Search
Wednesday 23 September 2020
  • :
  • :

Masculino terá final brasileira em Gstaad

Foto: FIVB

O verde das montanhas, o branco da neve no alto dos Alpes e o azul do céu são as cores predominantes em Gstaad (SUI). Só faltava o amarelo para completar as cores do Brasil na Suíça. E, neste sábado (13/07), Ricardo/Álvaro Filho e Bruno Schmidt/Pedro Solberg trataram de pincelar as areias no Grand Slam suíço para fazer a primeira final brasileira entre homens na atual edição do Circuito Mundial.

Se o baiano Ricardo e o paraibano Álvaro chegam à segunda decisão seguida na temporada, depois de conquistarem o vice-campeonato mundial na semana passada, o brasiliense Bruno e o carioca Pedro, atuais líderes do ranking, farão sua terceira final de Grand Slam em 2013 – ganharam o ouro em Xangai (CHN) e a prata em Haia (HOL). A decisão, um tira-teimas entre as duplas, que se enfrentaram duas vezes, com uma vitória para cada lado, será neste domingo (14/07), às 9h45 (horário de Brasília).

Os primeiros a garantirem um lugar na final foram Ricardo e Álvaro. E tratava-se de um jogo mais do que especial. Afinal, era a reedição do Campeonato Mundial apenas seis dias depois, e a oportunidade de devolverem aquela derrota. Em Stare Jablonki (POL), vitória dos holandeses Brouwer e Meeuwsen por 2 a 0. Na semifinal em Gstaad, os brasileiros trataram de se impor e venceram pelo mesmo placar: 2 a 0, parciais de 21-19 e 21-17, e a primeira final da dupla no Circuito Mundial.

Ainda neste sábado, Ricardo e Álvaro já tinham derrotado os poloneses Kantor e Losiak por 2 a 0, parciais de 21-17 e 21-13, pelas oitavas de final, e os espanhóis Herrera e Gavira pelas quartas de final, com um novo 2 a 0, um duplo 21-15.

A trajetória de Bruno e Pedro também foi impiedosa com seus adversários. Nas oitavas, vitória sobre os italianos Lupo e Nicolai por 2 a 0, parciais de 22-20 e 21-15. Nas quartas, quem caiu diante dos brasileiros foi a forte dupla alemã formada por Erdmann e Matysik: novo 2 a 0, parciais de 23/21 e 21/19. Era a hora de enfrentar na semifinal os americanos Gibb e Patterson, responsáveis pela eliminação de Alison e Emanuel nas oitavas de final, com uma vitória de 2 a 0 (21-16 e 21-10).

E Pedro Solberg tratou de tomar as dores dos compatriotas. Grande destaque da partida, ele terminou o primeiro set com 100% de aproveitamento no ataque, nem um erro sequer. No fim, vitória por 21-19. O equilíbrio também foi a tônica do jogo no segundo set, quando os americanos chegaram a abrir dois pontos de vantagem (11-9). Mais concentrados, porém, Bruno e Pedro conseguiram desestabilizar Gibb e Patterson, viraram o placar e fecharam em 21-18, carimbando o passaporte para mais uma final.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x