Search
Sunday 20 September 2020
  • :
  • :

Grand Prix: confira os detalhes da segunda vitória do Brasil

Foto: Divulgação FIVB

 

 

 

(Divulgação CBV)

A seleção brasileira feminina de vôlei conseguiu uma grande reação para conseguir a segunda vitória no Grand Prix. Neste domingo (09.07), a equipe do treinador José Roberto Guimarães venceu a Turquia, que contou com o apoio de 7000 apaixonados torcedores , por 3 sets a 2 (24/26, 25/17, 25/18, 22/25 e 15/13), em 2h32 de jogo, no Baskent Volleyball Hall, em Ancara, na Turquia. O time verde e amarelo reverteu um placar adverso de 12/9 na quinta parcial para sair de quadra com o resultado positivo.

Na classificação geral ao final da primeira semana de competição, o Brasil aparece na quinta colocação, com cinco pontos. A Sérvia lidera, com nove, seguida pelos Estados Unidos, com oito, pela Holanda, com sete e pela República Dominicana, com seis.

Na partida deste domingo destaque para a ponteira Rosamaria e para oposta Tandara, maiores pontuadoras do confronto, com 20 pontos cada. A ponteira Drussyla e a central Bia, com 13 cada, também pontuaram bem. Pelo lado da Turquia, a atacante Fatma foi a maior pontuadora, com 16 acertos.

A oposta Tandara fez uma análise da partida e elogiou a postura do grupo brasileiro no confronto contra a Turquia.

“Nesse jogo tivemos muitos altos e baixos, mas isso tudo vai servir para o nosso crescimento. Foi o primeiro tie-break desse grupo e gostei da nossa atitude em quadra. Brigamos em todos os momentos mesmo cometendo muitos erros. Esses dois pontos serão importantes na nossa busca pela classificação para fase final”, disse Tandara.

O treinador José Roberto Guimarães chamou a atenção para a boa participação das jogadoras que vieram do banco como a ponteira Drussyla e a central Adenízia.

“Alguns fundamentos deixaram a desejar. A nossa defesa precisa ajudar um pouco mais. Fizemos 19 pontos de bloqueio e o nosso passe foi melhor do que na partida contra a Sérvia. As jogadoras que vieram do banco ajudaram bastante e a recuperação que tivemos na partida também foi importante”, explicou José Roberto Guimarães.

O Brasil viajará na manhã desta segunda-feira (10.07) para Sendai, no Japão, onde vai disputar a segunda semana da competição e terá como adversários a Sérvia, o Japão e a Tailândia. O próximo jogo do time verde e amarelo será na sexta-feira (14.07), às 3h40 (horário de Brasília) contra a Sérvia.

Entenda o Grand Prix

No Grand Prix, de sete a 23 de julho, as 12 principais seleções disputarão a fase de classificação. A cada semana serão formados três grupos com quatro seleções em cada, definidas em sorteio. Ao fim da fase classificatória, as cinco equipes mais bem classificadas avançarão à Fase Final, que contará ainda com a China, país sede. A Fase Final acontecerá de dois a seis de agosto, em Nanjing, na China.

 O JOGO

O Brasil fez o primeiro ponto do jogo. A Turquia começou melhor e fez 6/2. Neste momento, o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. Com Bia bem nas bolas de velocidade, o time verde e amarelo encostou (8/7). E foi numa boa sequência de saques da central Bia que as brasileiras viraram o marcador (13/10). A Turquia se aproveitou dos erros do time verde e amarelo e voltou a liderar o placar (17/15). A ponteira Rosamaria se destacou no saque e o Brasil deixou tudo igual no placar (22/22). Bia brilhou no bloqueio no final da parcial, mas a Turquia levou a melhor no primeiro set por 26/24.

A Turquia começou melhor o segundo set e fez 4/2. Bem no saque e no bloqueio, o Brasil virou o marcador (7/6). O set ficou disputado ponto a ponto. Quando o placar estava, 9/7 para as turcas, o treinador José Roberto Guimarães fez duas substituições. Entraram Adenízia e Drussyla e saíram, respectivamente Carol e Natália. O Brasil cresceu de produção e empatou (10/10). A ponteira Rosamaria conseguiu dois pontos de saque e o Brasil abriu três pontos (15/12). O bloqueio das brasileiras se destacava e o Brasil manteve a vantagem (19/16). O Brasil foi melhor até o final da parcial e levou a melhor no segundo set por 25/17.

A Turquia abriu dois de vantagem no início da terceira parcial (4/2). O Brasil cresceu de produção e a parcial ficou disputada ponto a ponto. Numa boa de segunda da levantadora Roberta, o Brasil foi para o primeiro tempo técnico da terceira parcial com um de vantagem (8/7). Com um ataque rápido da central Adenízia, o time verde e amarelo abriu quatro pontos (12/8). A Turquia cresceu de produção e encostou (14/13). O Brasil foi para o segundo tempo técnico com dois de vantagem (16/14). O time da casa fez três pontos seguidos e virou o marcador (17/16). Com Drussyla e Rosamaria bem no ataque, o time verde e amarelo abriu quatro pontos (22/18). A ponteira Drussyla brilhou no final da parcial e o Brasil venceu o terceiro set por 25/18.

O Brasil fez os dois primeiros pontos da quarta parcial. A Turquia virou o marcador e abriu quatro pontos (9/5). Com um ponto de saque da ponteira Drussyla, o Brasil encostou (11/9). As donas da casa voltaram a sacar com eficiência e abriram cinco pontos (16/11). Quando as turcas fizeram 18/12, o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. O Brasil cresceu de produção, diminuiu a vantagem no marcador para dois pontos (22/20), mas as turcas seguraram a vantagem e venceram o quarto set por 25/22.

Com um ace da levantadora Roberta, o Brasil fez o primeiro ponto do quinto set. A parcial começou equilibrada. Com um ponto de contra-ataque da oposta Tandara, o Brasil abriu dois pontos (5/3). A Turquia cresceu de produção e empatou (7/7). O set ficou disputado ponto a ponto. Depois de um longo rally, o Brasil virou o marcador (10/9). O árbitro voltou atrás na marcação e o placar ficou 10/9 para a Turquia que conseguiu mais dois pontos na sequência e fez 12/9. A oposta Tandara cresceu de produção, virou bolas importantes e com um ponto de saque selou a vitória do Brasil por 15/13 e o jogo por 3 sets a 2.

EQUIPES:

BRASIL – Roberta, Tandara, Rosamaria, Natália, Bia e Carol. Líbero: Suelen
Entraram – Amanda, Drussyla, Monique, Naiane, Adenízia
Técnico – José Roberto Guimarães

TURQUIA: Alikaya, Kubra, Uslupehlivan, Kalac, Meliha e Fatma. Líbero: Gizem
Entraram – Seyma, Hande, Çagla, Meryem e Nur
Técnico – Giovani Guidetti

ÁRBITROS:

1º – J. LIU (China)
2º – N. SOWAPARK (Tailândia)

Grand Prix

1ª semana – Ancara (Turquia)

07.07 – Brasil 3 x 0 Bélgica (25/22, 25/23 e 25/18)
08.07 – Brasil 0 x 3 Sérvia (19/25, 20/25 e 19/25)
09.07 – Brasil 3 x 2 Turquia (24/26, 25/17, 25/18, 22/25 e 15/13)

 

 

Tem cupom de desconto exclusivo pra você na FutFanatics. Use o código: MV10FUT




Subscribe
Auto Notificar:
guest
12 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
TITANIC 100 ANOS

bruno afundou a seleção, bruno afundou a seleção bruno afundou a seleção

santoro

FORA BRUNO AFUNDOU A SELEÇÃO, QUEREM TRANSFORMAR ESSE LEVANTADOR RUIM QUE LEVANTA NO OMBRO DO WALLACE EM HEROI NA GLOBO, NAO PASSA DE UM MEDIOCRE. FORA RENAN PADRINHO DO JAQUEIRO QUE SE FAZ DE CEGO.

Elaine Mara da silva

Na verdade não houve renovação alguma.O Renan precisava ganhar. Aquele idiota e chato do MARCOS Freitas da SPORTV FICOU e fica puxando o saco dos caras desde o começo da liga dizendo que o processo de renovação era importante e que o Brasil não estava completo.Não sej queBrasil ele estava vendo.Brincadeira né. Campeões Olímpicos 2016 ou era o SITIO DO PICA PAU AMARELO.?Não dá pra levar Rafa e tão pouco William. ..señor de los milagros. Os caras não são revelação. OPORTUNIDADE para Murilo Radke, aquele outro do time Sul.acho que é do Canoas ou do que ganhou o último jogo… Ler mais »

Sense8

Cala boca torcedor do VIADO do Bruneca

Gasquez

FORAAA BRUNO RESPINSAVEL PELA DERROTA DA SELECAO NA LIGA. VAO PASDAR A MAO NA XEBECA DELE DE NOVO? SIM SE BA9 MUDAR O TECNICO AMIGO DO PAI DEDSA JOCA DE LEVANTADOR 0ADRINHO DO MEDIOCRE Q LEVANTA BOLA NO OMBRO DOS ATACANTES

Elaine Mara da silva

O sr.renan já disse na tv que Bruneco é “imexivel”…..kk

Sense8

Fora Btuno fora Renan

roger

o brasil nao tem libero suellen e muito ruim

D.C.JONES

RANKING DE LIBEROS
1º FABI (SE APOSENTOU)
2° BRAIT ( NÃO QUER JOGAR MAIS)
3° LEÍA (PEDIU DISPENSA)
4° SUELLEN (AINDA FORA DO PESO)
5°TÁSSIA (PARTICULAMENTE ERRA MUITO)
6° GABIRU (DEFENDE MAS NÃO PASSA)
Mesmo Suellen estando fora do peso é a nossa melhor opção pro momento.
Ela é esforçada e tem um levantamento muito bom.
Se conseguir perder mais uns quilos acho que vai evolui bem.

Elaine Mara da silva

Então. ..O que foi feito todos esses anos no processo de renovação do volei brasileiro seja no feminino ou no masculino ?.A Ana Mozer já tinha levantado a questão já há 3 Olimpíadas atrás. No masculino até a Rio 2016 só veio o Lucareli.Precisa-se respeitar o Esporte como uma Política Pública

Elaine Mara da silva

Acho que precisamos de comando na seleção dentro efora da quadra.ZRG…Se fue.

Bibi

Chama Bernardete pra tecnico ai ele convoca a filha Bruneca babyzinha pra afundar a selecao feminina tambem levantando na antena kkkkkkkk ja afundou a masculina

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x