Search
Thursday 6 August 2020
  • :
  • :

LIGA MUNDIAL 2012: Brasil é superado pela Polônia no encerramento da segunda etapa

Brasil e Polônia entraram em quadra neste DOMINGO (03.06) para o jogo mais esperado da segunda semana do Grupo B da Liga Mundial 2012. Os poloneses estavam em casa, com o ginásio Spodek, em Katowice, tomado de vermelho e branco e, assim, superaram os brasileiros, depois de um jogo extremamente disputado, por 3 sets a 2 (26/24, 23/25, 25/23, 23/25 e 15/10), em 2h16.

Para conseguir a vitória neste domingo, a equipe da casa contou com o incentivo de 11 mil pessoas. Apaixonada por vôlei, considerado o primeiro esporte no país, a torcida lotou o Spodek, ginásio onde o Brasil ganhou os títulos da Liga Mundial de 2001, no primeiro ano sob o comando de Bernardinho, e, novamente, em 2007.

Desta vez, mesmo com o resultado não desejado na última partida, o Brasil sai de Katowice com o saldo positivo de duas vitórias, sobre a Finlândia (3 sets a 0) e sobre o Canadá (3 a 1). E, apesar da derrota, com um ponto conquistado neste domingo, já que, pelo regulamento, derrota por 3 sets a 2 cede dois pontos ao time vencedor e um ao perdedor. Este, aliás, foi o fator destacado pelo ponteiro Dante.

“Sair daqui, depois de um jogo eletrizante como esse, com um ponto tranquiliza um pouco. Eles estão com dois na nossa frente e, com uma vitória na próxima etapa, quando vamos estar dentro de casa, conseguiremos ultrapassá-los. Eles usaram o fator casa e nós esperamos dar a resposta no nosso país, diante da nossa torcida”, comentou Dante.

O ponteiro do Brasil citou a terceira rodada da Liga Mundial, que será realizada em São Bernardo do Campo (SP), no ginásio Adib Moysés Dib (Poliesportivo), no próximo final de semana.

O central Lucão também já pensa na próxima etapa, quando espera recuperar o ponto que a seleção brasileira esperava ter conquistado ainda em Katowice.

“Buscamos um set que estava bem complicado, quase perdido, e isso fez a diferença para que a nossa equipe tenha uma tranquilidade um pouco maior para, em casa, conseguir uma vitória por 3 sets a 0 ou 3 sets a 1 e passar na frente deles”, disse Lucão.

Além da boa recuperação em momentos importantes e do ponto conquistado, a seleção brasileira contou com mais um fator positivo: a boa distribuição de pontos entre os jogadores. O ponteiro Murilo, o oposto Theo e o central Lucão marcaram 12 vezes, enquanto o central Sidão colocou a bola 11 vezes no chão e, Dante, 10. O oposto Wallace, com seis pontos, e o levantador Bruno, com dois, completaram a pontuação brasileira. No entanto o oposto polonês, Bartman, foi quem mais pontuou na partida, com 26 acertos.

O JOGO

O primeiro ponto do jogo foi brasileiro, após erro de ataque do adversário. Como era esperado, o confronto esteve equilibrado, com as equipes empatando em quatro pontos. No bloqueio, Dante colocou o Brasil com um de vantagem. A diferença no placar foi mantida no primeiro tempo técnico (8/7). No ace de Bartman, a seleção polonesa fez 12/10. A diferença se manteve em dois pontos e no bloqueio individual, Murilo deixou tudo igual em 15/15. Na jogada seguinte, foi a vez de Lucão bloquear e levar o Brasil para a segunda parada técnica em vantagem: 16/15. A Polônia abriu dois (19/17) e Bernardinho pediu tempo. Com Dante, a equipe brasileira empatou (23/23) e deixou o set em aberto novamente. No ace de Jarosz, a Polônia fez 26/24 e fechou o set.

A segunda parcial começou da mesma forma, disputada ponto a ponto. Brasil e Polônia empataram em 5/5. Com ataque de Bartman, o time da casa foi para a primeira parada técnica com dois pontos à frente: 8/6. No ponto direto de saque de Wallace, tudo igual no marcador: 8/8. Mas a equipe brasileira não manteve a sequência, e os poloneses fizeram 12/9. Mais uma vez com Bartman, o time da casa foi para o segundo tempo técnico em vantagem (16/13). No bloqueio triplo, o Brasil empatou o set novamente (18/18) e o técnico da Polônia, Andrea Anastasi, parou o jogo. Thiago Alves entrou para sacar e o Brasil fez 23/21. Em jogada inusitada, um ataque do levantador Bruno, a equipe brasileira fez 25/23.

A Polônia estava à frente, mas com ponto direto de saque, Sidão deixou o marcador igual no ginásio Spodek: 5/5. Os donos da casa voltaram a liderar o placar e, no primeiro tempo técnico venciam por 8/7. Mas os brasileiros reagiram, encostaram e viraram (10/8). No erro de saque do adversário, o time verde e amarele aumentou um pouco mais a vantagem e fez 16/13 no segundo tempo técnico. Theo atacou na entrada de rede e o Brasil fez 21/19. Com dois pontos de bloqueio consecutivos, a Polônia passou à frente em (23/22) e, no ace, fechou o set em 25/23.

Uma jogada entre Bruno e Lucão abriu o quarto set. A Polônia virou e fez 3/2. Com o apoio da torcida, o time da casa seguiu melhor e, quando marcou 7/4, Bernardinho pediu tempo. A Polônia fez 8/5 no primeiro tempo técnico. Com dois saques seguidos de Bruno, o Brasil reduziu a diferença para 12/11. Os donos da casa voltaram a abrir dois na segunda parada técnica: 16/14. Os brasileiros buscaram o resultado e empataram em 18/18. Novamente, a Polônia colocou dois de vantagem, (20/18), e Bernardinho parou o jogo. O final do set foi, mais uma vez, emocionante. Após empate no 23º ponto, Lucão marcou duas vezes seguidas no bloqueio e decretou a vitória brasileira no set: 25/23.

O set decisivo começou melhor para a Polônia, que fez 4/2. No bloqueio, Sidão deixou tudo igual: 4/4. A equipe da casa abriu dois pontos (7/5) e Bernardinho parou o jogo. Os poloneses mantiveram a diferença na virada de quadra, quando venciam por 8/6. O adversário seguiu melhor e venceu o Brasil por 15/10.

EQUIPES

BRASIL – Ricardinho, Wallace, Sidão, Lucão, Murilo e Dante. Líbero – Serginho

Técnico – Bernardinho

Entraram: Bruno, Theo, Thiago Alves e Rodrigão

POLÔNIA – Nowakowski, Winiarski, Kurek, Bartman, Zygadlo e Mozdzonek. Líbero

– Ignaczak

Técnico – Andrea Anastasi

Entraram: Jarosz, Ruciak, Kosok e Kubiak




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x