Search
Friday 27 November 2020
  • :
  • :

Jogadoras da Unilever destacam visão de Bernardinho e oportunidade para mudar o rumo contra o Praia Clube

Foto: Régis Thiago/Melhor do Võlei

Uma grande vitória. Assim pode ser resumida a noite desta sexta-feira (06.12) do Unilever Vôlei. Diante de pouco mais de mil pessoas, a equipe carioca mostrou porque é a maior vencedora da história da Superliga. Após errar bastante e perder duas parciais para o Uberlândia, buscou forças em seu grupo para arrancar uma virada espetacular. Resultado: 3 sets a 2 (19-21, 16-21, 21-19, 21-18 e 15-11).

No terceiro set, talvez o mais importante da noite, Bernardinho percebeu que tinha que mudar algo na equipe. Não apenas jogadoras, mas a mentalidade. Lançou em quadra a meio de rede Valeskinha, a ponteira Regiane e a oposta Bruna, nos lugares de Carol, Gabi e Sarah. E deu certo. A equipe engrenou, ganhou confiança e conseguiu fechar o jogo nos braços da torcida. 

“O querer muito atrapalha. E acho que isso que estava acontecendo com o nosso time até o terceiro set. As meninas que estavam em quadra queriam demais acertar e acabavam pecando por nervosismo, ansiedade. Elas estavam tentando fazer exatamente o que o Bernardinho havia pedido, mas acabavam falhando por isso. Nós, que estávamos vendo tudo de fora, entramos mais conscientes do que estava acontecendo. E conseguimos ajudar a equipe. Todo mundo está de parabéns, todo mundo lutou muito. O Uberlândia vinha de uma derrota em casa onde jogou muito mal. Aqui, elas mostraram que são fortes. Todo jogo contra elas será isso, bem equilibrado, como foi no ano passado”, analisou a experiente Valeskinha. 

Figura importantíssima nas viradas de bola do Unilever Vôlei na partida, Bruna agradeceu a oportunidade. Ciente de que precisa estar 100% caso apareça uma oportunidade de substituir a canadense Sarah Pavan, ela comemorou a vitória e enalteceu a garra do grupo. 

“Tive a oportunidade de jogar e não tenho muitas. Agarrei com todas as minhas forças e consegui ajudar a equipe. É um presente pelo tanto que treinamos. Sei que a Sarah é a titular, mas tenho que estar preparada como hoje. Mais importante que isso é que mostramos novamente nossa garra. Somos uma equipe conhecida por ser guerreira mesmo. Estávamos com tudo dando errado e nos fechamos. Se fosse para perder, perderíamos lutando muito. Trabalhamos demais para vender uma derrota por 3 a 0 dentro da nossa casa. Assim conseguimos equilibrar o jogo e virar”, afirmou Bruna. 

Já na segunda-feira o Unilever Vôlei viaja para São Paulo onde, na terça (10.12), terá mais um grande confronto, desta vez com o Sesi. A partida está marcada para às 21h, no ginásio do Sesi, na Vila Leopoldina.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x