Search
Friday 4 December 2020
  • :
  • :

LIGA MUNDIAL 2012: Seleção masculina treina à espera de resultados

A atual situação da seleção brasileira masculina de vôlei gera expectativas. Esperar pelos resultados dos outros grupos para saber se estará, ou não, na Fase Final da Liga Mundial causa uma ansiedade que o técnico Bernardinho vem tentando eliminar com trabalho. Os treinos desta semana, no Sesi, em São Paulo (SP), são uma forma de amenizar o período de espera. E, claro, de preparar a equipe para o principal objetivo de 2012: os Jogos Olímpicos de Londres.

Na Liga Mundial, a fase classificatória define quatro dos seis times que estarão na Fase Final, de 4 a 8 de julho, em Sofia, na Bulgária. Os primeiros colocados de cada um dos quatro grupos têm vagas certas. A quinta seleção classificada é a Bulgária, por ser o país sede. E uma sexta e última vaga cabe ao segundo colocado que fizer o maior número de pontos. Essa é a chance do Brasil. Mas o fato de não estar com a vaga garantida é motivo de incômodo.

“Isso é algo que incomoda a todos nós. A ideia inicial na temporada era a classificação para as finais da Liga Mundial e, momentaneamente, não estamos lá. Se temos um objetivo e, em um primeiro momento, não conseguimos alcançá-lo, isso incomoda. E acho que tem que ser assim para que possamos trabalhar ainda mais com o intuito de reverter a situação”, afirmou o técnico da seleção brasileira, Bernardinho.

A expectativa pela resposta final faz com que duas possibilidades sejam consideradas. Estar na próxima fase, com a chance de disputar um título, sempre é a meta da seleção brasileira masculina. Porém, ter um tempo maior de preparação para os Jogos Olímpicos também tem seu lado positivo.

“Temos dois lados. Não classificar seria uma nota negativa no nosso trabalho, claro, mas o objetivo principal é Londres. Poder trabalhar mais, dar uma carga de treinamento maior aos jogadores e recuperar alguns, seria bom. Portanto, se pudermos utilizar esse tempo de uma forma ainda mais inteligente e produtiva, vamos fazer. Mas é óbvio que queremos ir para as finais. Estar na próxima fase tem o aspecto positivo de se testar contra as principais equipes do mundo, o que é muito interessante”, analisou Bernardinho.

O ponteiro Murilo enxerga a situação de forma parecida, mas faz questão de afirmar que, se tivesse o poder de decisão, uma das hipóteses levaria vantagem.

“Treinar, poder recuperar e ficar concentrado é excelente, mas ir para a Fase Final da Liga Mundial é ainda melhor. Assim, poderíamos pegar ainda mais ritmo de jogo, já que lá estarão prováveis semifinalistas dos Jogos Olímpicos. Isso é sempre muito bom. Por isso, às vésperas de uma edição de Olimpíada, eu preferiria jogar”, afirmou Murilo.

Se a Polônia foi o principal obstáculo do Brasil na fase classificatória, Murilo garante que eles não são a preocupação da equipe verde e amarela. A atenção tem que estar direcionada ao próprio grupo.

“Não é o fato de perder três jogos para a Polônia que preocupa, e sim nós não jogarmos tão bem como estamos acostumados. Temos que estar preocupados com a nossa seleção e melhorar a cada dia, treinar ainda mais, entrar no jogo tentando mudar alguma coisa, enfim, chamar um detalhe para o nosso lado. Nosso desempenho ficou abaixo. Temos que seguir trabalhando. Vamos focar na Olimpíada, mas vivendo essa expectativa de ir para as finais como melhor segundo colocado”, disse Murilo.

Na Liga Mundial, o Brasil conquistou oito vitórias, sofreu quatro derrotas e somou 26 pontos. Entre os quatro resultados negativos, três foram para os poloneses e um para os canadenses. A Polônia, classificada com o primeiro lugar do Grupo B, fez 29 pontos após 10 vitórias e duas derrotas.

Fonte: CBV




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x