Search
Tuesday 22 September 2020
  • :
  • :

Molico/Osasco recebe Bauru em busca da vaga para a semi do Paulista

Leandro Mello/Divulgação Molico

O Molico/Osasco entra em quadra nesta quinta-feira (23/10), às 19h30, no ginásio José Liberatti, em Osasco, para enfrentar o Vôlei Concilig/Bauru pelo segundo jogo das quartas de final do Campeonato Paulista 2014. Na primeira partida, o time de Osasco venceu por 3 sets a 1 e precisa de mais uma vitória para confirmar a classificação à semifinal da competição estadual. A partida tem entrada gratuita e será o reencontro da torcida de Osasco com as jogadoras que serviram a Seleção Brasileira no Mundial da Itália, encerrado há dez dias.

Por ser levantadora, Dani Lins é a atleta que está com mais dificuldades neste período de adaptação ao clube, já que tem de adquirir entrosamento com as novas companheiras e encontrou pela frente uma bola diferente da que estava acostumada no período em que representando o Brasil. “A minha maior dificuldade está sendo a bola, pois é totalmente diferente da que estava adaptada e é mais pesada para levantar. Com Adenízia e Thaisa o entrosamento já existe, mas agora tenho que pegar o ritmo das ponteiras e reajustar a bola para a Ivna. Por ser levantadora, esse período é mais complicado para mim porque o jogo passa o tempo todo pelas minhas mãos e preciso estar bem para o jogo fluir”, analisa Dani Lins, que vinha tendo contato com a bola Mikasa e o Paulista é disputado com a Penalty.

Para Dani Lins, a segunda partida terá uma característica diferente em relação à primeira. “Nós sabemos que elas virão para o tudo ou nada. O Molico é um time tradicional e tem de impor seu ritmo quando entra em quadra. Tivemos dificuldades na primeira partida, portanto, não podemos vacilar porque o adversário possui atletas experientes e qualificadas”, afirma a levantadora, que espera ginásio lotado. “Espero que venha um grande público torcer pela nossa equipe. A torcida de Osasco sempre comparece e estou ansiosa para fazer meu primeiro jogo em casa”, finaliza.

Com pouco tempo de trabalho com o grupo completo, Luizomar quer transformar individualidades em um grande time. “O time ainda está em fase de construção e o objetivo é sempre melhorar e crescer de produção. É sempre difícil receber as jogadoras da Seleção e começar a montar um grupo. Contamos com grandes jogadoras individualmente, mas elas precisam funcionar coletivamente para formarmos uma unidade e estamos trabalhando para que isso aconteça”, relata o treinador, que enfatiza a qualidade do saque para o segundo jogo. “Espero um jogo com a mesma pegada do primeiro. Vamos jogar com apoio da nossa torcida e precisamos sacar bem para nosso sistema defensivo funcionar”, conclui o comandante. 




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x