Search
Tuesday 1 December 2020
  • :
  • :

Presente desde o primeiro dia do Sesi, Talmo supera dúvidas e criticas para conquistar seu principal título como técnico

Foto: Luis Ventura/Melhor do Vôlei

Talmo comemora com comissão técnica do Sesi

O Projeto do vôlei feminino do Sesi começou em 2011. Quase três anos após o início, veio a grande conquista. Presente deste o primeiro dia, o técnico Talmo de Oliveira foi um dos mais comemorados durante a premiação no José Liberatti.

Para ele, o Sesi após sempre bater na trave, conseguiu acertar os detalhes que faltava para conseguir a vitória em uma grande final.

“Nas outras finais, chegávamos perto de finalizar o set e não conseguíamos por detalhes. Hoje, conseguimos tirar esses detalhes, ter uma regularidade e deixamos a equipe de Osasco sempre em cheque. Começamos e ganhar confiança e tivemos uma grande conquista”.

Para Talmo, a caminhada do time na temporada, com as dificuldades e o jejum de vitórias no fim do ano, que deixaram o time até fora da zona de playoffs da Superliga foi fruto do planejamento feito pela comissão técnica.

“As dificuldades que tivemos no ano passado foi em função das prioridades que a gente colocou em cima de cada campeonato. Tinhamos o Paulista intercalado com a Superliga, tínhamos que dar prioridade para um e conseguimos ir para a final. Agora depois focamos na Superliga, retomamos tudo para buscar os adversários e essa crescente está fazendo com que a gente continue a trabalhar forte e seguir nossa caminhada.”

Com sangue saindo do braço, fruto de uma bolha que estourou, o comandante do Sesi  afirmou que o projeto do Sesi, sempre envolta de boatos de que será encerrado, transferido de cidade e até, de que ele seria demitido, é muito mais do que ganhar títulos.

“Cada dia que passa nós estamos nos firmando cada vez mais. O Sesi veio para ficar não só para ganhar títulos. Essa atletas tem uma missão maior aqui dentro. Há uma quantidade grande de alunos que nós servimos de exemplo. Nosso legado é muito maior do que ganhar títulos. Claro que trabalhamos para ganhar títulos, mas nossa missão é maior. Passamos a ser exemplos na vida dessas crianças.”

Para finalizar, o campeão Sul-Americano, que também é muito religioso, deixou um recado aqueles que se espelham em ídolos como ele, campeão olímpico em 1992 como jogador, e que agora conquista seu maior título como técnico.

“Eu acho que a grande promessa que Deus me pede é ajudar as pessoas. O grande barato é fazer as pessoas crescerem. Quantas pessoas vão ler isso e estão passando por dificuldades e vendo isso, em algum momento, elas podem ver que as coisas podem virar ao nosso bem. O mais dificil é não deixar de trabalhar sempre com amor.”




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x