Search
Friday 18 September 2020
  • :
  • :

Invencíveis! Talita/Larissa vence em Barueri e leva 5º título seguido

Créditos: Divulgação

A lista de títulos e invencibilidade aumentou ainda mais. Talita e Larissa repetiram um aproveitamento impressionante dos últimos campeonatos para derrotar, de virada, as italianas Menegatti e Orsi Toth por 2 sets a 1 (18/21, 23/21, 21/19) na decisão do Grand Slam de Barueri (SP). As brasileiras chegaram ao 32º jogo sem derrota e conquistaram o quinto título consecutivo em sete disputados.

Além de duas etapas do Circuito Mundial (Áustria e Polônia), Talita e Larissa conquistaram as duas primeiras etapas do Circuito Banco do Brasil, em Vitória (ES) e Niterói (RJ). Elas se juntaram em junho e estão invictas desde a derrota nas oitavas de final do Grand Slam de Long Beach, nos Estados Unidos, em julho.

Com a vitória, Talita e Larissa somam mais 800 pontos no ranking geral da temporada, além de levarem um prêmio de 57 mil dólares. As italianas recebem 720 pontos no ranking e uma premiação de 43 mil dólares pelo vice-campeonato. Com o título deste sábado o Brasil soma 14 medalhas no torneio feminino na atual temporada do Circuito Mundial: cinco de ouro, seis de prata e três de bronze (veja a relação completa abaixo).

O Brasil começou largando na frente do placar no set inicial. Em erro de ataque de Toth, Larissa e Talita abriram 6 a 4 no placar. A Itália, porém, corrigiu o posicionamento defensivo e virou o placar para 9 a 8. A partir deste momento, Menegatti e Orsi Toth não deixaram mais a vantagem escapar. Em saque para fora de Larissa, as italianas fecharam o set em 21/18.

O segundo set manteve o forte equilíbrio, mas as brasileiras passaram a acertar mais as viradas de bola. Com isso, chegaram a abrir 9 a 5 rapidamente. A vantagem passou a variar entre dois e três pontos para as brasileiras até que, em largada de Menegatti e ataque de fundo de Toth, as italianas fizeram 16 a 14. Mesmo com a desvantagem de um set e do placar, Talita cresceu no jogo. Em um bloqueio da sul-mato-grossense e ataque de Larissa, as brasileiras viraram e venceram por 23 a 21.

O tie-break foi emocionante, emulando a partida e as constantes viradas no placar. As italianas tiveram o match point por mais de uma vez, mas acabaram desperdiçando. Enquanto isso, Larissa e Talita controlavam a pressão para virarem bolas importantes. Em uma largada de Talita, as brasileiras fizeram 20 a 19, e fecharam o jogo com ataque de Larissa.

“Nós estamos conseguindo sair de situações difíceis, mesmo com pouco tempo de time. Isso é muito positivo, pois não sabíamos como seria essa parceria. Sabíamos da qualidade da Talita e da Larissa, mas precisaria funcionar como time. Felizmente as coisas estão dando certo. Muitos pensavam que venceríamos fácil, mas o favoritismo não entra em quadra, elas fizeram uma excelente partida e tivemos que nos superar muito. Esse tipo de vitória transmite uma força mental muito grande”, disse Larissa.

“As italianas estão de parabéns, fizeram um trabalho excelente e chegaram à final com méritos. São um time novo, de jogadoras que ainda vão dar muito trabalho. Acho que a experiência ajudou um pouco, parar, respirar e colocar a cabeça no lugar para fazer bem a virada de bola. Foi um jogo emocionante, sabíamos que o estilo de jogo delas, veloz, só seria superado se errássemos o mínimo possível”, completou Talita.

Na disputa do bronze, que ocorreu no último sábado (27.09), as holandesas Meppelink/Van Iersel venceram as brasileiras Maria Clara e Carol e ficaram com um lugar no pódio do torneio, com o triunfo por 2 sets a 0 (21/15, 21/14), em 33 minutos.

O Brasil foi representado por mais cinco equipes femininas no torneio realizado em Barueri. Ágatha/Bárbara Seixas e Fernanda Berti/Taiana foram eliminadas na fase de grupos. Lili e Rebecca caíram nas oitavas de final, enquanto Juliana e Maria Elisa perderam nas quartas. Maria Clara e Carolina ficaram com o quarto lugar, derrotadas nas semifinais.

Após o Grand Slam realizado em Barueri (SP), o último do ano, o Circuito Mundial terá ainda outras cinco etapas do Open: China, Argentina, Qatar (apenas torneio masculino), Índia e África do Sul. O Brasil lidera o ranking do torneio feminino com Juliana e Maria Elisa.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x