Search
Wednesday 28 October 2020
  • :
  • :

Minas tenta, mas não consegue para o Sada Cruzeiro, primeiro finalista da Superliga

Foto: Alexandre Arruda/CBV

O Sada Cruzeiro é o primeiro finalista da Superliga. O time celeste chega pela quarta vez a final da Superliga após derrotar o Vivo Minas em Belo Horizonte, por 3 a 0, parciais de 21-17, 21-17 e 21-16.

Durante a semana, os jogadores dominas disseram que a atuação do time seria totalmente diferente da do primeiro jogo, em Contagem. Realmente, o time conseguiu jogar um pouco melhor, mas não o suficiente para segurar o atual campeão mundial.

A partida começou equilibrada, com muitos erros de saque, mas no momento que o Cruzeiro engrenou uma sequencia, abriu e não foi mais alcançado. Durante os tempos técnicos, Ricardo Picinin, técnico do Minas, cobrava do time maior poder de decisão, pois segundo ele, o time tinha o passe na mão, mas não conseguia rodar.

Após fechar o primeiro set por 21-17, o time do Cruzeiro começou avassalador, fazendo 3 a 0 e logo tomando conta da parcial. Os nervos começaram a se acirrar, com reclamações demasiadas contra arbitragem, que em muitos lances se confundiu sem a necessidade disso. No segundo tempo técnico, a vantagem era de cinco pontos (14-9), administrada até o final.

No tudo ou nada, o Vivo Minas começou mais ligado o terceiro set. Apertando no saque, ficou colado no placar até o primeiro tempo técnico ( Sada 7-6). Depois da parada, não teve mais jeito. O Cruzeiro mostrou porque foi o melhor time da fase regular e colocou quatro pontos no placar (14-10) e novamente manteve a vantagem até finalizar com 21-16.

Leal com 12 pontos, Wallace com 11 e Isac, com 10, foram os destaques do jogo. Nas estatísticas, o ponto determinante foi o ataque: 36 pontos do Cruzeiro contra 21 do Minas. 15 de diferença. E foi essa diferença que colocou o Cruzeiro em mais uma final de Superliga.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x