Search
Wednesday 1 April 2020
  • :
  • :

Osasco Audax recebe Flamengo em busca de reabilitação na Superliga

Roberta, Bjelica e Camila Brait. (Foto: João Neto/Fotojump)

Um dia depois do aniversário de Osasco, que completa 58 anos nesta quarta-feira (19), o time do Osasco Audax/São Cristóvão Saúde quer dar a vitória sobre o Flamengo de presente à cidade. A partida é válida pela oitava rodada do returno da Superliga Banco do Brasil e será nesta quinta-feira (20), a partir das 20h, no ginásio José Liberatti, com transmissão do Canal Vôlei Brasil. Todos os detalhes e bastidores podem ser conferidos no canal oficial do clube, a Osasco Vôlei TV (https://osascovoleitv.tvnsports.com.br/).

“Osasco é considerada a Capital Mundial do Vôlei e sempre trabalhamos muito para construir e honrar essa tradição no esporte. Esperamos fazer uma grande partida diante do Flamengo e dar alegria para os nossos torcedores, que continuam enchendo a arquibancada do José Liberatti para apoiar esse time e essas jogadores que, mesmo nas situações mais difíceis, nunca deixam de lutar por essa camisa, que representa a paixão de toda uma cidade”, afirma o técnico Luizomar.

Uma vitória nesta quinta-feira recoloca Osasco na quarta colocação da Superliga. Com um ponto a menos do que o Sesi Bauru (36 a 35), que folga na rodada, o Osasco Audax/São Cristóvão Saúde tem tudo para subir novamente na tabela. Com 13 vitórias em 18 jogos, enfrenta o penúltimo colocado na classificação geral. O Flamengo perdeu 15 e ganhou apenas três partidas até agora na competição. “As cariocas têm feitos jogos irregulares, ao mesmo tempo em que engrossaram para grandes times. Assim, todo cuidado é pouco. Temos que entrar dispostas a fazer o nosso máximo para buscar uma vitória por 3 a 0, de preferência”, diz a oposta Bjelica.

Sacar bem será fundamental na busca pelo resultado positivo. “O vôlei feminino é muito isso. O time que encaixa melhor o saque leva muita vantagem na partida. E o serviço tem sido um ponto bem importante para a gente. Trabalhamos duro e estudamos o time do Flamengo para entrar em quadra com tudo, evitando erros bobos, buscando volume de jogo e fazer o ataque funcionar com mais efetividade”, explica a central Bia. “Temos sofrido nas últimas rodadas, mas estamos unidas para dar a volta por cima e vamos lutar muito para isso”, completa a líbero Camila Brait.

Brait é a líder em recepção segundo a estatística divulgada pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), a cada rodada da Superliga. A líbero tem 70% de aproveitamento no passe e, não por acaso, integra o Time do Sonho, a seleção do Campeonato, desde as primeiras rodadas, ao lado da ponteira Jaqueline. Além da dupla, as centrais osasquenses Bia e Mara também têm se destacado e integram a equipe B entre as melhores da competição.




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »