Search
Tuesday 27 October 2020
  • :
  • :

Para Luizomar, dificuldades contra São Caetano ajudaram na evolução do Molico Osasco

Foto: João Pires/FotoJump/Divulgação

O Molico/Osasco entrou em quadra para enfrentar o São Cristóvão Saúde/São Caetano pela Superliga 2013/14 carregando um amplo favoritismo por ter vencido o mesmo adversário com facilidade há uma semana por 3 sets a 0 pelo Campeonato Paulista. No entanto, a partida tomou um rumo diferente e o time comandado pelo técnico Luizomar de Moura teve muitas dificuldades para derrotar a equipe do ABC, no ginásio Lauro Gomes, em São Caetano, por 3 sets a 2, com parciais de 21-17, 19-21, 09-21, 22-20 e 15-10, em uma hora e 57 minutos de confronto.

“O Molico/Osasco começou a partida um pouco apático e teve dificuldades contra o São Caetano, que é um time bem treinado. Talvez a facilidade que tivemos semana passada tenha iludido a nossa equipe, que é experiente e não pode cair neste tipo de armadilha. Ao mesmo tempo estamos em processo de formação e o fato de termos conseguido reverter um quadro extremamente perigoso foi muito importante. Lógico que não queríamos ter deixado um ponto aqui, mas hoje tivemos muito perto de sair derrotado e a vitória nestas circunstâncias certamente ajudará no crescimento e evolução da equipe”, analisou Luizomar.

Para a central Thaisa, responsável por 15 pontos, o Molico/Osasco se fortalece ainda mais quando supera momentos de dificuldade. “Estamos em fase de formação de equipe, mas, mesmo assim, não podemos vacilar como aconteceu diante do São Caetano. Tivemos muitas dificuldades e de certa forma isso é bom porque desta maneira o time cresce mais, já que é muito mais complicado mostrar sua força nos momentos difíceis. A vitória foi importante, mas precisamos ver os erros e o que precisamos fazer para mudar isso”, declarou a jogadora.

Esse foi o primeiro jogo em que a italiana Caterina Bosetti começou como titular e terminou o jogo com 15 pontos. A sérvia Sanja Malagurski entrou no decorrer do embate e foi importante nos momentos cruciais. “A Sanja entrou em um momento em que não poderíamos mais errar e que o time estava sendo muito pressionado. Tanto ela quanto a Caterina ajudaram muito o nosso time e o fato de termos sido exigidos neste momento de formação e conseguir vencer a partida ajuda na evolução da equipe”, destacou o treinador.

Após a vitória no primeiro set, o Molico/Osasco deixou o rendimento cair e o rival virou a partida. A partir do quarto set as visitantes cresceram na partida e o aumento do ânimo em quadra ficou evidente. “O nosso time quando joga vibrando é diferente. Acredito que conseguimos intimidar um pouco mais o adversário quando entramos fortes e vibrantes. Mas não podemos depender somente disso e temos que acabar com os erros bobos que estamos comentando e que não são aceitos em um time de alto nível”, concluiu Thaisa.

Com 19 pontos, a oposta Sheilla foi a maior pontuadora da partida. Outro destaque foi a central Adenízia, que foi eleita a melhor em quadra e recebeu o troféu Viva Vôlei. O próximo compromisso do Molico/Osasco pela competição nacional acontece na sexta-feira (25), às 21h30, diante do Rio do Sul/EquiBrasil, no ginásio José Liberatti, em Osasco.  

 




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x