Search
Sunday 12 July 2020
  • :
  • :

Luizomar, técnico do Vôlei Nestlé, fala com exclusividade ao Melhor do Vôlei

Crédito: Fotojump/Divulgação

Crédito: Fotojump/Divulgação

 

Na noite da ultima sexta-feira (04/03), no ginásio do Tijuca, no Rio de Janeiro, a equipe do Vôlei Nestlé acabou sendo derrotada por 3 sets a 0, para o Rexona AdeS. Após o duelo, o seu comandante, Luizomar de Moura, conversou abertamente com o Site Melhor do Vôlei e falou sobre temas bastante comentados ultimamente a respeito do seu time. Confira a entrevista completa:

 

MDV: Os últimos resultados contra o maior rival da sua equipe (Rexona) lhe diz o que exatamente?

Luizomar: Me diz que temos que corrigir o número de erros do nosso time. Não é possível nos sairmos melhor em números de ataques e bloqueios e, no entanto, conceder mais de 20 pontos só de erros para uma equipe como a do Rio, que joga muito em função dos erros dos adversários. Temos estudado muito e acredito que vamos fazer melhores apresentações daqui para a frente.

 

MDV: Quando entrevistamos as suas atletas, sempre ouvimos muito a palavra “paciência”. O que isso quer dizer?

Luizomar: Sim, em uma equipe tão competitiva como é a nossa, a paciência é uma palavra chave. Dela tiramos todas as estrategias necessárias para superar, não apenas os adversários, mas a nós mesmos. Acredito que vamos precisar ainda mais exercitar nossa paciência, individual e coletiva, pois o campeonato que vem nas próximas fases vai nos solicitar e muito o uso da paciência dentro de quadra.

 

MDV: O que falar sobre o quarto lugar na fase de classificação?

Luizomar: Foi o que nos reservou a fase de classificação, não dá para fugir disto agora. Tivemos inúmeros problemas que nos deixaram em uma posição inferior da que gostaríamos de estar na tabela. Tentamos trabalhar para produzir mais, mas nem sempre conseguimos. Vamos focar daqui por diante, temos muito a crescer e a mostrar na competição.

 

MDV: As atletas demonstram confiança quanto a continuidade dentro da competição?

Luizomar: Sempre. As meninas estão muito empenhadas em dar tudo de melhor dentro da competição. Apesar de alguns momentos que variaram muito entre altos e baixos, elas formam um time muito unido e pronto para crescer ainda mais. Daqui para frente a experiência conta muito, acreditamos demais na nossa equipe.

 

MDV: Como analisar o Brasília, adversário nas quartas de final?

Luizomar: O Brasília é uma equipe muito boa, vem em uma crescente. Tem atletas que já passaram por aqui e que conhecemos bem, mas que nos conhecem igualmente, com relação ao estilo de trabalho e jogo. Vamos estudar muito e focar um degrau de cada vez. Sabemos que eles virão com vontade, mas iremos focar no nosso objetivo que é fazer o melhor e representar muito bem o nosso projeto, trazendo mais vitórias.

 

 

Adriano Barbosa (repórter do Melhor do Vôlei)




Subscribe
Auto Notificar:
guest
8 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Vicente Maia
09/03/2016 15:56

A torcida do Osasco quer resultados. Ponto. Se eles não vêm, o técnico é crucificado e taxado de “Ruimzomar”. Eu, que não o conheço pessoalmente, lhe tenho muito respeito e admiração. Acho que ele é um profissional competente, dedicado e o responsável mor pelo projeto do seu clube. É uma pessoa dinâmica, que corre atrás e que muito já fez pelo vôlei. As jogadoras parecem ter um ótimo trato com ele e seu time tem o melhor elenco, mas, em esporte, nem sempre os resultados são certos. Nem sempre quem tem as melhores jogadoras ganha, vide o SESI. Esporte é… Ler mais »

alexandre
alexandre
09/03/2016 17:43
Reply to  Vicente Maia

Excelente comentário! No esporte nem sempre o time mais qualificado vence e é essa a graça, se os atletas já entrassem em quadra com o espirito de derrota não valeria a pena competir. Claro que a equipe de Osasco tem problemas, o passe muita das vezes não funciona, as jogadoras estão muito ansiosas nos momentos decisivos, o rodizio de jogadoras está comprometendo. Mas nos playoffs tudo é zerado. É um outro campeonato e a camisa pesa muito. O Osasco, certamente, terá muito trabalho com o Brasilia, mas ainda é o favorito.

João
João
08/03/2016 15:49

Já está mais do que na hora o Osasco trocar de técnico, o patrocinador poderia tentar trazer o Zé Roberto Guimarães, e mais jogadoras estrangeiras, o Osasco ultimamente só está contratando jogadoras jovens e elas mal entram pra sacar. Pra mim Rio e Osasco não é mais um clássico, o Rio tem time, Osasco tem elenco.

Janil
Janil
08/03/2016 19:06
Reply to  João

Luizomar é competente e entendedor de busca de patrocinador. O Osasco precisa de um técnico com perfil parecido c o Wagão, pois o mesmo procura dar um bom preparo físico as jogadoras e também um espírito agressivo em quadra. As jogadoras de meio do osasco tem problemas distintos; a Thaisa só tem tamanho e lambe demais a bola quando ataca. Sem sintonia com a Dani Lins e é muito lerda e lenta e precisa ganhar força nas pernas (salta menos que 20cm) e nos braços. Não dá também p fechar os olhos na burrice da Adenísia quando ataca, pois ela… Ler mais »

Mario Teodoro
Mario Teodoro
08/03/2016 11:52

Considero o Luizomar um bom tecnico e talvez a responsabilidde por nao
conseguir melhor resultado (geralmente se espera que o nestle seja campeao),
seja responsabilidade do Bernadinho, pois o mesmo “engole” a anos na
superliga todos os outros tecnicos, vide zeh roberto com o campinas, ou mesmo
atualmente os tecnicos do praia e minas tenis. Nao tenho simpatia pelo
Bernardinho como tecnico (fora das quadras nao tenho opiniao pois nao o
conheco pessoalmente) mas tenho que admitir a realidade apresentada
pelos fatos: Ele eh o melhor tecnico do mundo a muitos anos ja.

Will Lopes
Will Lopes
08/03/2016 15:29
Reply to  Mario Teodoro

Bernardo é realmente o melhor técnico de clubes do Brasil a anos. A maioria dos anos não tem o melhor elenco e sempre ganha dos elencos melhores no papel e mais caros.

alexandre
alexandre
08/03/2016 08:52

O Luizomar é um tecnico muito esforçado, claro que não é o melhor, mas tem suas virtudes. Quando o projeto do FINASA acabou, ele não desistiu e foi atrás de outro patrocinador e conseguiu a Nestle de volta, ou seja, ele é um apaixonado pelo voleibol. Por estar a frente de uma equipe tão tradicional e com um investimento tão alto, as cobranças são pertinentes e os resultados precisam mesmo aparecer e quando não acontece todo o trabalho é questionado e entra em xeque. Cabe a equipe se unir e buscar o melhor, se não acontecer é do esporte, mas… Ler mais »

Fabio
Fabio
07/03/2016 20:39

Devia dar lugar a outro técnico como fez o técnico de Brasilia. Sempre tem o melhor time e fica pelo meio do caminho.

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x