Search
Friday 25 September 2020
  • :
  • :

Mando prevalece e Banana Boat/Praia Clube força terceiro jogo contra o Sesi

Foto: Divulgação/Praia Clube

Jogando em casa, o Banana Boat/Praia Clube confirmou seu mando de quadra e venceu o Sesi-SP, adiando a definição do quarto semifinalista da Superliga, por 3 a 1, parciais de 21-19, 21-17, 17-21 e 21-18.

De última hora, o Sesi ganhou uma baixa importante. Com dengue, a central Bia não foi relacionada para o jogo e foi substituída no time titular por Francyne.

A partida começou com muito equilíbrio, mas no oitavo ponto, o Banana Boat/Praia Clube abriu três pontos. Sem os erros de dois toques que aconteceram no primeiro jogo, o Praia se manteve tranquilo. Em um dos tempos, Spencer Lee destacou que os melhores momentos do Praia foram quando a central do Sesi Fabiana estava fora da rede. E foi bem isso. Quando chegava na posição de rede, seja no ataque ou no bloqueio, Fabiana fazia diferença. E foi com ela que a vantagem de 16-12 do Praia Clube caiu para 16-15.

No 18, o Sesi empatou e deu emoção para os pontos finais. Ou pelo menos essa era a expectativa. Só que o time paulista parou e o Praia fechou em 21-19. Fabiana, do Sesi, e Monique, do Praia Clube, terminaram com 10 pontos cada.

Se Fabiana estava bem, Ivna não. Com apenas 1 ponto no primeiro set (e de bloqueio), a jogadora não conseguia ser eficiente no ataque. Sem confiança em Ivna, Dani Lins buscava as demais jogadoras, mas parava no bloqueio do Banana Boat/Praia Clube.

Depois de não ter sucesso com sua oposto titular, Talmo a trocou por Pri Daroit, para melhorar seu poder de definição. Porém, os erros continuaram e ainda o Sesi demonstrou um pouco de descontrole emocional após uma marcação da arbitragem que gerou reclamações. Com 10-7 contra, Talmo pediu tempo para acalmar as coisas.

Acabou dando certo a estratégia e no 12º ponto, o Sesi empatou e em seguida passou na frente, com um bloqueio de Dayse/Francyne

Pouco depois, numa sequencia boa de saque, o Sesi abriu dois pontos, logo em seguida, o Praia deu o troco, empatou e virou com Michelle no serviço, passando de 17-15, para o Sesi, para 17-19 Praia. A virada foi fatal. Vitória do Praia por 21-17 em bloqueio de Mayhara/Glass e fez  2 a 0.

O terceiro set teve um início equilibrado, mas com o Sesi contando com erros do Praia, abriu uma vantagem de três pontos, fazendo 12-9.

Quando o placar chegou em 15-12 para o Sesi, a partida mudou. O Praia reduziu os erros e começou a pontuar seguidamente. Até Juliana Carrijo aproveitou o momento bom e fez um ponto em uma largadinha espetacular.

A queda de sinal da Transmissão da TV não permitiu aos amantes do vôlei ver o final do set, mas o Sesi acabou levando o set por 21-17.

O quarto set repetiu o começo equilibrado de outras parciais., mas logo o Praia se colocou em vantagem de dois pontos e abriu para quatro em 13-9. A vantagem chegou a encolher um pouco, voltou para quatro, e o Praia assim foi administrando a frente. Após ter 17-14, o Praia viu o Sesi fazer dois pontos seguidos e  pressionar um pouco no placar. Spencer pediu tempo para acalmar a equipe, mas na volta, o Sesi fez o 16º ponto. Na sequencia, finalmente o Praia rodou, numa falha de cobertura da defesa do Sesi.

Após troca de pontos, o Praia teve o match point com 20-18 e um retardamento do Sesi gerou cartão amarelo e vermelho para o time paulista, encerrando o jogo e deixando o clima quente.

Com 21 pontos, Monique foi a maior pontuadora e recebeu o Viva Vôlei. Após o jogo ela disse: “Foi um jogo dificil, a vantagem era delas, a gente só tinha a opção de vencer e agora é descansar e ir com tudo para São Paulo”.

Pelo Sesi, Ivna falou que o time errou muito e que agora o pensamento é no próximo jogo. Ela completou falando que agora, no ginásio do Sesi, o time tem tudo para jogar melhor.

O terceiro jogo agora será no próximo sábado, às 18h30, na Vila Leopoldina.

 




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x