Search
Monday 21 September 2020
  • :
  • :

Mundial: Bruninho volta e ajuda Brasil a vencer Cuba pela última rodada da primeira fase

Créditos: Divulgação/FIVB

Neste domingo, a seleção brasileira realizou, contra Cuba, seu último jogo da primeira fase do campeonato mundial, na arena Spodek, em Katowice.  Apesar das equipes já estarem classificadas, o resultado da partida refletiria na próxima fase, o que fez o Brasil entrar com força máxima na partida. E num confronto que começou com os Cubanos na frente, o Brasil contou com os reservas e Bruninho que voltou de contusão, para virar o jogo e vencer com parciais de 22-25, 25-23, 25-18 e 25-17, em duas horas e quatro minutos.

Com bons saques e um setor ofensivo bem eficiente a seleção cubana abriu o jogo com 4×1, e mesmo com alguns erros, chegou a primeira parada técnica com 8×5. Após bronca de Bernardinho, com boa sequencia de Luccarelli e Sidão no saque, o Brasil assumiu o placar com 10×9. Mas, com boa atuação do oposto cubano Jimenez, e alguns erros brasileiros, Cuba chegou a segunda para técnica com 16×14. Após mais uma boa passagem de saques, com um ace de Luccarelli e um de Sidão, o Brasil passou a frente com 19×17. Cuba seguiu forçando o saque, virou e abriu 21×19. E seguiram assim na reta decisiva, ofensivamente melhores e com erro de Wallace, os cubanos fecharam o primeiro set por 25×22.

A segunda parcial começou equilibrada com as equipes se alternando no placar, mas o Brasil abusou dos erros de saque e os cubanos chegaram a primeira parada com 8×6. Bem melhores no contra ataque, chegaram a abrir 11×7. Bernardinho promoveu a entrada de Lipe no lugar de Luccarelli e a inversão do 5×1 com Vissotto e Bruninho, já recuperado, porém ainda sentindo dores. As mudanças surtiram efeito e com dois bloqueios seguidos de Murilo e do próprio Bruno, o Brasil encostou no placar com 13×14. Entretanto, os cubanos seguiram se virando bem no ataque e chegaram a segunda parada com 16×14. Com bons saques de Lucão e Lipe, e duas boas defesas de Bruninho, o Brasil virou a parcial com 20×19. Cuba abusou dos erros, e o Brasil fechou a parcial por 25×23.

Após o intervalo, o jogo continuou equilibrado, e errando menos o Brasil chegou pela primeira vez na frente do primeiro tempo técnico com 8×6. Com boa sequencia de Bruninho no saque, o Brasil abriu vantagem com 12×8 e seguiu com a vantagem até a segunda parada técnica, com 16×11. Com Lipe liderando a ofensiva brasileira, e os Cubanos abusando dos erros, o Brasil abriu 22×14. Os brasileiros até cometeram alguns erros, mas fecharam o set tranquilamente em 25×18.

E mais uma vez o equilíbrio marcou o início da última parcial que seguiu assim até a primeira parada técnica com Brasil na frente 8×7. Com Lipe também inspirado no saque, o Brasil abriu vantagem com 10×7. A vantagem foi ampliada com bons saques brasileiros e com boa atuação de Vissotto no ataque e o Brasil fez 16×11. O volume de jogo brasileiro prevaleceu e levou os cubanos a aumentarem o número de erros, e com uma largadinha de Bruno, o Brasil fechou o jogo por 25×17.

Isbel Mesa foi o maior pontuador da partida com 16 pontos, enquanto Lucão e Sidão, foram os maiores pontuadores brasileiros, com 10 pontos cada.

Classificado com a melhor campanha do Grupo B, o Brasil agora enfrenta Rússia, Canadá, Bulgária e China, pela segunda fase do Campeonato Mundial. 




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x