Search
Saturday 23 January 2021
  • :
  • :

Mundial: Brasil prega respeito, mesmo contra quase eliminada Holanda

FIVB/divulgação

Combinação de resultados poderá eliminar a Holanda do torneio já na segunda rodada da segunda fase

Se a situação da Holanda já não estava fácil, na largada da segunda fase do campeonato mundial, a rodada inaugural deixou o time laranja em péssimos lençóis. Derrotadas pelas sérvias, e com Brasil, Rússia e EUA ganhando seus jogos, as holandesas poderão ser eliminadas matematicamente do torneio já nesta quinta-feira. Bastaria perderem para o Brasil e a Sérvia vencer o Cazaquistão ou a Rússia, ao menos, conseguir um ponto contra a Turquia. O momento delicado das rivais, no entanto, não traz relaxamento ao time brasileiro.

O técnico José Roberto Guimarães disse gostar muito de quatro jogadoras holandesas: a levantadora Stoltenborg, a central De Kriujf, a veterana oposta Manon Flier (que pouco atuou no torneio) e a ponteira Celest Park, que completa 19 anos no fim do mês.

“A Holanda é um time que evoluiu, tem jogadoras que entraram e melhoraram quase tudo. Fiquei impressionado com a Plak, ela é quem mais recebe bolas e está muito bem”, avaliou o treinador brasileiro.

A levantadora Dani Lins ressaltou que “jogo com a Holanda é duro, parecido com o nosso, bom bolas altas e bolas rápidas”. Já a oposta Sheilla, afirmou que a derrota holandesa desta quarta-feira contra o time sérvio, ainda que em sets diretos, foi numa partida acirrada, pois ”a gente viu que foram parciais altas (25-22, 25-23, 25-23).”

A partida entre Brasil e Holanda, amanhã, em Verona, será à 15h, no horário de Brasília.

 




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x