Search
Thursday 22 October 2020
  • :
  • :

“Japoneses” Vissotto e Evandro reforçam a seleção brasileira

Vissotto ajudou o JP Thunders a ser campeão nacional pela primeira vez na história (Foto: Divulgação/CBV)

Vissotto ajudou o JT Thunders a ser campeão nacional pela primeira vez na história (Foto: Divulgação/CBV)

Após atuarem no voleibol japonês na última temporada, os opostos Leandro Vissotto e Evandro passaram a integrar os treinamentos da seleção brasileira masculina de vôlei. O time nacional se prepara para a Liga Mundial e os Jogos Pan-americanos, principais competições da atual temporada.

Campeão mundial em 2010 com o time nacional, Vissotto foi fundamental para que o JT Thunders conquistasse pela primeira vez o título nacional. A taça foi levantada após uma vitória por 3 a 0 sobre o Suntory Sunbirds, de Evandro.

“Foi uma temporada muito bacana. O time tem 84 anos de história e nunca havia sido campeão. Eles esperavam muito por esse resultado e ajudar a conquistá-lo foi muito gratificante. Estava com a minha família bem longe do Brasil, em um ambiente totalmente diferente, e sempre esperamos conseguir sucesso. Foi realmente muito bom e comemoramos bastante. Os japoneses são respeitosos e gostam muito do voleibol”, contou Vissotto.

A chegada ao Brasil foi há muito pouco tempo e o atacante mal conseguiu descansar. A readaptação à rotina da seleção brasileira, porém, foi considerada fácil, já que Leandro Vissotto tem um histórico antigo com a equipe dirigida pelo técnico Bernardinho.

“Ainda estou no fuso. Cheguei do Japão há quatro dias e praticamente vim direto para Saquarema, mas isso foi bom porque não fiquei muito tempo parado. O ritmo aqui está acelerado e sei que treinar com eles só faz com que eu melhore cada vez mais. Agora teremos um teste muito forte, que vai ser a fase final da Liga Mundial no Brasil, e queremos muito esse título em casa. Temos que buscar força na torcida para ter a confiança de conquistar esse resultado positivo”, comentou.

A situação de Evandro foi bem parecida: pouco descanso e muita disposição para treinar com a equipe brasileira.

“Tive dois dias de folga e vim direto para apresentar a seleção. Fiquei só uma semana sem bola e o físico não está interferindo em nada. O problema é o fuso horário mesmo, que acaba perturbando um pouco. Mas, a vontade de estar aqui supera toda e qualquer dificuldade. Sei que temos um campeonato muito importante no ano que vem e vou lutar para fazer parte desse grupo”, afirmou.

O oposto sabe que a disputa entre os jogadores da sua posição vai ser forte e garante estar preparado para buscar uma vaga na equipe que representará o país nas próximas competições.

“Estou super feliz de estar aqui em Saquarema e tenho certeza que vamos ter uma briga boa nesse sentido de cada um lutar pelo seu espaço na seleção brasileira. Estou aqui para dar o meu máximo, fazer o meu melhor e tenho certeza que o Vissotto e o Wallace também. É melhor assim, quando acontece uma disputa acirrada desse jeito. É bom dar essa dor de cabeça positiva para o Bernardinho”, brincou Evandro.

O Brasil estreia na Liga Mundial no dia 29 de maio, contra a Sérvia, em Belo Horizonte (MG). A primeira etapa da competição terá mais um jogo, contra o mesmo adversário, no dia 31, ambos no ginásio do Mineirinho. A seleção está no Grupo A, onde também enfrentará a Itália e a Austrália.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x