Search
Saturday 23 January 2021
  • :
  • :

Mundial de Clubes: Volero Zurique vence em sets diretos e acaba com a possibilidade de dois times brasileiros na semifinal

Crédito: Divulgação/FIVB

 

O Vôlei Nestlé encerrou sua participação na fase de grupos do Campeonato Mundial de Clubes com revés diante do Volero Zurich, da Suíça, por 3 sets a 0, parciais de 27/25, 25/22 e, 25/18, em confronto realizado nesta sexta-feira (12/05), na Green Arena, em Kobe, no Japão, com duração de 1h31min. Apesar do resultado, a ponteira Tandara foi a maior pontuadora, com 14 acertos. Com o placar, o clube de Osasco termina na terceira colocação de sua chave, com três pontos, sendo duas derrotas e uma vitória. A levantadora Dani Lins e suas companheiras voltam à quadra neste sábado (13/05), às 0h55 (horário de Brasília) na disputa de 5º a 8º, diante do Hisamitsu Springs, do Japão, que ficou em quarto lugar no Grupo A.

 

Destaque individual, Tandara marcou seus 14 pontos em ataques. A ponteira lamentou a perda da primeira parcial. “Começamos bem e fizemos um primeiro set muito bom. Estávamos com 23 a 20 e, mesmo com três passes na mão, não soubemos aproveitar as oportunidades. Acredito que o time tenha ficado abalado após a perda dessa primeira parcial e daí por diante não rendeu mais o que poderia. A equipe abaixou a guarda. Não tivemos paciência e em determinados momentos passamos a tentar fazer três pontos em apenas uma bola. É vida que segue e amanhã (sábado) temos um jogo e vamos continuar brigando para ficarmos na melhor colocação possível”, afirmou a jogadora.

 

O técnico Luizomar analisou o confronto e garantiu o Vôlei Nestlé determinado na sequência do torneio. “Saímos com um gosto amargo porque entramos nessa partida com chances até para ficarmos em primeiro lugar do grupo. Fizemos um primeiro set dentro do que havíamos planejado, tomando a decisão certa e explorando o bloqueio. Brigamos ponto a ponto diante de um grande adversário e com atletas de destaque no cenário mundial. Nesta competição existem excelentes times e jogadoras e só com a força que temos atualmente não foi o suficiente para disputarmos uma medalha como nas outras edições. Quero ressaltar que o Vôlei Nestlé nunca fugiu de sua responsabilidade, portanto, vamos ter profissionalismo e brigar por esse quinto lugar. O objetivo agora é tentar fazer o melhor nesses próximos dois jogos para terminarmos a competição de forma honrosa”, disse o treinador.

 

Agora são quatro confrontos na história entre Volero e Vôlei Nestlé, sendo três em 2014 e um nesta sexta-feira pela edição de 2017 do Mundial. Em maio de 2014, os times se encontraram na semifinal do Mundial e o clube de Osasco marcou 3 sets a 1, parciais de 25/21, 18/25, 25/16 e 25/20, em embate realizado em Zurique. No mesmo ano, em dezembro, as equipes disputaram o Top Volley, também conhecido como Torneio da Basileia, e fizeram dois jogos. Na fase de grupos, o Volero Zurich venceu por 3 a 0, parciais de 25/17, 25/16 e 25/15. No entanto, na decisão o técnico Luizomar conduziu suas atletas ao título com uma vitória por 3 a 2, com séries fechadas em 25/22, 19/25, 26/24,18/25 e 15/11. O retrospecto aponta agora duas vitórias para cada lado.

 

Vôlei Nestlé jogaram: Dani Lins (2), Bjelica (10), Tandara (14), Gabi (8), Bia (9), Saraelen e a líbero Tássia. Entraram: Paula (4), Malesevic (1), Nati Martins (2) e Carol Albuquerque. Técnico: Luizomar de Moura.

 

Pelo Volero Zurich (Suíça) jogaram: Zivkovic (1), Rykhliuk (12), Carcaces (11), Rabadzhieva (6), Akinradewo (2), Orlova (8) e a líbero Popovic. Entraram: Mammadova (7), Antonijevic (2), Mari Paraíba (4) e Unternährer. Técnico: Zoran Terzic.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
22 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Rosinha

Fiquei triste pelo Osasco, pois a contar pela atuação inicial (impondo boa diferença de pontos) contra o Volero dava para imaginar que poderiam levar o jogo, mas sofreram um “apagão” e deixaram o placar escapar. Agora e torcer pelo Sesc-Rio ter uma boa atuação.

Terezinha preta

Agora sim é uma vergonha mundial, foi pro japão dar vexame kkkkkkkk

Paulo Dantas

1) Em 11 de agosto de 2012, o Brasil era campeão olímpico em Londres, ou melhor, bicampeão olímpico de volei feminino, tendo como time titular: – Sheila – Jaqueline – Thaisa – Fernanda Garay – Fabiana Claudino – Dani Lins – Fabi (líbero) 2) Em 19 de outubro de 2012, em Doha – Qatar, ou seja, POUQUÍSSIMO TEMPO DEPOIS, o Osasco ganhava o título mundial de clubes tendo como time titular – Sheila (titular da seleção) – Jaqueline (titular da seleção) – Thaisa (titular da seleção) – Fernanda Garay (titular da seleção) ———-Obs: (66,66% do time titular campeão olímpico em… Ler mais »

Miguel

Apenas a comparação de Áurea Cruz com Logam Tom foi meio forçada. Mas, perfeita análise. Luizomar é muito ruim.

Paulo Dantas

Na verdade eu apenas comparei o time titular da Seleção dos EUA (que enfrentou a Seleção Brasileira em Londres 2012) com o time titular do Rabita Baku (que enfrentou a mesma Seleção Brasileira, dessa vez vestindo a camisa do Osasco, na final do Mundial de Clubes de 2012). Se a Seleção Brasileira havia vencido a Seleção dos EUA na final olímpica, por que não haveria de vencer o Rabita Baku (que só tinha a Akinradewo). A Áurea Cruz era titular do time do Rabita, não foi uma comparação aleatória não. E convenhamos, a Logan Tom jogou muito mais bola do… Ler mais »

AnnaPark

Outra coisa que não podemos esquecer é que esse mesmo time campeão mundial PERDEU a superliga contra o Unilever que estava com um elenco bem inferior… Isso significa que Luizomar realmente não tem mérito nenhum!! Aliás esse mundial de 2012 até o Praia Clube levava, tava muito fácil… Hoje em dia esses times de fora, principalmente os turcos montam seleções mundiais, as melhores de TODOS os países… Realmente fica difícil competir com o investimento brasileiro na superliga, infelizmente…

Medoner

Rabita conseguia ser pior, era menos equilibrado que USA titular. Se o Brasil deu uma surra nos EUA na final (fora o atípico 25 x 11, que foi mais demérito e psicológico do Brasil do que méritos e boa tática das americanas), então ia dar uma surra num time de uma jogadora só: Montaño no auge. Essa sim arrastou o Rabita até a final da Champions contra times teoricamente mais fortes, fez milagre até onde pôde. Fez 43 pontos na semi das Champions. Fora que Aurea Cruz foi inconsistente aquela temporada toda e Grun, fim de carreira, perdeu a titularidade… Ler mais »

Hermes Correia

Deu a lógica. Pelo desempenho do Vôlei Nestlé nas últimas temporadas o resultado não poderia ser outro. A impressão que passa p/a torcida é que a comissão técnica não consegue influenciar no ritmo do jogo. O time caminha pro desastre a largos passos e a comissão técnica não consegue mudar o rumo das coisas. Alterações serão necessárias caso o Vôlei Nestlé almeje vitórias nos próximos campeonatos que participar.

L. Mesquita

Quem foi CAMPEAO MUNDIAL em 2012 foi a SELECAO BRASILEIRA vestindo a camisa do NESTLE, pq se dependesse do LUIZOMAR fazer o q BERNARDINHO faz,nao viria titulo nenhum!!! Outra coisa importantissima: a levantadora CAMPEA MUNDIAL em 2012 foi FABIOLA!!! Fabiola sabe levantar a bola da BJELICA, ao contrario de DANI-se Lins, se FABIOLA tivesse no NESTLE em 2017, BJELICA seria a melhor atacante do NESTLE… Fabiola sabe se adaptar a suas atacantes bem melhor q a Dani-se Lins!

Miguel

Coitada da Bjelica! Ela precisa jogar com uma levantadora de bolas altas e confortáveis para atacar. Só bola rápida, só bola baixa. Acho que ela se saiu bem demais. Inclusive, a Bjelica e a Bia foram as melhores jogadoras do Osasco neste Mundial.

CGRS

Parece que Bjelica não vai renovar com Osasco. Certo?

Miguel

Ela merece uma levantadora melhor.

Deivid

Bia oiiiiiiiiiiiii? Ela não bloqueou nada o campeonato inteiro e jogou bem, não mesmo ataque por ataque a Saraelem rodou as bolas, mesmo assim Carol e Juciely amorteceram muito mais que as meios do Osasco mesmo não fazendo bloqueio direto a única jogadora do Osasco que surpreendeu foi Bjelica mesmo com as bolas irregulares de Dani Lins ainda rodou muitas bolas.

Fabio

Gabiru passou mal o jogo todo, A Dani tinha que buscar as bolas em cima da rede pra levantar. E mesmo assim o Luziomar nao tirou ela?

No 2 set, Gabiru foi bloqueada 2 vezes em seguida e atacou pra fora. E mesmo assim nao foi tirada???

Acho que a Dani leventou mais bolas pra Gabi do que a Bjelica.

Coitada da Malesevic, durante toda temporada sempre foir tirada assim que cometesse um erro.

Miguel

Gabriela, jogadora de preparação, estava mal na recepção e recebeu quase a mesma quantidade de bolas que Tandara! Realmente, não entendo os motivos para tanta insistência com a Gabi.

FRN

Me desculpem, mas para o Osasco querer ser campeão de um Torneio desse nível, ou pelo menos ganhar de times como Volero, Eczacibazi, dentre outros, seria bom repensar em quem contratar. Gabiru? Meu Deus… titular absoluta? E deixar a sérvia vice campeã olímpica no banco… por isso não sai do canto. Até mesmo a Clarisse (coitada dela, já tinha pedido para sair do Osasco) que só fez viajar pelo visto. Clarisse que veio de uma ótima fase na Europa, jogou a copa CEV, sendo sempre destaque de seu time, jogadora versátil, se apagou no Osasco. Ew ew…

Henrique Lares

Com todo respeito ao Luizomar, mas a impressão é que ele não ajuda as jogadoras, não esclarece o panorama do jogo, já trabalhou com as melhores jogadoras, sempre tem estrangeiras no time, porém só sabe mandar vibrar e concentrar no passe, acho que deveriam testar outro técnico na equipe.

Jess

Tomara q o Luizomar fique no Peru apenas..

Stênio

PELAMORDEDEUS!!! GABIRU E SARAELEN???????????? Contratam uma estrangeira (Malesevic) pra deixar no banco??? Com mais experiência internacional, mais alta (consequentemente se vira melhor nos ataques e bloqueios…) e ainda o Luizomar deixa ela bancar pra Gabiru???? A Carcases deitou e rolou pra cima do bloqueio dela!!!! Fora que não passou nenhuma bola, não defendeu quase nada, nem vou falar do bloqueio…
Saraelen é piada. Era só pra adquirir experiência??? A menina tava perdidinha no bloque.

Stênio

Dava agonia quando chegava na “rede de 2” com a Gabi e mais uma central. Não tinha opção de ataque quando o passe não chegava!!!
Fora que o Luizomar quase não usou a inversão de levantadoras (somente a partir do 3º set). Dormir tarde pra ficar assistindo um time assim dá raiva (e perda de tempo!)…

Paulo Dantas

E o Osasco, se vencer o cruzamento com o outro time japonês, ainda terá que disputar o 5º lugar contra o Dinamo Moscou da GONCHAROVA, não será nada fácil.

Perder significa ficar em 6º lugar em mundiais e essa seria a pior colocação de times brasileiros na competição.

Há um blogueiro revoltado e rancoroso que enalteceu muito o pífio desempenho do Rexona no ano passado quando ficou em 5º lugar. Pisou em cima e tudo mais.

Neste mundial, o time que ele bajula já vai, no mínimo, repetir a colocação do Rexona em 2016.

Kimerov

Vai ter BRA X RUS novamente.Vamos acompanhar.
A Malova jogou muito contra o Rio. Rendimento dela foi altíssimo.

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x