Search
Thursday 22 October 2020
  • :
  • :

Marcos Kwiek é o novo técnico do Concilig Vôlei Bauru

Crédito: Divulgação

Crédito: Divulgação

 

Após o desligamento inesperado de Chico dos Santos, o experiente técnico Marcos Kwiek foi procurado pela diretoria do Vôlei Bauru e acertou sua ida para a equipe do interior no começo dessa semana.

 

Kwiek se apresenta junto com seu irmão Fabiano Kwiek, auxiliar técnico, em janeiro. Para a próxima temporada ele trará sua comissão técnica inteira.

 

Com contrato longo, Marcos deverá exercer o mesmo papel que faz na República Dominicana. Além de técnico, ele deverá assumir o cargo de coordenador técnico, onde Bauru deverá contar com equipes de base.

 

Sobre voltar a trabalhar no Brasil, Kwiek diz ter aceitado o convite por acreditar no projeto do Concilig Vôlei Bauru. “Durante todo esse tempo que estou aqui na República Dominicana, todo ano algum clube me convida para voltar a trabalhar no Brasil, mas sempre deixei claro que só retornaria se houvesse um projeto consistente, de longo prazo. Quando fui convidado pela diretoria de Bauru, fiz questão de ir conhecer o projeto, conversar com as pessoas envolvidas, saber como tudo funciona, e senti uma segurança em tudo que me foi passado. Por isso aceitei a proposta”, explica.

 

Marcos sabe das dificuldades que terá pela frente por pegar uma equipe no meio de uma competição tão difícil como a Superliga, mas acredita no potencial do elenco bauruense. “Chegar assim, com o campeonato já em andamento, com uma equipe que não montei, não escolhi as atletas, é sempre complicado. Mas sei que é um grupo com potencial, com boas jogadoras e que tem condições de se recuperar na competição. As minhas expectativas são as melhores possíveis, pois a diretoria me deu total liberdade de trabalho e com o tempo vou dar a minha cara para o projeto de Bauru. Vamos trabalhar com os pés no chão, sem imediatismo, com o objetivo de fazer uma boa campanha este ano e já projetar a equipe para a próxima temporada.”

 

O vice-presidente do Concilig Vôlei Bauru, Reinaldo Mandaliti, afirma que a escolha de Kwiek foi baseada não apenas em recuperar a equipe na Superliga, mas também na experiência do técnico com as categorias de base. “Nós escolhemos o Marcos Kwiek porque temos um projeto de longo prazo e pretendemos investir nas categorias de base, na formação de atletas, e ele possui vasta experiência nessa área. Já temos uma parceria com a equipe de Nova Trento (SC), com o infantil e o mirim, e pretendemos expandir o trabalho na base. É claro que, também esperamos que ele acerte a nossa equipe na Superliga, pois temos um segundo turno todo pela frente e totais condições de chegar aos playoffs”, explica o dirigente.

 

Com esse grande salto, Bauru volta a ser destaque nas principais mídias esportivas mundiais.

 

Confira mais sobre Marcos Kwiek:

Barueri;

Davyti;

Hebraica;

BCN e Finasa -Base e Adulto;

Unisul;

Seleção Brasileira – Assistente Técnico 2003-2007

Pinheiros;

Técnico da Seleção da República Dominicana e coordenador do Vôlei 2008 até os dias atuais




Subscribe
Auto Notificar:
guest
6 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Janil

Se não fizer um trabalho muscular nessa mulherada… não vai dar!
Juciele e Taisinha se dispuseram a pegar pesado no trabalho físico e colheram os resultados. Atleta de carne mole e balançando não pode ser profissional.

FABIO NOGUEIRA

Se hoje a República Dominicana e umas das melhores equipes das Américas .
Boa sorte,Marcos!!

bernardo

Tenho certeza que na próxima temporada irão pintar duas dominicanas neste time, seria muito interessante, talvez a central VARGAS e quem sabe Brenda Castilho, posições carentes neste time.

Titanic 100 anos

Esse novo treinador entrou numa profunda enroscada pois o time não tem centrais, Ana Tieme é boa levantadora mas oscila demais ainda, Camila Adão é aquela de “dá um tapa e esconde a unha” só tem de inocente o rosto. Natiele é uma boa ponteira/oposta mas além de sua agressividade no ataque precisa melhorar sua técnica, Mari Ellen é muito inconstante, Mari Cassemiro só sabe jogar no Sesi assim como a Bruna só sabe jogar no Rio com o Bernardo no pé do ouvido dela. Reservas???? esse time não tem. Diante disso o Marcos Kwiek tem que obrar um verdadeiro… Ler mais »

leo

e ficar entre os 6 no mundial,quem sabe ele traga uma dominicana,alem disso a de la cruz ta aonde

Fabio Carvalho

Sinceramente, preferia o Wagão. O único resultado consistente dele na Republica Dominicana foi o recente título mundial infanto. Nas Olimpíadas de Londres se classificou entre os 4 quando os times eliminados do seu grupo foram uma equipe africana e a equipe local, que não tem tradição com o volei. De qualquer forma, boa sorte ao Bauru.

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x