Search
Wednesday 28 July 2021
  • :
  • :

Jaqueline: “grupo unido em busca de títulos”

Foto: Divulgação/Praia Clube

Em um jogo com cara de final e considerado o melhor da Superliga 20/21 até agora, Osasco São Cristóvão Saúde derrubou o último invicto da Superliga. Na noite desta terça-feira (16), em Uberlândia, a equipe comandada pelo técnico Luizomar derrotou o Dentil Praia Clube em uma batalha de cinco sets: 3 a 2, com parciais de 25/21, 26/28, 25/21, 16/25 e 17/15, em 2h37min. Com o resultado, o time osasquense chegou aos 24 pontos, mesma pontuação do Itambé/Minas, que lidera pelos critérios de desempate.

Com a volta de Roberta e Bia, recuperadas após contrair o novo coronavírus, mas sem Tandara, infectada pela Covid-19 (está bem e assintomática), Osasco foi valente do início ao final da partida. Com muito volume de jogo, consistente na defesa, potente no ataque e com um bloqueio quase intransponível, a equipe de Luizomar se recuperou do tropeço do sábado, contra o Brasília. Tainara, que jogou como oposta, foi a maior pontuadora da partida, com 21 acertos. Quem ganhou o troféu VivaVôlei e foi eleita a MVP do jogo pela torcida foi Jaque, que marcou 18 pontos, o último deles no saque que garantiu a vitória. Outro destaque foi Mayany, com 16 pontos, sendo 8 de bloqueio.

“Estamos com algumas baixas, e superamos muitas dificuldades. Viemos para Uberlândia apenas com 11 jogadoras e infelizmente não pudemos contar com a Tandara. Mas ela está bem e nós nos superamos em quadra e conseguimos buscar o nosso melhor para conquistar essa vitória tão importante”, afirmou Jaque, que completou. “É como temos comentado desde o início da temporada, a nossa força é do conjunto e esse grupo tem provado, jogo a jogo, que está unido em busca de títulos. Ganhamos o Campeonato Paulista e queremos a Superliga”, acrescentou a ponteira.

Com os dois pontos conquistados em Uberlândia, Osasco chega a 24 pontos e mantém a ponta da classificação da Superliga. Está empatado em número de pontos com o Itambé Minas, mas leva vantagem nos critérios de desempate (no set-average e no confronto direto, as osasquense derrotaram as mineiras por 3 sets a 0). O Praia está na terceira posição, mas com um jogo a menos.

O jogo – Osasco controlou o primeiro set. Forçando o saque e consistente na defesa, manteve a ponta no placar. Jaque marcou no 10/7. Na sequência, Tainara – maior pontuadora da parcial com 9 acertos – fez 15/11. Além de distribuir bem as jogadas, Roberta garantiu o 18/13 com um ace. As donas da casa tentaram uma reação no 19/17, mas Luizomar pediu tempo e arrumou a casa. Gabi desceu o braço em uma bola chutada na ponta no set point (24/21). Na sequência, a ponteira atacou novamente após a bola voltar de graça em função do bom saque de Bia: 25/21.

O segundo set foi equilibrado, mas Osasco precisou correr atrás no placar. Gabi Cândido conseguiu empatar a parcial em 9/9, após boas defesas de Jaque e Camila Brait. Apesar do esforço das osasquenses, o Praia conseguiu abrir quatro pontos (14/10) forçando Luizomar a pedir tempo. Seu time manteve o foco e, com Bia no bloqueio, voltou a igualar o marcador (18/18). Na sequência, Osasco passou à frente pela primeira vez na parcial, após erro das adversárias. O jogo seguiu lá e cá, até Roberta, em uma bola de segunda, abrir dois pontos de vantagem: 22/20. Com Mayany, no bloqueio, chegou ao set point (24/23). As osasquenses tiveram três chances de fechar, mas, no final o Dentil venceu por 28/26.

O terceiro set também foi equilibrado. Mas, desta vez, Osasco voltou a controlar o placar. Após ace de Bia (8/8), Mayany, em mais um bloqueio, fez 9/8. Tainara fez 16/14 e Jaque, explorando o bloqueio, garantiu uma vantagem de quatro pontos para as osasquenses (18/14). Com dois pontos seguidos de Mayany – primeiro em um ataque rápido e depois no paredão – a equipe de Luizomar fez 23/21. Um ace de Roberta garantiu o set point (24/21). O ponto do set, que definiu a vitória por 25/21 veio com um ataque de Gabi, que só foi confirmado após o treinador osasquense pedir o desafio para corrigir o erro do juiz de linha.

Após três sets com muito volume de jogo, Osasco não conseguiu equilibrar as ações. Depois de Gabi marcar no 14/16, após Bia salvar a bola com o pé e Camila Brait se esforçar para dar sequência no rali, a equipe de Luizomar viu o Praia abrir vantagem. O passe osasquense esteve irregular e, com muitos erros – 8 no total na parcial –, viu as donas da casa fecharam com nove pontos de vantagem: 25/16, para levar a decisão para o tie break.

Osasco saiu atrás no quinto set, mas manteve a concentração e empatou com Bia no 7/7. Jaque sentiu dores no pescoço após tentar salvar uma bola e se chocar com a placa de publicidade no 8/10. Mas foi atendida e se manteve em quadra. O empate osasquense veio com mais um bloqueio de Mayany (10/10). Gabi, com o terceiro bom saque seguido, garantiu a virada: 11/10. Jaque montou o paredão no 12/10. Na sequência, as donas da casa chegaram a igualdade no 12/12. Tainara desceu o braço na saída para recolocar o time visitante na frente no 13/12. Naiane entrou para sacar, quebrou o passe das praianas e Jaque montou o bloqueio: 14/12. Com emoção até o final, a partida foi para 14/14. Tainara atacou e garantiu mais um match point: 15/14. Bia, na china, fez 16/15. A vitória por 17/15 veio após grande saque de Jaque.

Osasco São Cristóvão Saúde: Roberta (5), Tainara (21), Jaque (18), Gabi Cândido (19), Mayany (16), Bia (11) e a líbero Camila Brait. Técnico: Luizomar. Entraram: Naiane, Camila Paracatu, Ana Medina (1), Kika.

Dentil/Praia Clube: Claudinha (5), Jineiry Martinez (17), Brayelin Martinez (11), Carol (15), Fê Garay (17), Anne (8) e a líbero Suellen. Técnico: Paulo Coco. Entraram: Mari Paraíba (9), Michele (1), Monique.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
1 Comentário
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Mario Lima

O time deu “liga” com a juncao de jaqueline, gabi candico e camila brait varrendo o fundo de quadra e a mayane e bia fechando a rede.

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x