Search
Sunday 27 September 2020
  • :
  • :

LIGA MUNDIAL 2012: Brasil é superado pela Polônia em Tampere

O Brasil tentou, mas não conseguiu. Na tarde deste DOMINGO (17.06), a seleção brasileira masculina de vôlei acabou superada pela Polônia por 3 sets a 1 (22/25, 23/25, 25/21 e 22/25), na terceira partida da última rodada da primeira fase da Liga Mundial de Vôlei 2012. As duas seleções entraram em quadra em Tampere, na Finlândia, empatadas com 26 pontos e, com o resultado, os poloneses passaram a 29 e garantiram a classificação para a Fase Final da competição.

Apesar do resultado negativo, o oposto Leandro Vissotto, que estreou na Liga Mundial 2012 nesta quarta etapa, teve boa atuação e terminou a partida como o maior pontuador do time brasileiro. Vissotto marcou 19 pontos, sendo 16 de ataque, dois de saque e um de bloqueio. Mesmo assim, os números não satisfizeram o oposto do Brasil.

“O sentimento, neste momento, é terrível. Precisávamos dessa vitória para garantir a classificação e, infelizmente, não conseguimos. A Polônia jogou bem e tem méritos. Nós alternamos bons momentos e outros de apagão. Pecamos muito no bloqueio, sem conseguir parar os atacantes deles. E, em um jogo de alto nível, isso faz muita diferença”, explicou Vissotto.

O oposto ainda detalhou o melhor momento do Brasil no jogo. “O único set em que conseguimos encontrar esse ritmo ideal entre bloqueio e defesa foi o terceiro. Ali conseguimos fazer vários bloqueios e vencemos. Mas eles estavam sempre superando o nosso time nessas bolas altas e isso complicou”, disse Leandro Vissotto.

E, mesmo frustrado após o resultado não desejado, o jogador brasileiro fez questão de destacar que a seleção brasileira está em uma crescente.

“O nosso time está trabalhando muito. O foco está nos Jogos Olímpicos e sabemos que tivemos problemas de contusões, que estão sendo resolvidos. A equipe tem muito para crescer ainda e vamos continuar trabalhando pesado para chegar na nossa melhor forma em Londres”, afirmou Vissotto.

Assim como o oposto brasileiro, o técnico Bernardinho deu méritos à equipe adversária neste domingo. “Foi um bom jogo. O Kurek fez uma grande partida, mas toda a equipe polonesa jogou bem. Eles mereciam ganhar”, confirmou o treinador do Brasil.

À espera de outros resultados

Fim da fase classificatória para o Grupo B. Com isso, a Polônia, primeira colocada da chave, com 29 pontos, está com a vaga na Fase Final garantida. O Brasil, com 26, terá que esperar pelo fim das etapas dos demais grupos, já que os últimos jogos serão realizados no dia 1º de julho.

Após toda a fase de classificação encerrada, ainda haverá uma vaga disponível, pois, as seis equipes que seguirão na disputa pelo título são os primeiros colocados de cada uma das quatro chaves, além do país sede (Bulgária) e do segundo colocado com o maior número de pontos.

Existe uma grande chance de, com a pontuação que tem, o Brasil entrar nessa vaga. “Nós ainda temos uma chance de chegar às finais como o melhor segundo colocado dos grupos, mas não acho que temos que pensar nisso agora. Vamos começar a treinar para as Olimpíadas”, disse Bernardinho.

O JOGO

A Polônia fez 2/0 e Murilo, em um ataque pela entrada de rede, marcou o primeiro ponto brasileiro. Com Wallace, o Brasil chegou ao empate em quatro pontos. Thiago Alves bloqueou e a equipe verde e amarela passou à frente na jogada seguinte. No erro de saque do Brasil, os poloneses fizeram 8/7 no primeiro tempo técnico. A Polônia chegou a abrir dois de vantagem, mas, no bloqueio, Lucão deixou tudo igual (14/14) e, no ponto de ataque de Murilo, o Brasil assumiu o comando do placar. Novamente com Murilo, a equipe brasileira fez 16/15 na segunda parada técnica. No ace de Bruno, 18/16 a favor do time verde e amarelo. A Polônia chegou ao empate (22/22), virou (23/22) e fechou o set em 25/22.

A segunda parcial começou melhor para a Polônia, que fez 6/3. Neste momento, Bernardinho pediu tempo. O Brasil voltou melhor e encostou em 6/5. No primeiro tempo técnico, a vantagem continuava com os poloneses: 8/6. A Polônia seguiu melhor e, na segunda parada técnica, estava quatro pontos à frente do Brasil: 16/12. Com Vissotto, a equipe verde e amarela diminuiu a diferença para dois pontos (18/16). Os poloneses voltaram a abrir e, quando fizeram 22/18, Bernardinho parou o jogo. Em boa sequência de saque de Vissotto, o Brasil encostou em 22/21. Mas os poloneses resistiram e venceram por 25/23.

O terceiro set começou disputado. As equipes empataram em 2/2 e, após bom saque de Sidão, o Brasil passou à frente. Os poloneses imprimiram um ritmo forte e fizeram 8/5 no primeiro tempo técnico. Então, em grande passagem de Rodrigão pelo saque, os brasileiros reagiram e, no bloqueio de Sidão, empataram em oito pontos. Quando o Brasil virou (9/8), o técnico da Polônia, Andrea Anastasi, pediu tempo. Ainda com Rodrigão no saque, a equipe verde e amarela seguiu bem no bloqueio e abriu 11/8. Na segunda parada técnica, 16/11 para a equipe brasileira. Vissotto fez ace e o Brasil, 18/12. Os poloneses demonstraram reação (19/15) e Bernardinho pediu tempo. O treinador viu o adversário se aproximar ainda mais (23/21) e parou o jogo de novo. Mas, no bloqueio, Vissotto fechou o set em 25/21.

Sidão abriu o placar da quarta parcial com ponto de ataque. Thiago Alves bloqueou e o Brasil fez 3/2. As seleções empataram em seis pontos e os poloneses foram para o primeiro tempo técnico em vantagem: 8/7. Com ataque potente pela entrada de rede, Murilo deixou tudo igual. O placar esteve empatado também em 13 pontos. E a Polônia esteve à frente na segunda parada técnica (16/14). Na volta, os poloneses marcaram mais um ponto (17/14) e Bernardinho pediu tempo. O Brasil cometeu alguns erros e, com o placar favorável ao adversário (21/17), Bernardinho parou o jogo. A Polônia seguiu melhor e fechou o set em 25/22.

EQUIPES

BRASIL – Bruno, Wallace, Sidão, Lucão, Murilo e Thiago Alves. Líbero – Serginho

Técnico – Bernardinho

Entraram: Vissotto, Ricardinho e Rodrigão

POLÔNIA – Nowakowski, Winiarski, Kurek, Bartman, Zygadlo e Mozdzonek. Líbero – Ignaczak

Técnico – Andrea Anastasi

Entraram: Jarosz, Ruciak, Zagumny, Kubiak e Kosok

Fonte CBV




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x