Search
Tuesday 20 October 2020
  • :
  • :

Na força do banco e de virada, Brasil se classifica para a final no tie break

Crédito: Time Brasil

Crédito: Time Brasil / Imagem do Facebook

 

Em condições normais de temperatura, jogo e pressão, a Seleção feminina Brasileira de Vôlei vence Porto Rico em qualquer competição. Mas, nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, a tarefa brasileira, ainda que cumprida, foi árdua. Nas semifinais, nesta quinta-feira, com parciais de 18-25, 24-26, 25-22, 25-19, 15-11, o Brasil superou Porto Rico por 3 sets a 2, mesmo placar do duelo na primeira fase, e se qualificou para a decisão, no sábado. Todas as jogadoras do elenco entraram em quadra em algum momento da partida e foi graças a uma inversão que o quinto set não fugiu das mãos da equipe comandada pelo técnico José Roberto Guimarães.

 

O Brasil começou a partida com Macris, Joycinha, Bárbara, Adenizia, Jaqueline, Fernanda Garay e Camila Brait. A ponteira Fernanda Garay, com 28 pontos, se teve 31% de aproveitamento no ataque, foi a maior pontuadora da partida. Pelo lado porto-riquenho, Karina Ocasio assinalou 25 pontos e Aurea Cruz, 23.

 

A virada de bola brasileira foi sofrível no primeiro set. Com Porto Rico apresentando bom volume de jogo, a primeira parcial foi para as caribenhas sem muita luta. No segundo set, o Brasil voltou com Rosamaria no lugar de Joycinha e o time, por um momento, parecia que empataria o jogo, chegou a ter três pontos de vantagem antes do segundo tempo técnico, mas o passe não estava bom e, com um placar apertado, Porto Rico abriu 2 a 0 na partida.

 

A reação brasileira, no terceiro set, veio com uma mudança no passe. Com dores na região lombar, Jaqueline deu lugar a Mari Paraíba, que acabou melhorando a recepção do time. Angélica entrou no meio de rede e Bárbara passou a entrar na inversão, relegando a Joycinha, titular no confronto, à situação de terceira oposta do time. Fernanda Garay, depois de dois sets apagados, começou a pontuar no ataque e, nessa toada, o Brasil levou o jogo para o tie break.

 

No quinto set, quando Porto Rico abriu 6 a 2, José Roberto Guimarães fez uma inversão com Ana Tiemi no saque e Joycinha na rede, e o Brasil virou o set com seis pontos consecutivos. A partir daí, até Mari Paraíba já ajudava no ataque e o Brasil, sem mais nenhum susto, conseguiu fechar a partida.

 

Agora, o Brasil espera o vencedor do confronto entre EUA e Rep. Dominicana para saber com quem jogará a decisão, no sábado, às 21h30 – horário de Brasília.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x