Search
Monday 30 November 2020
  • :
  • :

Invicto na Superliga, Molico/Osasco recebe o SESI em reedição da final do Paulista‏

Foto: Régis Thiago/Melhor do Võlei

Em menos de uma semana, Molico/Osasco e SESI-SP voltam a se enfrentar, desta vez, pela Superliga 2013/14. No último domingo, em Osasco, a equipe treinada por Luizomar de Moura despachou o rival por 3 sets a 0 e conquistou o título do Campeonato Paulista 2013. Nesta sexta-feira, às 19h30, o embate é novamente no Molico/Osasco conta com a boa fase coletiva do time, que lidera três dos seis fundamentos de acordo com as estatísticas da CBV. As osasquenses estão em primeiro em saque, ataque e levantamento.

“O que mais tem me agradado é a doação da equipe. As meninas estão na mesma sintonia que a comissão técnica e isso tem sido muito importante porque, sem isso, dificilmente manteríamos o bom nível, já que estamos enfrentando uma série de sete partidas em 15 dias. As meninas que estão atuando menos estão ajudando muito nesses treinos entre os jogos, pois estão mantendo o astral da equipe e exigindo bastante do time titular. Elas possuem um papel importante nos dias após os jogos porque ajudam na qualidade do treino e entendem que precisam estar preparadas para uma eventual necessidade”, declarou Luizomar.

Para o treinador, o maior destaque da equipe neste momento é o trabalho coletivo.”Acredito que sim. O Molico/Osasco vinha jogando duas competições simultâneas, com bolas diferentes e com pouco tempo de treinamento entre um jogo e outro. Por esse motivo, tenho certeza que a parte coletiva está sendo fundamental. São 15 dias em que elas não conseguem fazer nada fora do voleibol. Estão se cuidando e descansando. É com esse comportamento que estamos construindo a nossa equipe”, completou o comandante.

A líbero Camila Brait concorda que a parte coletiva é o destaque do time e aponta as dificuldades que o Molico terá pela frente diante do SESI. “O nosso time melhorou muito nos últimos jogos, mas ainda estamos em construção. O que tem facilitado nesta montagem da equipe é que estamos muito unidas dentro e fora da quadra. Nos treinos e nos jogos está todo mundo se ajudando e o crescimento tem acontecido com naturalidade. Com relação ao jogo, o SESI é um adversário muito perigoso. É um time que quando perde um set não se abate para a sequência do jogo e que reage rápido nas adversidades. Temos que entrar ligadas em todos os sets porque elas possuem jogadoras muito fortes, principalmente, a Bia e a Fabiana. Sendo assim, temos que sacar bem para quebrar o passe delas e anular as duas meios porque senão ficará mais difícil para a nossa equipe”, analisou a defensora.

Individualmente, o Molico/Osasco tem como destaques a oposta Sheilla, melhor atacante até o momento, com 75 pontos de ataque e 33,72% de eficiência. Em bloqueio, a central Adenízia é a quarta colocada, com 16 pontos e 26,23%. No saque, o Osasco conta com quatro atletas entre as dez, no caso, Sheilla em terceiro, com 11,54%; Fabíola em oitavo, com 9,09%; Sanja Malagurski em nono, também com 9,09%; e Caterina Bosetti em décimo, com 8,93%. Sheilla aparece com eficiência também no sistema defensivo, já que é a sétima melhor defensora, com 52%. No fundamento levantamento, Fabíola é a segunda melhor da competição nacional com 23,12%. Entre as maiores pontuadoras, Sheilla aparece na quinta posição com 91 pontos.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x