Search
Wednesday 25 November 2020
  • :
  • :

GRAND PRIX 2012: Brasil vence a Itália e mantém a invencibilidade

A seleção brasileira feminina de vôlei conseguiu a quinta vitória consecutiva na vigésima edição do Grand Prix. Neste SÁBADO (16.06), o Brasil superou a Itália, atual campeã da Copa do Mundo, por 3 sets a 2 (26/24, 15/25, 25/15, 24/26 e 16/14), em 2h03 de jogo, no ginásio Adib Moyses Dib, em São Bernardo (SP). Com o resultado, o time verde e amarelo manteve a invencibilidade na competição.

A oposto Sheilla foi a maior pontuadora da equipe brasileira, com 19 acertos (14 de ataque, três de saque e dois de bloqueio). A central Thaisa, com 15 pontos, e a ponteira Jaqueline, com 14, também tiveram boas atuações. A ponteira Mari, que entrou ao longo da partida, marcou 11 pontos e foi outro destaque do time da casa. Pelo lado da Itália, a ponteira Piccinini foi a maior pontuadora da partida, com 25 acertos.

A oposto Sheilla elogiou a garra da equipe da casa. “O jogo de hoje foi difícil. Nosso time foi inconstante ao longo do confronto. No entanto, nos apresentamos melhor do que ontem. Estou satisfeita com o espírito de luta que o grupo mostrou no jogo”, disse a atacante.

A ponteira Paula Pequeno, que voltou à quadra no final do tie-break, foi responsável pelo ponto que decidiu o confronto. Ela lamentou os altos e baixos do grupo, mas garantiu que a equipe está no caminho certo.

“Foi um ponto importante e fiquei feliz pela vitória, mas temos que analisar o contexto do jogo. Tivemos muitos altos e baixos e isso não pode acontecer. Mas temos que lembrar que o grupo está ganhando ritmo de jogo e isso é o mais importante”, analisou a ponteira.

O treinador José Roberto Guimarães comentou a importância da partida para o grupo verde e amarelo.

“Esse jogo foi importante para a equipe. A partida foi disputada até o último ponto e nosso time precisa de ritmo de jogo. A Itália tem um grupo forte, mesmo não estando completo. Piccinini, Ortolani, Bosetti e Azanello são grandes jogadoras. Foi um grande teste. Em alguns momentos, cometemos mais erros do que o normal, mas no geral foi bom”, garantiu o treinador.

Priscila Daroit estreia na seleção adulta

A ponteira Priscila Daroit, de 23 anos, estreou em grande estilo com a camisa da seleção adulta feminina de vôlei. A jogadora foi uma das responsáveis pela virada brasileira no primeiro set e ainda marcou um ace.

“Foi uma emoção muito grande. Fiquei feliz em ter entrado e ajudado a equipe. O ace foi um pouco de sorte, mas o time me deixou tranquila e estou muito feliz”, afirmou a atacante.

O JOGO

A Itália começou melhor a partida. As brasileiras cometiam muitos erros e as italianas abriram cinco (10/5). Com um ace da oposto Sheilla, a diferença caiu para dois (13/11). A oposto Ortolani conseguiu um bloqueio sobre um ataque da central Fabiana e a Itália fez 16/13. O Brasil encostou no placar com um ponto de contra-ataque da ponteira Jaqueline (17/16). O set ficou disputado. As italianas fizeram 24/20 e o técnico José Roberto Guimarães inverteu o cinco e um. Entraram Mari e Dani Lins e saíram Fabíola e Sheilla. A Itália ainda fez 24/21 quando o treinador brasileiro colocou a ponteira Priscila Daroit em quadra para sacar. A jovem jogadora conseguiu uma bela sequência deste fundamento e Mari virou praticamente todas as bolas na saída. Desta forma, o Brasil virou a o marcador e fechou o primeiro set por 26/24.

José Roberto Guimarães manteve Mari no time titular no segundo set. O início do set foi marcado pelo equilíbrio. O volume de jogo das italianas incomodava o time da casa. A oposto Ortolani conseguiu um ace a Itália abriu quatro (15/11). Quando a Itália fez 17/11, o treinador brasileiro inverteu o cinco e um. Entraram Dani Lins e Sheilla e saíram Mari e Fabíola. Mesmo com as substituições, a Itália seguiu melhor e fechou o set por 25/14.

O Brasil voltou melhor para o terceiro set e fez 4/0. Com um ponto de ataque de Sheilla, as brasileiras foram para a primeira parada técnica em vantagem (8/4). A levantadora Fabíola conseguiu uma boa sequência de saques e a diferença no placar subiu para seis (11/5). O bloqueio e o saque das brasileiras eram eficientes. Em um ace de Sheilla, o Brasil fez 17/10. O time verde e amarelo seguiu dominando a parcial e venceu o set por 25/15.

A Itália veio para quarto set disposta a levar o jogo para quinto set e abriu três (12/09). O técnico José Roberto Guimarães trocou as ponteiras. Entrou Mari e saiu Paula. E foi em um ponto de bloqueio de Mari que o Brasil encostou no marcador (15/14). Na segunda parada técnica, as brasileiras viraram o marcador (16/15). O set seguiu equilibrado, mas a Itália foi melhor no final e venceu a parcial por 26/24.

Com muito volume de jogo, o Brasil venceu um equilibrado quinto set por 16/14 e o jogo por 3 sets a 2.

EQUIPES

BRASIL – Fabíola, Sheilla, Paula Pequeno, Jaqueline, Fabiana e Thaisa. Líbero – Fabi

Técnico – José Roberto Guimarães

Entraram: Dani Lins, Mari, Adenízia e Priscila Daroit

ITÁLIA – Azanello, Rondon, Folie, Ortolani, Piccinini e Bosetti. Líbero – De Gennaro

Técnico – Marco Bracci

Entraram: Gennari e Barcellini

Fonte: CBV




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x