Search
Friday 6 December 2019
  • :
  • :

Paulista: Osasco-Audax bate o Pinheiros e vai disputar a nona final consecutiva

Foto: João Pires / Fotojump

O Vôlei Osasco-Audax está em mais uma final Campeonato Paulista Feminino de Vôlei da Divisão Especial. A nona consecutiva. Para isso, a equipe comandada pelo técnico Luizomar derrotou o Pinheiros, de virada, por 3 sets a 1, pelo segundo confronto da semifinal neste domingo (3), no José Liberatti completamente lotado (recebeu 3.800 pessoas). Com o apoio de sua apaixonada torcida, bateu o adversário com as parciais de 23/25, 25/17, 25/21 e 25/22, em 1h45min. Agora, o tradicional clube osasquense vai lutar pelo 15° título estadual. A decisão será contra o São Paulo/Barueri e começa nesta terça-feira (5), às 21h30, no ginásio José Correa. Todos os detalhes e bastidores do confronto deste domingo podem ser conferidos no canal oficial do clube, a Osasco Vôlei TV (https://osascovoleitv.tvnsports.com.br/).

O técnico Luizomar elogiou o comportamento de suas atletas e da torcida. “Jogos assim fortalecem a equipe, fazem com que a gente tenha um feedback do que tem que ser melhorado. Estou muito satisfeito com a linha de passe da equipe. Ainda podemos evoluir muito, especialmente no ataque. Temos muita margem para crescimento. E o time tem trabalhado bastante nos momentos que dá, pois o calendário é apertado. A torcida nos empurrou o tempo todos e conseguimos uma virada incrível no quarto set. Essa vitória e mais essa final é para a cidade de Osasco”, afirmou o treinador, que saiu da quadra direto para uma reunião com a comissão técnica para traçar a estratégia para a decisão.

Entre jogadoras, a felicidade estava estampada no rosto. “É sempre uma emoção vestir a camisa de Osasco. Ainda mais em uma semifinal. Sabíamos que seria um jogo difícil. O Pinheiros tem um time mais entrosado, com uma defesa muito boa. Mas hoje a nossa torcida deu um show. Quem estava aqui, em algum momento, se arrepiou com a força do nosso torcedor. Também conseguimos jogar melhor que na primeira rodada da semifinal, com um sistema defensivo melhor. Nosso time ainda tem muito a crescer, melhorar e evoluir. Esse foi o segundo jogo que o Luizomar teve todas as peças à disposição e vamos em frente”, resumiu a central Bia.

Jaque também não escondeu a emoção “Estou voltando às quadras após um ano e meio parada e fico muito feliz em ajudar a equipe que, aos poucos, vai melhorando e crescendo. Muito merecido tudo isso aqui. Só tenho a agradecer a Deus, pois não é só voltar a melhor forma física e Osasco confiou em mim. Tenho responsabilidade muito grande que é passar e defender, dar volume para o time. A partir daí, que vier em termos de ponto é lucro. O mais importante é a vitória”, disse a ponteira, que conseguiu 11 acertos, sendo a segunda mais eficiente do ataque osasquense. A maior pontuadora foi a cubana Casanova, com 27. “Foi um jogo muito importante, muito forte. Eles têm uma boa equipe, mas conseguimos nos acertar e conquistar a vitória. Eu adoro essa torcida”, ressaltou, feliz, Casanova.

A segunda partida do playoff final está marcada para o José Liberatti, na sexta-feira (8), às 21h30. Para carimbar o passaporte para a decisão, o Vôlei Osasco bateu o Pinheiros em dois confrontos. No primeiro, venceu uma batalha de cinco sets. Na noite de quarta-feira (30), no ginásio Henrique Villaboim, em São Paulo, ganhou por 3 sets a 2, parciais de 25/22, 21/25, 25/17, 21/25 e 16/14 em 2h10min. Neste domingo, o jogo voltou a ser equilibrado. Mas antes da bola subir, a levantadora Pri Heldes e a ponteira Ellen Braga foram homenageadas pela prefeitura de Osasco e pelo clube em função do título dos Jogos Mundiais Militares. Elas receberam placas comemorativas das mãos do secretário de Esportes do município, Carmônio Gonçalves Bastos.

O jogo – Vôlei Osasco contou a força de suas estrangeiros no primeiro set. Até o 8/8, somente Casanova e Bjelica haviam marcado. Bia fez as vezes das brasileiras no 9/8. O jogo começou equilibrado e o Pinheiros deixou claro não estar disposto a facilitar a vida das osasquenses. Tanto que chegou a abrir três pontos (13/10). Quando o visitante marcou 17/13, Luizomar usou seu segundo pedido de tempo. Com dificuldades na recepção, o Audax viu o Pinheiros abrir cinco pontos (21/16). Com três aces da cubana, a diferença caiu para um (20/21). O empate veio em um erro das adversárias. Mas, apesar dos sete acertos de Casanova, as donas da casa foram superadas pelas paulistanas, que levaram o primeiro set por 25/23.

O segundo set começou da mesma forma que o primeiro, com o Pinheiros abrindo 3/0. Para não deixar sua equipe se perder em quadra, Luizomar logo pediu tempo. E assim como na parcial inicial, o Osasco chegou ao empate no 3/3. Com uma bola de segunda de Roberta, o Audax inverteu a situação e colocou três na frente (8/5) e foi abrindo. Chegou a sete de diferença com um ataque de Ellen na entrada de rede. A ponteira arrancou um ace no 18/9. O saque seguiu incomodando a recepção das paulistanas, que tinham dificuldade para ultrapassar o bloqueio osasquense. Jaque bateu na diagonal no 21/11 e segurou a vantagem de dez pontos. A vitória veio com um erro de saque: 25/17.

O terceiro set voltou a ser equilibrado. Com um ace, Roberta levou Osasco ao 11/9. Porém, as adversárias voltaram a encostar e os dois times seguiram alternando a ponta do placar. Foi a levantadora, com uma inteligente bola de segunda, a responsável por colocar o Audax na frente no 17/15. Enquanto isso, Camila Brait seguiu mantendo a regularidade no passe e na defesa. Casanova, maior pontuadora da partida, desceu o braço no 20/19, e, na sequência, montou o paredão com Bia (21/19). Mara arrancou um ace e deu dois pontos de vantagem para Osasco no 22/20. Com um bloqueio de Jaque, chegou ao 23/20. A vitória veio em um erro do Pinheiros: 25/21.

Bia marcou na bola de china de Osasco fez 7/5 no começo no quarto set. Mas o jogo seguiu equilibrado e o Pinheiros empatou no 8/8 e virou após um longo rali de 37 segundos. Luizomar parou o jogo para orientar sua equipe. Osasco cometeu erros seguidos e o adversário fez 16/11, obrigando o treinador osasquense a parar a partida novamente. Suas comandadas não se entregaram. Empurradas pela torcida e após a entrada de Fernanda Tomé e Pri Heldes na inversão, encostou e fez a diferença cair para um ponto (17/18). O empate veio no 20/20. A virada com um bloqueio de Mara. Jaque garantiu o match point no 24/21. A vitória veio com Casanova: 25/22.

Vôlei Osasco-Audax jogou com Roberta (2), Casanova (27),Bjelica (7), Jaque (11), Bia (10), Mara (7) e a líbero Camila Brait. Técnico Luizomar de Moura. Entraram: Pri Heldes, Fernanda Tomé (2), Kika, Ellen (6).

Pinheiros jogou com Lyara (), Clarisse (3), Edinara (17), Camila Paracatu (12), Paquiardi (8), Lorena e a líbero Letícia. Técnico: Sérgio Negrão. Entraram: Saraelem (16), Erica (1), Priscila (1), Letícia, Karina (4), Lorrayna (1).




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »