Search
Friday 21 February 2020
  • :
  • :

Paraibanos levam título em casa após 15 anos

Crédito: Divulgação/CBV

Crédito: Divulgação/CBV

 

Foram 15 anos até que um time paraibano fizesse a festa em casa. Na manhã deste domingo (08/02), a espera acabou. Empurrados pela torcida, Álvaro Filho e Vitor Felipe (PB) venceram Bruno/Hevaldo por 2 sets a 0 (21/17, 21/18) e conquistaram o título da etapa de João Pessoa (PB) do Circuito Banco do Brasil Open 2014/2015, disputada na arena montada na Praia de Cabo Branco, repetindo o feito de Zé Marco/Ricardo (PB/BA) em 2000.

 

Na disputa da medalha de bronze, Ricardo e Emanuel (BA/PR) venceram Evandro/Pedro Solberg (RJ) por 2 sets a 1 (21/15, 18/21, 15/10) e completaram o pódio. Foi o primeiro título de Open da dupla paraibana, que voltou a se unir em outubro do ano passado, após um intervalo de mais de três anos. Ao final do jogo, ‘Alvinho’ foi eleito o melhor jogador da final.

 

Com o resultado, Bruno e Hevaldo (AM/CE) seguem na liderança do ranking geral da temporada, com 2080 pontos. O segundo lugar agora é de Ricardo e Emanuel (BA/PR), que chegaram aos 1920 pontos com a medalha de bronze. Na terceira colocação aparecem e Léo Vieira (PB/DF), com 1820 pontos.

 

“Assim que perdemos em Fortaleza, sabíamos que não estávamos no nosso 100% e que teríamos que melhorar. Colocamos o foco total para essa etapa, vimos os erros que cometemos e fomos trabalhar duro. Treinamos todo dia pensando em corrigir, imaginando sermos campeões aqui em casa. Quero agradecer muito ao Álvaro. Ele é um parceiro de verdade, no significado da palavra, e é merecedor de tudo isso que está acontecendo”, disse Vitor Felipe, que comentou a força do estado no esporte.

 

“A Paraíba é merecedora disso e ser campeão após 15 anos, repetir uma lenda como o Zé Marco, é muito emocionante. Dedico essa vitória à família do Popó (Potengi Lucena, ex-presidente da Federação Paraibana, falecido no final de 2014) e aos familiares do Giovanni (Marques, diretor técnico de vôlei de praia da federação), que organizaram centenas de torneios aqui e nos incentivaram. Disputei Sub-15, Sub-17, Sub-20 e essa escola foi muito importante”, completou o paraibano.

 

“Era um sonho que sempre tive. Ainda mais ganhar com um paraibano do lado. Um amigo de colégio, um irmão, como o Vitor Felipe. Não tem comparação com nenhum lugar do mundo. Sabíamos que o jogo seria muito duro, a final só mostra que o vôlei de praia está num nível muito alto e que o detalhe decidiria”, disse Alvinho, que destacou o técnico Ernesto Vogado.

 

“Ele é um dos caras mais inteligentes que eu conheço, não tenho nem palavras para descrever. A experiência que ele tem no vôlei e praia é enorme. E o fato de ele ficar no banco não atrapalha, já que no Circuito Mundial é proibido e vamos nos acostumando, nos adaptando a tentar encontrar as soluções entre nós”, disse Alvinho.

 

Cada dupla campeã de uma etapa do Open leva para casa um prêmio de R$ 45 mil, além de somar 400 pontos no ranking geral que define o vencedor da temporada. Serão disputadas nove etapas do Circuito Banco do Brasil Open. Depois de João Pessoa, o CBBVP passará em 2015 por Recife (PE), de 6 a 8 de março, e Salvador (BA), de 27 a 29 de março.




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »