Search
Sunday 25 July 2021
  • :
  • :

Polina Rahimova disputa vaga na Comissão de Atletas da FIVB

Oposto joga há dois anos no Brasil. (Foto: Arquivo/FIVB)

Dentro de quadra, a oposta azeri Polina Rahimova tem sido um dos grandes destaques do voleibol mundial há anos e, nas últimas duas temporadas, brilha defendendo o Sesi Vôlei Bauru, a exemplo do jogo de ontem (4) pela Superliga Banco do Brasil 20/21 diante do Sesc RJ Flamengo, quando marcou incríveis 38 pontos. Mas agora ela também quer fazer a diferença fora das quadras, mais especificamente atuando como integrante da Comissão de Atletas da Federação Internacional de Voleibol (FIVB), cargo para o qual a atleta concorrerá nas eleições que serão realizadas nas duas últimas semanas deste mês.

Lançada oficialmente durante os Jogos Olímpicos Rio 2016, a Comissão de Atletas é atualmente formada por dez jogadores de nove países diferentes que representam o vôlei e o vôlei de praia. Ex-campeão olímpico de vôlei e tricampeão mundial pelo Brasil, Gilberto Amauri de Godoy Filho, o Giba, atualmente lidera a Comissão como seu presidente. O ex-campeão olímpico de vôlei da Sérvia, Vladimir Grbi, é o secretário.

Entre os objetivos da Comissão estão o de promover os valores do vôlei e do vôlei de praia como um esporte limpo e justo; divulgar aos atletas informações sobre questões médicas e antidopagem; estudar propostas para a melhoria das condições dos atletas na participação ou preparação para competições; estudar propostas de oportunidades pós-carreira dos atletas; dar feedback sobre as competições da FIVB e propor melhorias; e estudar qualquer outro assunto que lhe seja atribuído pelo Conselho de Administração da FIVB.

Retribuição 

Rahimova ressalta que seu objetivo ao concorrer por uma das vagas da Comissão é o de retribuir tudo o que o voleibol já lhe proporcionou. “O voleibol é a minha vida e agora é hora de retribuir. Joguei voleibol de alto nível durante muitos anos em diferentes continentes (Europa, Ásia e América do Sul) e países, quebrei recorde mundial, ganhei muitos prêmios e aprendi diferentes culturas. Estou no mundo do voleibol mais da metade da minha vida e serei parceira deste mundo através dos nossos futuros ‘filhos’. Eles são uma boa oportunidade para construirmos uma vida melhor e quero compartilhar experiência com jovens jogadores com fome de voleibol”, destaca a atleta.

Polina enfatiza que um dos seus principais focos na Comissão seria ajudar as crianças, especialmente as dos países onde o voleibol ainda carece de melhor estrutura e sofrem com guerras, como o Azerbaijão. “Eu quero um mundo pacífico. Meu país acabou de sair da segunda guerra de Karabagh e muitas crianças perderam suas famílias durante esta guerra. Eu quero ajudá-los nesta reabilitação e o melhor que posso fazer é o vôlei. Eu e minha federação vamos ajudar essas crianças a sobreviver na vida. Eu viajei muito na minha vida como hobby, mas agora quero viajar o máximo que puder e levar a paixão pelo voleibol para países que amam o vôlei, mas não podem ser bem organizados. Estou pronta para fazer parte dos projetos de ajuda ao vôlei da FIVB”, sustenta a oposta.

A eleição 

A comissão será composta por dez membros, dos quais cinco serão eleitos pelos jogadores e cinco indicados pelo presidente da FIVB. Haverá, ainda, representação igualitária de gênero entre seus associados, com o mesmo número de representantes do vôlei e do vôlei de praia.

O processo de inscrição para candidaturas foi aberto a todas as federações nacionais para nomear seus respectivos candidatos. Com 11 candidatos femininos e 5 masculinos confirmados, caberá aos jogadores eleger os seus representantes na Comissão. As eleições ocorrerão por meio de uma plataforma de votação online durante as duas últimas semanas de janeiro de 2021.

Um total de oito jogadores de vôlei e oito de vôlei de praia estão concorrendo na esperança de ingressar na Comissão. Além da oposta Polina, a lista de candidatos é integrada por Louise Bawden (AUS), Joshua Binstock (CAN), Julius Brink (GER), Meppelink Madelein (NED), Marketa Slukova (CZE), Delcio Soares (MOZ), Anouk Vergé-Depré (SUI) e Chen Xue (CHN), todos do vôlei de praia, Milagros Cabral de la Cruz (DOM), Neslihan Demir Güler (TUR), Sam Deroo (BEL), Magorzata Glinka-Mogentale (POL), Jordan Larson (EUA), Ognjenovic Maja (SRB) e Samuele Papi (ITA), atletas do voleibol.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x