Search
Sunday 5 July 2020
  • :
  • :

Itambé/Minas vai à Cidade Maravilhosa em busca de mais uma vitória na Superliga

Foto: Orlando Bento/MTC

A Superliga Banco do Brasil 2019/20 está em fase decisiva de classificação. A duas rodadas do fim da primeira fase da competição nacional, a equipe Itambé/Minas segue forte na briga pelo bicampeonato seguido. Desta vez, o time do técnico Nicola Negro vai ao Rio de Janeiro (RJ) em busca da 10ª vitória seguida. Nesta sexta-feira (6/3), às 21h30, as atuais campeãs encaram o Sesc-RJ, no ginásio do Tijuca Tênis Clube, na capital fluminense. A partida será transmitida, ao vivo, pelo Sportv2.

O Itambé/Minas está na vice-liderança da Superliga, com 54 pontos, dois a menos que o Dentil/Praia Clube. O Sesc-RJ está em terceiro lugar, com 51. Logo em seguida vem o Sesi Vôlei Bauru, com 39. Praia e Sesi Bauru se enfrentam, às 19h, desta sexta-feira. Os jogos são adiados da oitava rodada do segundo turno, devido à disputa do Sul-americano de Clubes, competição que o Itambé/Minas foi tricampeão, e o time de Uberlândia, o vice.

O técnico Nicola Negro espera um jogo forte contra o Sesc-RJ. Para o treinador, o time mineiro está preparado para o duelo e sabe o que precisa fazer para alcançar mais um triunfo. “O jogo contra o RJ, com certeza, será muito difícil e importante para a nossa posição na tabela de classificação. A equipe tem uma regularidade incrível e vem de oito vitórias seguidas. Será um duelo muito complicado, mas vamos à luta em busca de mais uma vitória. Estamos bem treinados e estudamos a equipe deles. O ataque do Rio de Janeiro é forte, mas também temos um bloqueio forte. Felizmente este nosso fundamento está funcionamento muito bem e temos que manter isso no jogo desta sexta-feira”, comentou o treinador minastenista.

Dona do melhor bloqueio da Superliga, a bicampeã olímpica Thaisa destaca a união da equipe e disse que o time minastenista precisa sacar bem para surpreender o adversário. “Acredito que temos que seguir nessa pegada. Treinando forte e jogando como um time, com uma ajudando a outra para manter essa consistência de jogo. O Rio de Janeiro é um time muito estrategista e tático. Temos que sacar bem e saber o momento certo de definir. Não adianta apenas ter um bloqueio forte se a gente não sacar bem. O saque é o que pode determinar e ajudar o nosso bloqueio. Temos que fazer isso muito bem para facilitar a nossa leitura do jogo”, destacou a central do Itambé/Minas, que tem 85 pontos de bloqueio na Superliga, de acordo com estatísticas da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV).




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x