até tentou desbancar Marichev, no início do ciclo. Pessoal deixem de ser bobos todas podem e irão continuar jogando pela seleção. Elas voltam todas para o Mundial 2018. Elas tem contas a acertar com a CHI e USA em 2018. JRG é o dono da seleção, ele não sai!

manu
manu
23/08/2016 11:44

kkkk vou ser polemico e otimista tb…..´´SO SE O BRASIL DESISTIR DE ALGUMA EDICAO DOS JOGOS OLIMPICOS´´ Giannelli !

Dream Team USA
Dream Team USA
23/08/2016 12:43
Reply to  manu

Sorry! Mas acho que os maiores campeões olímpicos são os estadunidenses. Então tem que passar os EUA ae pode ser que seja difícil passar o Brasil.

Willian Lopes Garcia
Willian Lopes Garcia
23/08/2016 13:48
Reply to  Dream Team USA

USA e Brasil tem 3 medalhas de ouro.

Maria Lygia
Maria Lygia
23/08/2016 16:42
Reply to  Dream Team USA

Não sei explicar, porque não tem lógica nenhuma, mas a Itália costuma se dar bem contra os Estados Unidos nos jogos olímpicos e mal contra o Brasil. Nas olímpiadas de Londres, Itália eliminou os norte-americanos nas quartas de final e foram eliminadas pelo Brasil na semi, agora tudo se repetiu com a diferença de que ela eliminou os norte-americanos na semi e perdeu na final. Então o espinho na garganta da Itália é mesmo o Brasil.

Gustavo
Gustavo
26/08/2016 16:34
Reply to  Dream Team USA

O time dos EUA possui o maior potencial para o próximo ciclo olímpico! Não foram para a final por mero detalhe: juventude! E se fossem para a final teriam levado o ouro com certeza! E não é só pelos atuais integrantes do time americano a que se deve esse potencial, mas também pela política do Sperraw! Convocando jovens recém ou nem recém saídos da universidade para compor a seleção. Em Londres 2012, um time muito mais experiente caiu para a Itália precocemente, porém dessa vez, um time bem mais jovem saiu de uma situação aparentemente impossível na fase de grupos,… Ler mais »

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x