Search
Tuesday 22 September 2020
  • :
  • :

“Os Jogos Olímpicos já começaram, temos time para brigar contra qualquer seleção do mundo”, diz Zé Roberto após título

Foto: FIVB

A conquista do nono título do Grand Prix serviu para confirmar que o Brasil já tinha mostrado em Londres: é a melhor seleção do mundo. E foi com esse tom que O treinador José Roberto Guimarães analisou a participação do Brasil no torneio. Para ele, temos time para jogar contra qualquer um.

“É muito bom ver que quando enfrentamos as melhores equipes do mundo, nossas jogadoras se sentem mais a vontade, mesmo nos momentos mais difíceis. É legal ver a Gabi jogando nesse nível. É isso que precisamos. Eu acordo, tomo café, almoço e vou dormir pensando em voleibol. Posso dizer que os Jogos Olímpicos já começaram, temos time para brigar contra qualquer seleção do mundo”, disse o treinador brasileiro.

Sobre o jogo com a China, José Roberto Guimarães lembrou que queria sair de quadra com a vitória, independentemente de o Brasil ter garantido o título no segundo set.

“Eu queria ganhar esse jogo. Esse era o objetivo principal. Ser campeão com um resultado positivo. O mais importante foi termos ganho todos os jogos por 3 sets a 0. Foi uma excelente campanha. Agora, vamos nos preparar para o Sul-Americano”, comentou José Roberto Guimarães.

Para o treinador tricampeão olímpico, um dos segredos das vitórias do voleibol brasileiro é a mescla entre jogadoras novas e experientes.

“É importante encontrar atletas como a Gabi, a Natália e a Tandara para esse movimento do voleibol brasileiro continuar. Precisamos sustentar esse trabalho. A mescla dessas jogadoras com nomes como Sheilla, Fabi, Fabiana e Thaísa, que têm idade para a próxima Olimpíada, é muito importante. Temos que dar para o voleibol brasileiro a possibilidade de continuidade para o futuro”, analisou o técnico do Brasil.

Quando questionado sobre o que mais marcou a campanha das brasileiras no Grand Prix, José Roberto Guimarães não teve dúvidas.

“O mais legal foi a convivência com esse grupo. O Grand Prix é o campeonato mais complicado e difícil que você pode participar pelo tempo fora de casa, as viagens, o fuso, o cansaço e a saudade. Essas meninas deixam de estar nas suas casas para treinar, viajar e dormir mal com o objetivo de representar a seleção brasileira. É muito importante esse sentimento de brasilidade”, finalizou José Roberto Guimarães.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x