Search
Thursday 22 October 2020
  • :
  • :

Isac reclama da arbitragem, mas relativiza: “temos que pensar no nosso time e em que precisamos melhorar”

Crédito: Raphael Amoroso/Divulgação Sesi-SP

Crédito: Raphael Amoroso/Divulgação Sesi-SP

 

A derrota no sábado para o Sesi custou a liderança da Superliga masculina de Vôlei ao Sada Cruzeiro. O resultado deixou os campeões mundiais atrás da Funvic/Taubaté no desempate do set average. O Cruzeiro abriu o placar, tomou a virada, levou o jogo para o quinto set e, então, caiu.

 

“Entramos sabendo que não ia ser um jogo fácil, e foi o que aconteceu, um jogo muito disputado. Conseguimos colocar pressão em alguns momentos, em outros fomos pressionados também”, comentou o meio de rede Isac, responsável por 14 pontos de ataque e dois de bloqueio.

 

As dificuldades de um duelo fora de casa contra o vice-campeão brasileiro eram previstas, mas, além delas, o central cruzeirense ressaltou que não gostou da atuação dos árbitros.

 

“De novo, alguns erros de arbitragem”, lamentou. “Mas era um jogo que podia dar para um lado e para o outro. Nós temos que pensar no nosso time, ver o que precisamos melhorar”, concluiu.

 

Na próxima rodada, o Sada Cruzeiro recebe a Funvic/Taubaté, no sábado, em jogo que valerá a ponta da tabela.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
1 Comentário
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Adriana Nascimento

O bacana do vôlei é não se ter vencedor antecipado. Todavia, a arbitragem vem comprometendo e muito. Erros grosseiros, que curiosamente, são dados sempre contra o time do Cruzeiro. Há que se levar em consideração que não é só a perde de um ponto que um erro gera, traz irritação aos atletas que acabam se desconcentrando e comprometendo o resultado. Os árbitros, há exceções é claro, tem se mostrado arrogantes, supremos, os mesmos tem que lembrar que não são os protagonistas do espetáculo.

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x