Search
Thursday 22 October 2020
  • :
  • :

Molico/Nestlé quer manter evolução para a décima final diante do Rexona

Crédito: João Pires/Fotojump

Crédito: João Pires/Fotojump

 

Falta pouco mais de uma semana para a décima final de Superliga envolvendo Molico/Nestlé e Rexona-Ades. A líbero Camila Brait e suas companheiras intensificam a preparação e o horário da decisão fez com que a programação de treinos fosse modificada em relação a maior parte da competição. O confronto está marcado para o dia 26 (domingo), às 10h, no Rio de Janeiro, na Arena da Barra. Com isso, as atividades táticas e técnicas estão sendo realizadas no período da manhã. Na história do campeonato, os clubes se enfrentaram 74 vezes, com 33 vitórias do time de Osasco contra 41 do rival.

 

Líder em recepção e segunda em defesa, a líbero Camila Brait avalia positivamente o momento da equipe. “Nosso time cresceu de forma considerável nesta fase final e precisamos manter essa evolução. Está sendo ótimo já começarmos a realizar os treinos com saltos no período da manhã para acelerar a adaptação, pois a final será às 10h. Para um jogo nesse horário a rotina muda porque precisamos acordar às 7h e tomar um bom café da manhã antes de irmos para o ginásio. Temos que nos acostumar o quanto antes para entrarmos ligadas na decisão”, relata a defensora, que tem 225 jogos na história da Superliga, sendo 193 pelo time de Osasco.

 

A jogadora acredita ser fundamental esses últimos treinamentos visando ajustes no time e a elaboração de uma estratégia para neutralizar as jogadas do Rexona. “Temos pouco mais de uma semana para fazer alguns ajustes e estamos assistindo os vídeos delas para observar as estratégias que usam contra o nosso time. Precisamos elaborar uma tática eficiente para anular as principais atletas. Um dos nossos segredos tem sido o bom saque e nos jogos contra o Sesi o bloqueio e a defesa fizeram a diferença também. A proposta é seguir reproduzindo no jogo o que estamos fazendo nos treinos”, finaliza Brait.

 

Essa será a 13ª decisão da equipe de Osasco, sendo a décima diante do Rio de Janeiro. Nos últimos 16 jogos pela Superliga, período com o patrocínio Nestlé, são oito vitórias para cada lado e duas finais, com dois títulos para cada clube. Nesta edição da competição, o Molico/Nestlé lidera no fundamento bloqueio, com 379 pontos e 25,75% de eficiência. Thaisa e suas companheiras aparecem em segundo em ataque e recepção. Individualmente, Adenízia é a segunda em bloqueio com 96 pontos e 28,92% de aproveitamento. Carcaces está em terceira entre as atacantes, com 279 pontos e 23,19%.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
1 Comentário
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Sou Unilever

Onde q elas são favoritas gente kkkkk coitadas, natidiva vai atropelar essas nigas #Gounilever

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x