Search
Saturday 31 October 2020
  • :
  • :

Paula Pequeno: “Agora, é foco total nos playoffs”

Atacante da equipe paulista está confiante para os jogos decisivos. (Foto: João Pires/Fotojump)

O Vôlei Osasco-Audax encerrou sua participação na fase de classificação da temporada 2018/19 da Superliga Cimed com vitória. Na noite desta sexta-feira (15), no José Liberatti, diante de sua torcida, passou pelo BRB Brasília por 3 sets a 0, parciais de 25/19, 25/23 e 25/14, em 1h12min. Mesmo com o resultado positivo, manteve o quinto lugar na tabela e agora vai enfrentar o Hinode Barueri no playoff das quartas de final. O primeiro confronto será na próxima terça-feira (19), na casa do adversário, ginásio José Correa, a partir das 19h.

Para Paula Pequeno Pequeno, o jogo foi importante para encerrar o segundo turno de Osasco com chave de ouro (8 vitórias e 3 derrotas). “Sabíamos que elas iriam entrar sem responsabilidade. E por mais que a nossa classificação estivesse definida, prevaleceu o respeito. Jogamos o nosso melhor. A partida também foi importante para que todas pudessem entrar e pegar mais ritmo. Agora é foco total nas quartas de final”, analisou a ponteira, lembrando que Luizomar poupou Hooker e Mari Paraíba e colocou as demais atletas em quadra.

Premiação especial – Com 19 acertos, Angela Leyva foi a maior pontuadora da partida, sendo eleita a melhor em quadra para ganhar o VivaVôlei. A entrega do troféu foi especial. A ponteira peruana recebeu a premiação das mãos de Matheus Ferreira Lima. O jovem pernambucano, de 22 anos, mora em Recife e sempre comparece ao ginásio José Liberatti quando visita o tio Edson Rodrigues de Mello.

“Foi uma emoção muito grande. Conheci a Leyva, o Luizomar, a Carol Albuquerque e a Camila Brait. Osasco vai ser campeão da Superliga”, cravou ele, que é deficiente visual e acompanha a partida pela narração do tio, em uma situação similar ao caso do menino Nickollas, torcedor palmeirense que tem a mãe como seus ‘olhos’ no estádio. “Desde o primeiro jogo do Matheus no ginásio, há quatro anos, procuro explicar o mais próximo do que estou enxergando. Tento funcionar como a visão dele, citando o nome das jogadoras, os movimentos. E ele acompanha também seguindo os sons do ginásio, da torcida”, explicou o tio.

Homenagem – Antes do início da partida, o superintendente da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), Renato D’Avila, entregou duas placas comemorativas no ginásio José Liberatti. Osasco ganhou pelo ‘conjunto da obra’, em função da marcante presença em todas as edições da Superliga. Pelo mesmo motivo, o fotógrafo João Pires, da Fotojump, também foi homenageado. Reconhecendo a força de Osasco na figura de seu torcedor, o técnico Luizomar entregou o troféu para representantes da torcida ‘Loucos de Osasco’, sempre presentes nas arquibancadas.

O Vôlei Osasco-Audax jogou com Claudinha (2), Lorenne (9), Walewska (6), Nati Martins (5), Paula Pequeno (5), Angela Leyva (19) e a líbero Camila Brait. Entraram: Carol Albuquerque (2), Kika, Vivi (5), Domingas, Mayara, Natasha (2). Técnico: Luizomar de Moura.

O BRB Brasília jogou com Diana (5), Neneca (9), Renatinha (9), Natália (8), Angélica (3), Mimi Sosa (5) e a líbero Natália Silva. Entrou: Mariana. Técnico: Inácio Júnior




Subscribe
Auto Notificar:
guest
2 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Francisco Lima

parabéns para as meninas do Osasco. Parabéns por terem dado a oportunidade de um fã espectador com deficiência entregar o troféu de melhor jogadora ao time. Não saiuFra na matéria, mas Matheus é cego e autista. Entre os sintomas do autismo, a hipersensibilidade acústica muitas vezes é presente. É o caso que ocorre com Mateus. Ele tem sensibilidade acústica. isso significa que até o som de uma bexiga estourando, numa festa de aniversário, provoca grande desconforto a Matheus, fazendo-o tapar os ouvidos com as mãos. No entanto, mesmo com todo o barulho de um jogo de vôlei, ele, ainda assim,… Ler mais »

Francisco Lima

parabéns para as meninas do Osasco. Parabéns por terem dado a oportunidade de um fã espectador com deficiência entregar o troféu de melhor jogadora. Não saiu na matéria, mas Matheus é cego e autista. Entre os sintomas do autismo, a hipersensibilidade acústica muitas vezes é presente. É o caso que ocorre com Mateus. Ele tem sensibilidade acústica. isso significa que até o som de uma bexiga estourando, numa festa de aniversário, provoca grande desconforto a Matheus, fazendo-o tapar os ouvidos com mãos. No entanto, mesmo com todo o barulho de um jogo de vôlei, ele, ainda assim, gosta de homenagear… Ler mais »

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x