Search
Sunday 25 October 2020
  • :
  • :

Nos detalhes, Brasil vence, e bem, os Estados Unidos

Foto: FIVB

Em duelo da segunda rodada da Copa dos Campeões, a seleção brasileira masculina de vôlei venceu os Estados Unidos, nesta quarta-feira (20/11) por 3 a 0. Quem olha esse placar e não viu o jogo nesta madrugada, acha que foi uma passeio brasileiro. Pelo contrário, apesar do bom placar, o jogo foi apertado, com parciais de 31-29, 25-23 e 25-23.

Segundo Bernardinho, a partida teve cara de 3 a 2 e foi decidida nos detalhes.  Atuando com Bruno, Wallace, Sidão, Lucão, Lucarelli, Maurício Borges e Mário Jr., o Brasil saiu na frente com o oposto Wallace em um contra-ataque.

No ponto de saque do ponteiro Lucarelli, o Brasil colocou dois de vantagem: 5-3. A diferença no placar aumentou no primeiro tempo técnico, quando a seleção brasileira fez 8-5. No ace de Maurício Borges, o placar foi para 10/6. Os Estados Unidos diminuíram a vantagem para dois pontos (13-11). A seleção brasileira seguiu no comando do placar na segunda parada técnica: 16-13. Os americanos reagiram, encostaram no marcador (16-15), mas, no bloqueio de Sidão, o Brasil voltou a pontuar. Na jogada seguinte, Lucão conseguiu mais um bloqueio e o Brasil fez 18-15. Quando a equipe americana encostou em 21-20, Bernardinho pediu tempo. O final do set foi equilibrado. Os times empataram em 22, 24 e em 25 pontos. Sidão pontuou duas vezes, no ataque e no saque, e o Brasil fez 27-26. O equilíbrio seguiu. Com Wallace, a seleção brasileira teve a bola do jogo em 30-29 e com Maurício Borges, fechou o primeiro set em 31-29.

O Brasil saiu na frente na segunda parcial. A equipe verde e amarela ainda fez 4-2. O jogo se manteve equilibrado, com os times sempre próximos no placar. No primeiro tempo técnico, 8-7 para os Estados Unidos. O adversário ainda abriu três de diferença quando fez 13-10. O time americano continuou pontuando e fez 16-11 na segunda parada técnica. O Brasil buscou e diminuiu a vantagem adversária para 18-15. Quando a diferença caiu para dois pontos (19-17), o técnico dos Estados Unidos pediu tempo. No erro de ataque do time americano, o Brasil encostou (19-18). No bloqueio de Evandro, time verde e amarelo deixou tudo igual: 20/20. Um novo empate em 23 pontos deu ao final do segundo set a mesma emoção do primeiro. Mais uma vez, Maurício Borges foi o responsável por fechar o set, que terminou em 25-23.

Sem que nenhuma das duas seleções abrisse vantagem, a terceira parcial começou equilibrada. A bola sobrou para o ataque do levantador Bruninho e o Brasil fez 3-2. Com Wallace, três de vantagem: 7-4. A seleção comandada pelo técnico Bernardinho se manteve melhor e fez 10-8. Mas os americanos buscaram e, contando com erro do Brasil, empatou em 10 pontos. O time brasileiro manteve a determinação e colocou dois de vantagem na segunda parada técnica: 16-14. Como não poderia deixar de ser, o terceiro set também teve um final equilibrado, com o Brasil tendo apenas um de vantagem: 21-20. Quando os americanos empataram em 22 pontos, Bernardinho pediu tempo. No ataque de Wallace, o Brasil marcou 24-23 e, no bloqueio, fechou em 25-23.

Maurício Borges levou o MVP e foi o maior pontuador com 13 acertos. Wallace teve 12, Sidão 9, Lucão 8, Lucarelli 7, Evandro 4 e Bruno 3.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x