Search
Thursday 24 September 2020
  • :
  • :

OlympicoMartMinas vence UFJF em casa pelo Mineiro

30/10/2011 – O Olympico/MartMinas se recuperou da derrota para o BMG/Montes Claros neste domingo, 30, e conquistou sua terceira vitória no Mineiro. Com placar de 3 sets a 1 sobre a UFJF, os tricolores conseguiram superar a equipe de Maurício Bara, que jogou com cinco novos atletas. Em disputa acirrada, o jogo teve parciais de 25-23, 24-26, 25-15 e 25-19. Com a derrota, o time de Juiz de Fora não tem mais chances de classificação.

"); // -->

 

O confronto começou disputado, com a UFJF na frente. Com o elenco renovado, os visitantes apresentavam bom volume de jogo e tinham como destaque os ataques do estreante Clinty. Mas o Olympico/MartMinas não deixava os juizforanos se distanciarem. Em boa atuação de Carlão e Ialisson, os mandantes mostravam a solidez de seu ataque. Com três pontos seguidos de Marcos, os tricolores conseguiram reverter a situação e, em ataque do oposto Caio, os beloriozontinos fecharam o primeiro set.

Disposta a vencer seu primeiro confronto na competição, a equipe da UFJF chegou a abrir quatro pontos de vantagem no início da segunda etapa. Com a boa distribuição de Daniel Brasília, o ataque dos visitantes se mostrava muito efetivo. Porém, o Olympico/MartMinas contava com a boa atuação de Ialisson e Evandro, que se destacavam no saque, e o time de Donegá encostou no placar. Ainda assim, o time da universidade conseguiu administrar o placar e empatou a partida. 

No terceiro set a briga ficou ainda mais acirrada, com as equipes se alternando na liderança. Mas os visitantes passaram a cometer muitos erros, o que possibilitou ao Tricolor da Serra abrir nove pontos de vantagem. Os belorizontinos ainda contavam com a boa atuação da defesa, que segurava as investidas juiz-foranas e, com ponto de bloqueio de Evandro, retomaram a liderança da partida.

A UFJF começou a quarta etapa impondo seu ritmo, abrindo três pontos de vantagem e fazendo Donegá pedir tempo antes da primeira parada técnica. Com o saque forte e bons ataques de Leonardo, os visitantes chegaram a ficar cinco pontos na frente. Porém, os donos da casa conseguiram se acertar, melhoraram a recepção e viraram a disputa. A partir daí, o Olympico/MartMinas dominou o último período. Com os bons ataques de Carlão e, novamente, Ialisson, os donos da casa fecharam o set e conquistaram sua terceira vitória na competição.

Mesmo com a vitória, André Donegá, treinador do Olympico/MartMinas, viu defeitos na sua equipe, mas valoriza a qualidade de seus atletas. “Os dois times estavam muito ansiosos. Nós precisávamos da vitória para ficar entre os quatro e eles também precisavam para manter a esperança de classificação. Isso gerou um pouco de stress e ansiedade. Eu não gostei da minha equipe, que jogou muito acuada, porém conseguiu se superar através do conjunto e do ritmo mais forte no final”, afirmou o comandante.

Carlão, ponta Tricolor, concorda com seu treinador sobre a força do time. “A vitória aconteceu por causa do grupo, que está bem unido. Nós estamos vindo de uma sequência dura de jogos e o cansaço já começa a bater. Então, temos que dar o sangue mesmo, para, assim, chegar até as finais”, disse o camisa 1.

Para Maurício Bara, treinador juizforano, o grande número de erros de seu time já era esperado, pois contavam com a estreia de cinco novos atletas. “Seria irreal um jogo perfeito. Tivemos bons momentos na partida, mas cometemos muitos erros. Com isso, eles abriam vantagem e ficava difícil recuperar. Os novos atletas ainda jogaram pouco, mas já deu para ver o potencial da equipe”, afirmou o comandante.

Para o estreante Cilnty, da UFJF, a equipe da Zona da Mata ainda precisa de entrosamento. “Faltou comunicação nos momentos decisivos da partida. Ainda estamos nos conhecendo. Chegamos nesta semana e trabalhamos muito forte, mas precisamos treinar mais”, concluiu o atleta.

Próximos jogos

Olympico/MarMinas volta jogar na terça-feira, primeiro de novembro, contra o Sada/Cruzeiro. Contando com o apoio de sua torcida, o Tricolor da Serra vai buscar sua quarta vitória na competição contra a equipe celeste, que precisa se reabilitar da derrota para o Vivo/Minas. Já a UFJF reencontra a equipe tricolor no seu próximo jogo, quinta-feira, 3. O time de Maurício Bara jogará em casa, mas, mesmo conquistando a vitória, não tem mais chances de classificação no campeonato. 

 
 




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x