Search
Thursday 4 June 2020
  • :
  • :

Para jogo decisivo, Thaisa quer “um pouco mais de capricho” na virada de bola

Crédito: João Neto/Fotojump

Crédito: João Neto/Fotojump

 

Acostumados a decidir o título nacional do voleibol feminino, Rexona-AdeS e Vôlei Nestlé se enfrentam, na segunda-feira, em partida que vale justamente uma vaga na final. Com a série empatada em 1 a 1, o time de Osasco vai tentar fazer o que ninguém ainda conseguiu na temporada: derrotar as cariocas dentro do Rio de Janeiro.

 

Segunda maior pontuador do Nestlé no jogo 2, com 13 anotações, responsável por sete dos 15 pontos obtidos pelo time no bloqueio, a central Thaisa acredita que a chave para a vitória esteja no ataque.

 

“Temos que jogar com a mesma confiança e agressividade que entramos nas duas partidas anteriores. Isso fez a diferença e foi marcante. Continuar bem no nosso sistema defensivo e caprichar um pouco mais na virada de bola. Precisamos focar no nosso ofensivo, pois com ele funcionando colocamos em dificuldade qualquer adversário”, acredita a meio de rede.

 

No jogo 2, na sexta-feira, o ataque do Rexona-AdeS levou flagrante vantagem sobre o time de Osasco nesse quesito. Foram 55 pontos das cariocas nesse fundamento contra 40 das osasquenses, e ainda um eficiência de 42% contra 33%.

 

“Temos consciência de que será muito difícil, mas sabemos do nosso potencial, do nosso trabalho e do quanto nos preparamos. Somos fortes e, para irmos para a final, teremos que entrar firmes e concentradas”, completa Thaisa.

 

O jogo 3 terá transmissão do SporTV e começa às 18h30, no Rio.




4
Deixe um comentário

avatar
3 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
Will LopesNilsonKurek Recent comment authors
  Subscribe  
o mais novo mais velho mais votado
Auto Notificar:
Will Lopes
Visitante
Will Lopes

Dani não está em boa fase, parece perdida, está oscilando muito. Agora falar desta comissão técnica é chover no molhado, todo mundo sabe que não dá, só a Nestlé não percebe isto.

Nilson
Visitante
Nilson

É impressionante a falta de respeito com que alguns “torcedores” tratam um profissional e também o preconceito nos comentário referentes ao grau de instrução de uma pessoa, gostaria que essa mesma pessoa tivesse seu trabalho julgada e execrado publicamente de forma desrespeitosa e ver qual seria a sua reação.
Fazer uma critica é normal, principalmente quando está envolvida a paixão de um torcedor, porém devemos sempre manter o respeito com aquele que não concordamos.

Kurek
Visitante
Kurek

Pois meu caro, mesmo eu não sendo profissional, jamais levantaria três bolas consecutivas para uma jogadora que não está virando bola e jamais tiraria nos momentos decisivos de um set, uma jogadora de definição.
E se você é uma pessoa tão “não me toque”, não deveria está assistindo voleibol, pois é um dos esportes mais politicamente incorretos: afrontes, desonestidade (quando a bola toca no dedo e a jogadora fala que não tocou), palavrões e etc fazem parte desse esporte. Vai assisti Discovery Kids, que é melhor, Mister Polido.

Kurek
Visitante
Kurek

O problema do Osasco é apenas Dani Lins, que vai do céu ao inferno de um set para o outro. Se a anta do Luizomar tivesse o Ensino Fundamental tiraria Ivna Balão e Nanigabi e colocaria Suelle e Lise como titulares. Mas não, quando o time tá com problemas ele tira a Carcases, mas deixa a intocável Gabi. Paro por aqui.

Translate »