Search
Friday 25 September 2020
  • :
  • :

GRAND PRIX 2012: Brasil vence Cuba e segue na luta pela classificação para a fase final

A seleção brasileira feminina de vôlei estreou com vitória na terceira semana da 20ª edição do Grand Prix. Nesta SEXTA-FEIRA (22.06), o Brasil venceu Cuba por 3 sets a 2 (29/31, 25/18, 25/19, 24/26 e 15/8), em 2h05 de jogo, no Luohe Sports Center, em Luohe, na China.

Com o resultado, as brasileiras chegaram aos 13 pontos (6 vitórias e uma derrota) e se mantiveram na sexta colocação, posição limite para a classificação para a fase final. Os Estados Unidos lideram a competição, com 21 pontos, seguidos pela China, com os mesmos 21, mas com um pior saldo de sets, e pela Turquia, com 18. Mesmo com a derrota para o Brasil, Cuba segue na quinta posição, com 15.

Nesta etapa, o Brasil forma o grupo K, com Cuba, Porto Rico e China. Classificam-se para a Fase Final as cinco equipes mais bem colocadas após o termino da terceira semana, além da anfitriã China. As seis seleções jogarão entre si e a equipe que somar o maior número de pontos será a campeã. A fase final acontecerá na cidade de Ningbo, na China, entre os dias 27 de junho e 1º de julho.

Neste SÁBADO (23.06), o Brasil jogará com Porto Rico, às 8h30. Os canais SporTV e Esporte Interativo transmitirão ao vivo.

A oposto Sheilla foi a maior pontuadora da equipe brasileira, com 19 acertos (13 de ataque, cinco de saque e um de bloqueio). A ponteira Jaqueline também teve uma boa atuação, com 17 acertos. Pelo lado de Cuba, atacante Palacios foi a maior pontuadora da partida, com 21 pontos.

Dúvida para o confronto até momentos antes do início do jogo por conta de dores no joelho, a ponteira Jaqueline comemorou a vitória.

“Queríamos ter feito uma melhor apresentação. Jogar contra Cuba é sempre difícil. Elas têm um poderio de ataque e saque que é impressionante. No entanto, o importante foi termos saído daqui com a vitória. Todas se ajudaram durante o jogo e fomos bem no tie-break. Ainda temos dois jogos importantes e precisamos das vitórias para garantir um lugar na fase final”, disse Jaqueline, que comentou ainda sobre as dores no joelho.

“Agora que terminou o jogo vou esfriar e devo sentir um pouco de dor, mas isso faz parte na vida do atleta. Vou tratar na fisioterapia e amanhã estarei pronta para ajudar o Brasil, pois esses jogos são decisivos”, garantiu a ponteira.

O treinador José Roberto Guimarães elogiou o saque cubano e analisou o triunfo verde e amarelo.

“O jogo teve muitos altos e baixos de ambos os lados. Cometemos muitos erros e sofremos com o saque de Cuba. Elas têm um saque muito bom. Temos que melhorar o nosso bloqueio e a nossa defesa. Sabemos que para os Jogos Olímpicos precisamos evoluir”, afirmou José Roberto Guimarães.

O JOGO

Cuba começou melhor a partida e foi para a primeira parada técnica com dois de vantagem (8/6). Com um ace da central Thaisa, o Brasil empatou (8/8). O jogo ficou equilibrado. O saque brasileiro dificultava a recepção cubana. Sheilla conseguiu um ace e o Brasil abriu dois (14/12). O volume de jogo brasileiro apareceu na parcial e Jaqueline se destacou no ataque. Cuba cresceu no final do set e a parcial ficou disputada ponto a ponto. Depois de 33 minutos, Cuba fechou o primeiro set por 31/29.

O Brasil veio para o segundo set com uma alteração. Entrou Paula Pequeno e saiu Fernanda Garay. A parcial começou equilibrada. Com um ace da levantadora Fabíola, o Brasil fez 11/10. O saque brasileiro voltou a incomodar as cubanas. Desta forma, o time verde e amarelo abriu quatro (16/12). As brasileiras seguiram dominando o set no final e fecharam a parcial por 25/18.

A vitória no segundo set fez bem ao Brasil. As brasileiras se aproveitaram dos erros das cubanas e abriram seis (14/8). Com um ace de Sheilla, o time verde e amarelo fez 21/16. Paula Pequeno conseguiu uma boa sequencia de saques e ajudou o Brasil a vencer a terceira parcial por 25/19.

O Brasil foi para a primeira parada técnica do quarto set com um de vantagem (8/7). Com dois pontos seguidos de bloqueio, as brasileiras fizeram 10/7. Neste momento, Cuba voltou a sacar e bloquear com eficiência e virou o marcador para 14/11. O técnico José Roberto Guimarães trocou as levantadoras, Entrou Fernandinha e saiu Fabíola. A substituição fez bem ao Brasil que encostou no placar (17/16). O set seguiu equilibrado, mas Cuba levou a melhor no final do set e fechou a quarta parcial por 26/24.

O Brasil começou bem o tie-break e fez 3/0. As brasileiras seguiram dominando as ações no set decisivo. Bem no saque e no bloqueio, o time verde e amarelo venceu o quinto set por 15/8 e o jogo por 3 sets 2.

EQUIPES

BRASIL – Fabíola, Sheilla, Fernanda Garay, Jaqueline, Fabiana e Thaisa. Líbero – Camila Brait

Técnico – José Roberto Guimarães

Entraram: Paula Pequeno,Tandara, Fernandinha, Mari e Adenízia

CUBA. Salas, Santos, Palacios, Giel, Cleger e Silva. Líbero – Borrell

Técnico – Juan Carlos Gala

Entrou: Silie

Font: Assessoria CBV




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x