Search
Saturday 26 September 2020
  • :
  • :

LIGA MUNDIAL 2012: Brasil derrota a Polônia e assume a liderança do Grupo B

Brasil e Polônia entraram em quadra para o terceiro e último jogo da etapa brasileira da Liga Mundial 2012. Na disputa pela liderança do Grupo B, melhor para o Brasil, que venceu por 3 sets a 1 (26/24, 25/17, 23/25 e 25/23), em 2h05 de jogo realizado no ginásio Adib Moyses Dib (Poliesportivo), em São Bernardo (SP). Com o resultado, os brasileiros passam a somar 21 pontos (seis vitórias e três derrotas), enquanto os poloneses continuam com 20 (sete resultados positivos e dois negativos) após o final da terceira etapa da competição.

A seleção brasileira masculina de vôlei contou com apoio de 5.700 torcedores, que lotaram o ginásio e gritaram o tempo todo. O levantador Bruno, um dos destaques da partida, fez questão de elogiar os brasileiros. “A nossa torcida nos ajudou muito, não deixou de nos apoiar e, com certeza, ajudou a impor o respeito necessário para eles perceberem que, aqui, é difícil ganhar do Brasil. Estão todos de parabéns”, disse Bruno.

Além do levantador, o oposto Wallace foi um dos destaques do domingo. O atacante marcou 23 pontos e saiu de quadra como o maior pontuador do confronto. O central Sidão também contribuiu bem e marcou 14 vezes. Titular nos três jogos em casa, Sidão valorizou o fato de ter a confiança do técnico Bernardinho e elogiou o nível do grupo.

“Trabalhamos para estar sempre em quadra. Uma seleção como essa, com jogadores da qualidade que temos, é difícil ter um time titular. Todos que entram dão conta do recado. É difícil ver uma seleção assim, então, quando estamos lá dentro, temos que dar o máximo”, ressaltou Sidão.

O ponteiro Thiago Alves entrou no segundo set e foi responsável por 13 pontos. O jogador destacou a evolução do grupo até a terceira rodada da Liga Mundial. “Temos consciência que no primeiro final de semana, no Canadá, não jogamos tão bem. Crescemos, ganhamos entrosamento e o objetivo é que na próxima etapa, na Finlândia, a equipe esteja ainda melhor”, afirmou Thiago.

Após um jogo tenso na segunda rodada, na Polônia, e novamente eletrizante no Brasil, o líbero Serginho minimiza qualquer tipo de rivalidade e direciona o foco exclusivamente aos bons resultados conquistados na etapa.

“Temos que pensar no campeonato e não especificamente na Polônia. Tínhamos o objetivo de buscar os nove pontos em casa e conseguimos. Sabemos que eles são adversários de respeito, um time que fala muito, mas nós também brigamos por cada ponto. A disputa é na bola, dentro da quadra, e tivemos o apoio maravilhoso da torcida. Nós, brasileiros, fizemos a nossa parte”, disse Serginho.

Após a partida que colocou o Brasil na primeira colocação do Grupo B, o técnico Bernardinho elogiou o desempenho dos jogadores brasileiros.

“Conseguimos jogar um pouco melhor e anular algumas situações. O Anastasi fez algumas mudanças que complicaram a nossa vida, já que vínhamos nos preparando para jogar contra a equipe básica deles. Taticamente, o time jogou corretamente, o Murilo fez uma partida ainda melhor, o Thiago Alves se confirmou como uma opção importante. De uma forma geral, foi uma boa apresentação e conseguimos a vitória, que era muito importante”, destacou Bernardinho.

O treinador brasileiro ainda enalteceu a boa disputa que tem acontecido entre Brasil e Polônia desde a primeira rodada da Liga Mundial 2012. “Os confrontos contra os poloneses têm sido batalhas muito duras, em um momento de crescimento da equipe. Foi uma bela partida, com uma tensão natural, já que não queríamos perder a chance da classificação em casa. Estamos vivos ainda”, comentou Bernardinho.

O JOGO

O primeiro ponto do jogo foi polonês, com o capitão Mozdzonek, pelo meio. Wallace atacou na saída de rede e marcou o primeiro ponto do Brasil. O jogo seguiu equilibrado e, com saque potente, Sidão deixou tudo igual em 4/4. A diferença no placar era de apenas um ponto no primeiro tempo técnico: 8/7. O jogo seguiu disputado. Ace de Murilo e o Brasil passou à frente em 11/10. A Polônia buscou e, quando fez 13/11, Bernardinho pediu tempo. Mais uma vez, os poloneses comandaram o placar na segunda parada técnica (16/14). No bloqueio de Sidão, o Brasil empatou em 16 pontos. E novamente no bloqueio, desta vez com Bruno, a equipe verde e amarela assumiu o comando do marcador: 17/16. Mais um ace de Sidão e o Brasil fez 22/19. Com Kurek, a Polônia virou o jogo (23/22). Mas o Brasil buscou e venceu por 26/24.

O Brasil começou embalado e fez 3/1 no início da segunda parcial. A equipe de Bernardinho seguiu melhor e fez 8/5 na primeira parada técnica. No ace de Dante, os brasileiros aumentaram ainda mais a vantagem (9/5) e o treinador da Polônia, Andrea Anastasi, pediu tempo. Com certa tranquilidade, o Brasil abriu cinco de vantagem: 12/7. Dante pontuou pela entrada de rede e o time brasileiro marcou 16/13 no segundo tempo técnico. O Brasil seguiu superior e, ao fazer 19/14, Anastasi parou o jogo novamente. Em boa sequência de saque de Lucão, a equipe brasileira imprimiu um ritmo forte e no ace do central chegou a 22/15. O bloqueio duplo de Murilo e Sidão ampliou a diferença a favor do Brasil. No ataque de Murilo, a equipe verde e amarela venceu por 25/17.

O terceiro set teve um início disputado, com as equipes empatadas em quatro pontos. Uma diagonal curta de Wallace deixou o placar igual também em 5/5. Kubiak atacou pela entrada de rede e levou a Polônia em vantagem para o primeiro tempo técnico: 8/7. Na volta, o bloqueio de Sidão deixou o marcador novamente igual. Thiago Alves atacou e o Brasil fez 11/10. As equipes seguiram disputando ponto a ponto e empataram em 14/14. Na segunda parada técnica, os poloneses estiveram à frente em um ponto (16/15). A equipe adversária abriu três de vantagem sobre o Brasil (20/17), mas, com apoio da torcida, os donos da casa buscaram e, no bloqueio de Thiago Alves, encostaram em 20/19. Maia uma vez com o ponteiro, o Brasil empatou (21/21), mas os poloneses fecharam em 25/23.

A Polônia esteve melhor no começo da quarta parcial e fez 3/1. O Brasil buscou o empate. O placar esteve igual novamente em seis pontos. No erro de saque do capitão polonês, Mozdzonek, a equipe brasileira fez 8/7 no primeiro tempo técnico. Thiago Alves conseguiu dois bons saques e o Brasil aumentou a diferença: 10/7. A equipe verde e amarela seguiu à frente (15/11). Na segunda parada técnica, o time brasileiro vencia por 16/13. Wallace salvou uma bola no fundo e Murilo atacou para fazer 18/14 e forçar Andrea Anastasi a pedir tempo. Na volta, ace de Thiago Alves. Sidão bloqueou e o Brasil fez 21/15. Os poloneses se aproximaram (22/20) e Bernardinho parou o jogo. A Polônia ainda encostou em 24/23, mas os brasileiros venceram por 25/23.

EQUIPES

BRASIL – Bruno, Wallace, Sidão, Lucão, Murilo e Dante. Líbero – Serginho

Técnico – Bernardinho

Entraram: Theo, Ricardinho, Thiago Alves e Rodrigão

POLÔNIA – Nowakowski, Winiaeski, Kurek, Bartman, Zygadlo e Mozdzonek. Líbero – Ignaczak

Técnico – Andrea Anastasi

Entraram: Ruciak, Zagumny, Jarosz, Kosok e Kubiak

Fonte CBV




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x