Search
Wednesday 30 September 2020
  • :
  • :

Primeira etapa na Europa, Grand Slam de Haia, na Holanda, começa nesta terça-feira

Foto: Divulgação

Depois de passar pela Ásia e pela América do Sul, o Circuito Mundial 2013 chega a sua fase europeia. Nesta TERÇA-FEIRA (11.06), entra em cena o Grand Slam de Haia, na Holanda. Na semana seguinte, será a vez do Grand Slam de Roma, na Itália. Os atletas brasileiros destacam o charme dos torneios na Europa e a intensa participação dos torcedores. Em ambas as etapas, o Brasil será representado por Alison/Emanuel, Bruno Schmidt/Pedro Solberg, Ricardo/Álvaro Filho e Evandro/Vitor Felipe, no masculino, e Ágatha/Maria Elisa, Taiana/Talita, Lili/Bárbara Seixas e Maria Clara/Carol, no feminino.

Evandro/Vitor Felipe e Maria Clara/Carol já estreiam nesta terça pelo qualifying, na luta por uma vaga na chave principal. “Jogar as etapas na Europa tem um gostinho especial. É tudo muito diferente. A começar pelo clima do verão europeu. E o público sempre comparece em peso, tem participação ativa, as arenas ficam lotadas… É muito mais charmoso”, afirmou Alison, lembrando que há quatro anos não joga na Holanda. Talita, que foi campeã da etapa de Haia ao lado de Maria Elisa na temporada 2010, reforçou as palavras de Alison.

Segundo ela, trata-se de um dos ambientes mais propícios para se jogar o vôlei de praia, apesar de o esporte ter nascido nos Estados Unidos e se tornado um sucesso no Brasil, país que, na modalidade, conquistou o maior número de medalhas na história do Circuito Mundial e dos Jogos Olímpicos. “Partimos agora para jogar vários torneios na Europa. Depois de Holanda e Roma, teremos o Campeonato Mundial na Polônia, seguido do Grand Slam de Gstaad, na Suíça. Há todo um charme envolvido, são cidades gostosas de se jogar. Roma, pra mim, é a que tem a melhor estrutura. Sem falar na torcida, que gosta do bom voleibol e participa ativamente”, disse Talita.

Até o momento, o Brasil subiu ao pódio seis vezes na atual edição do Circuito Mundial. No Grand Slam de Xangai (CHN), foi ouro com Taiana/Talita, prata com Bruno Schmidt/Pedro Solberg e bronze com Maria Clara/Carol e Ricardo/Álvaro Filho. Já no Grand Slam de Corrientes (ARG), só as mulheres brilharam, com Ágatha/Maria Elisa em segundo lugar e Maria Clara/Carol novamente em terceiro. Resultados que colocam o Brasil bem posicionado no ranking de ambos os naipes.

No masculino, os americanos Gibb e Patterson lideram com 1.770 pontos, seguidos de Bruno Schmidt/Pedro Solberg (1.580), dos italianos Lupo/Nicolai (1.490) e Ricardo/Álvaro Filho (1.470). No feminino, primeiro lugar para as holandesas Meppelink e van Gestel, que têm 1.710 pontos e três duplas brasileiras na cola: Ágatha/Maria Elisa (1.500), Taiana/Talita (1.450) e Maria Clara/Carol (1.380).




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x