Search
Tuesday 1 December 2020
  • :
  • :

Primeira líbero a ser campeã com a seleção, Andréa Teixeira mostra seu talento e dedicação agora nas areias

Foto: Divulgação/CBV

Leize e Andréa: não há limite para ser campeã

Uma das primeiras líberos da seleção brasileira logo quando a regra foi instituída, Andréa Teixeira foi uma das principais jogadoras do cenário brasileiro nos anos 90. Hoje, aos 41 anos, a campeã Pan-Americana em 1999 em Winnipeg e esposa do também ex-jogador Kid segue arrasando, só que agora nas areias.

Na última semana, Andréa foi campeã dos Jogos abertos de Santa Catarina ao lado de Paola Medeiros, defendendo a cidade de Itajaí. Na sequencia, Andréa, agora ao lado de Leize, já encarou mais uma etapa do circuito Banco do Brasil Nacional e chegaram em terceiro na etapa de São José (SC).

Em entrevista para o Melhor do Vôlei, Andréa contou que além de se dedicar ao vôlei de praia, ela possui outras atribuições, como a dedicação à religião, aos negócios e a família. “Deus tem sido maravilhoso em minha vida, me converti em 2010 e desde então tenho dedicado tempo da minha vida para obra do Senhor. Do lado de fora das quadras, também sou formada em ADM, capacitada em Gestão e Qualidade com foco na ISO 9001 e em Neurocoaching. Administro duas empresas, sou dona de casa e mãe dos meus amores Gustavo Teixeira (20) e Gabriela Teixeira (13) que esta seguindo os passos dos pais.”

Andréa conta ainda que está feliz com os resultados, como o terceiro lugar na Etapa do Nacional, competição que ela não participava há dois anos. “Competição está que eu não jogo há dois anos, me sinto feliz e realizada, no auge dos mês 4.1 ..risos..farei 42 agora em dezembro, Deus me dá condições de usar meu corpo ainda para fazer algo que amo. Saímos (eu e Leize) do qualifyng e chegamos ao pódio ganhando de duplas conceituadas em jogos emocionantes, foram 5 vitórias e apenas 1 derrota para conquistarmos este título, e por pouco não chegamos na final, fizemos um jogo duro com Michelli Carvalho/Amanda Maltês em 2 a 1”.

No vôlei de praia, as conquistas de Andréa já são tão extensas quanto as conquistas em quadra. O título do JASC, foi inédito para a carreira dela. “Fiquei muito feliz pelo título inédito e por agora ter os títulos de campeã dos Jogos Abertos de SC 2013 (com Paola), campeã dos Abertos do PR 2009 (com Andrezza), Bi-campeã dos abertos de SP 2007 pela 1ª divisão (com Carla) e 2013 pela 2ª divisão (com Leize).”

Andréa ainda deu detalhes da conquista em SC. “Foi uma conquista difícil e esperada ansiosamente por nós. Este ano os abertos de SC tinham 4 duplas que poderiam brigar de igual pelo título e nós éramos uma delas, o que decidiria principalmente entre as duplas que tinham jogadoras mais novas era o emocional, e neste aspecto minha parceira Paola de Medeiros, que representou o Brasil no mundial da Croácia no sub 21, foi show. Caímos na chave com 2 das possíveis duplas a chegarem ao título e vencemos o primeiro confronto de 2-0 da Josi/Pílula em duplo 21-18. Cruzamos então a segunda dupla Amélia/Giorgia de Florianópolis e vencemos com mais tranquilidade por 2-0 parciais de 21-14 e 21-15. Foram 4 vitórias seguidas todas por 2-0 para chegarmos a final do JASC e novamente cruzamos com Josi/Pílula que ganharam seus jogos na chave dos perdedores. A final foi emocionante, um jogão para quem assistiu e para quem jogou, foi 2-1 com parciais altas tendo no último set 17-15 para nós.”

Sempre simpática, Andréa mostra que nunca há limite para se fazer algo que gosta. E a primeira líbero a conquistar uma medalha de ouro com o Brasil, eleita três vezes a melhor defasa do país e uma vez da América do Sul, ainda tem muita lenha a queimar, para deleite dos amantes do vôleibol.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x