Search
Thursday 22 October 2020
  • :
  • :

Provocação de Ngapeth? “Não faz por maldade”, diz Murilo

Crédito: Divulgação/FIVB

Crédito: Divulgação/FIVB

 

Companheiro de Bruno e, a partir desta temporada, de Lucão no Modena, o ponteiro Earvin Ngapeth não foi o maior pontuador do encontro desta quarta-feira, entre Brasil e França – a honraria coube ao oposto Rouzier, com 25 pontos – mas é difícil não apontá-lo como personagem da partida. E, até, como melhor jogador do duelo.

 

Nas estatísticas da segunda divisão, Ngapeth teve o melhor passe, o terceiro melhor ataque, o terceiro melhor saque, o nono melhor bloqueio. Hoje, depois de “começar o jogo meio devagar”, como definiu o levantador brasileiro – inclusive, se dando mal na tentativa de um ataque acrobático no início do primeiro set –, Ngapeth pôs a França em jogo com os três primeiros aces da partida e dividiu com Rozier a responsabilidade de botar a bola no chão da quadra brasileira. Ele terminou o dia com 21 pontos – 16 no ataque, dois no bloqueio e três aces.

 

No entanto, o que deve ter chamado a atenção e concentrou sobre si as vaias da torcida presente ao Maracanãzinho, foi o estilo do atacante. Ngapeth chamava o público, vibrava com entusiasmo que até destoava do restante de sua seleção e acabou recebendo uma provocação de Vissotto no quarto set. Mas isso, segundo o ponteiro Murilo, não teve influência no resultado do jogo, do terceiro set ou, mesmo, na queda de rendimento do Brasil na última parcial.

 

“A gente sabe o jeito dele. É o jeito dele de jogar, ele é assim fora da quadra, não é um cara que faz por maldade, não tem nada pessoal. Ele jogou muito bem hoje e (a França) como time, também”, reconheceu o brasileiro.

 

A França volta à quadra na sexta-feira, contra os EUA. Se os norte-americanos vencerem o Brasil na quinta-feira, os dois times entrarão só para decidir primeiro e segundo lugar da chave. E se o Brasil vencer, bastará à França levar a partida para o tie break, na sexta, para garantir a classificação.

 

Por: João Batista Jr. (do Rio de Janeiro)




Subscribe
Auto Notificar:
guest
3 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Maria Nazareth da Silva

É revoltante…Cadê os Vts dos jogos de Vôlei do Brasil, Masculino e Feminino?.O povo brasileiro trabalha…Transmitir ao vivo outras Seleções e não dar a oportunidade para os seguidores do Volei, ver as “NOSSAS” Seleções !. Foram 3 (três) vitórias no mesmo dia!, a Liga Mundial, o Grand Prix e Pan Americano, todos importantes. Isto é, as”NOSSAS” Seleções.

Maria Nazareth da Silva

Ás vezes os jogadores altos são confundidos; não basta ser alto tem que jogar. Do que adianta ter “2 metros e tralalá” e tomar toco ou errar a maioria das vezes que ataca.Não bloquear nada, errar a maioria das vezes que vai sacar, não defender nada.Certos jogadores se “acham”. A Carol, e a Juciely da seleção feminina de vôlei são baixas para a posição de “meio”, mas, estão entre as melhores bloqueadoras, atacantes etc..Certos jogadores acham que “basta” estar lá, esquecem que foram convocados para jogar.É uma pena, o Riad ter se machucado, ele joga muito mais do que Lucão.… Ler mais »

DENIS

Murilo é apenas mais libero na seleção, a seleção precisa de um ponteiro passador eficiente que passe muito bem, ataque com técnica e potencia e bloqueia também, tendo um ponteiro passador apenas para fazer o fundo de quadra o jogo fica muito marcado.

E o Evandro decepcionou, estava apostando muitas fichas nele e não correspondeu.

Quando surgirá um novo ponteiro no lugar de Murilo e outro oposto habilidoso e vira todas as bolas?

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x