Search
Sunday 27 September 2020
  • :
  • :

Molico/Osasco estreia no Sul-Americano de olho no quinto título

Crédito: João Pires/Fotojump

Crédito: João Pires/Fotojump

Tetracampeão sul-americano, o Molico/Nestlé entra em quadra nesta quarta-feira (04/02) diante do Club Atletico Bohemios, do Uruguai, na estreia da competição. O jogo está marcado para as 19h30 no ginásio José Liberatti, local de todas as partidas do torneio. O time comandado por Luizomar está no Grupo A juntamente com o rival da primeira rodada, as peruanas do San Martin de Porres e as chilenas do Boston College. O objetivo é o título e a vaga para o Mundial de Clubes, que será disputado em Zurique, na Suíça, de 5 a 10 de maio.

 

Para Camila Brait, o Sul-Americano chega em um momento de crescimento do Osasco. “A expectativa é a melhor possível. É um campeonato importante e está no nosso planejamento. Fizemos dois bons jogos e o time está animado e empenhado para fazer seu papel e tentar chegar em mais uma final. O Sul-Americano está tornando-se tão importante quanto a Superliga porque vale vaga para o Mundial de Clubes. Não temos muita informação do time do Uruguai, mas a partir de quinta teremos dos próximos adversários”, relata a líbero.

 

O Molico terá pela frente adversários teoricamente mais fracos tecnicamente. De acordo com Adenízia, isso não fará com que o time perca a intensidade durante os jogos. “A equipe tem de estar extremamente concentrada porque sabemos da importância deste campeonato. Temos de entrar fortes e com seriedade para fazer um bom resultado para se preparar para as dificuldades que virão pela frente”, afirma a central.

 

O torneio será o primeiro que o Molico/Nestlé disputa com as novas regras implantadas pela FIVB para as temporadas de 2015 e 2016. Os times podem relacionar 14 atletas, sendo obrigatoriamente duas líberos, e não será mais permitido encostar em nenhuma parte da rede que esteja entre as antenas. “É complicado se adaptar a essa mudança de regra porque na Superliga ainda jogamos podendo encostar na parte inferior da rede. Eu e a Diana já estamos treinando desde antes do jogo contra São Bernardo para não tocar na rede nos levantamentos. Agora tem que ter muito mais cuidado e nos treinamentos já estamos ajustando isso”, analisa Dani Lins.

 

Intercâmbio – Um dos charmes do Sul-Americano é o intercâmbio dos times brasileiros com as demais equipes do continente. Nesta terça-feira (3), o Osasco treinou pela manhã e permitiu que o San Francisco Xavier, da Bolívia, pudesse assistir as atividades comandadas por Luizomar. O time boliviano está no Grupo B do torneio juntamente com Rexona-Ades, Villa Dora, da Argentina, e Aragua, da Venezuela.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x