Search
Sunday 5 July 2020
  • :
  • :

Maior pontuadora contra a Tailândia, Natália já tem outra “preocupação” em mente

Crédito: Divulgação/FIVB

Crédito: Divulgação/FIVB

 

A seleção brasileira feminina de vôlei começou com vitória na fase final do Grand Prix. Nesta quarta-feira (06/07), a equipe do treinador José Roberto Guimarães venceu a Tailândia por 3 sets a 0 (26/24, 25/16 e 25/11), em 1h17 de jogo, no Huamark Indoor Stadium, em Bangcoc, na Tailândia, diante de 7.800 pessoas. No outro jogo do dia, os Estados Unidos superaram a Holanda por 3 sets a 0 (25/21, 25/17 e 25/23).

 

O Brasil voltará à quadra às 8h (Horário de Brasília) desta quinta-feira (07/07) para enfrentar a Rússia. O SporTV transmitirá ao vivo.

 

A fase final é disputada pelas cinco equipes mais bem colocadas na etapa classificatória – Estados Unidos (1º), China (2º), Rússia (3º), Brasil (4º), Holanda (5º) – e a Tailândia, país sede. Os seis times foram divididos em dois grupos de três e jogarão entre si. As duas melhores equipes de cada grupo passarão para as semifinais. Brasil, Rússia e Tailândia formam o grupo K e Estados Unidos, China e Holanda estão no grupo J. Com as vitórias desta quarta-feira, brasileiras e norte-americanas lideram seus respectivos grupos.

 

Com 23 pontos na partida, a campeã olímpica Natália fez uma análise da vitória do Brasil sobre a Tailândia e já chamou a atenção para o próximo adversário do time verde e amarelo.

 

“A Tailândia tem um jogo diferente do que estamos acostumadas e é uma equipe que joga com muita velocidade. Foi um bom jogo para uma estreia, mas sabemos que ainda temos muito o que melhorar. Agora já precisamos pensar na Rússia que tem um jogo completamente diferente das tailandesas, com bolas mais altas e força de ataque”, disse Natália.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
4 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Catarina
Catarina
06/07/2016 16:48

Acredito que amanhã não seja tão difícil justamente pelo fato de saber q são bolas altas então jogo tbm previsível só ajustar o passe e a linha de defesa que o Brasil ganha da Rússia nesa caso acho q a Jucy deveria entrar por mais q ela seja mais baixa o tempo de bloqueio está bem mais ajustado q a Fabi e a Thaísa apesar de não ser um jogo tão acelerado elas acabam chegando o segredo é nossas atacantes por a bola no chão o Brasil so depende de si mesmo

Catarina
Catarina
06/07/2016 16:49
Reply to  Catarina

*nesse

Bucetolova
Bucetolova
06/07/2016 16:22

Vamos lá meninas vocês conseguem.

Bjs da B.

Brundo Volochovos
Brundo Volochovos
06/07/2016 16:09

Nátalhaeva vai resolver o jogo amanhã contra a Rússia.

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x