Search
Tuesday 27 October 2020
  • :
  • :

Regiane e Roberta falam sobre a expectativa para a final e comentam a despedida de Fofão

Crédito: Divulgação/Rexona

Crédito: Divulgação/Rexona

 

Faltando apenas dois dias para a grande final da Superliga Feminina, entre Rexona Ades e Molico Nestle, duas atletas do time carioca conversaram, com exclusividade, com Melhor do Vôlei.

 

Um dos xodós da equipe, a ponteira/oposto Regiane comentou sobre a questão do favoritismo. “O mais engraçado é que todo mundo sempre questiona este lado de favoritismo. Favoritismo não ganha nada! Já vimos muitas coisas acontecerem no vôlei e nem sempre o favorito ganha. Nem sempre o time de melhor elenco ganha. A gente estuda, quebra a cabeça, mas o jogo começa mesmo quando o juiz apita. Ali, a gente tem a noção que está valendo e se a concentração não estiver cem por cento, não tem favoritismo que dê jeito. Portanto, se tratando deste clássico, o vencedor sai sempre dos detalhes. São muitas decisões acumuladas, as equipes se respeitam e sabem que podem vencer. Só isto já é um fator que pode contribuir para muita motivação”.

 

A jogadora ainda falou sobre a despedida da levantadora Fofão. “Quanto a minha amiga, minha vizinha, minha ídolo Fofão, eu não tenho palavras para descrever o que sinto por ela e nesta temporada de despedida dela o meu coração diz que tenho que me empenhar e ajudar minhas companheiras a tentar dar este presente à ela. Sempre respeitando o time do outro lado, que chegou à decisão da Superliga e virá brigar de igual para igual com toda certeza”.

 

A levantadora Roberta também se mostrou empolgada em disputar mais uma decisão representando o Rexona. “Estou em minha quinta temporada no time. Acredito que já vivi muitos momentos incríveis, mas cada final sempre traz as mesmas expectativas e quando do outro lado está uma equipe da tradição de Osasco, tudo contribui para isto. Este ano os times se reforçaram, o campeonato foi bem disputado, nós largamos na frente, mas as outras equipes foram nos estudando ao decorrer da competição. Na final não tem favorito, as duas equipes chegaram por méritos próprios, merecem estar ali e quem errar menos levará o campeonato. “, alertou a jogadora.

 

Reserva de Fofão, a levantadora também não deixou de falar com carinho sobre a campeã olímpica. “De nossa parte, estamos muito focados e treinando, estudando tudo para nos mantermos equilibradas e concentradas dentro de quadra. É decisão na nossa cidade, grande parte da torcida estará aqui presente nos apoiando e tem esta homenagem toda para a Fofão. Queremos muito dar este título para ela! Eu brinco com ela que se ela não sabe mesmo o que vai fazer ainda depois de parar, se quiser, pode ser minha personal levantadora. Ela é mágica, é uma pessoa incrível e encantadora, dois anos ao lado dela me fizeram aprender muito e nunca me esquecerei deste tempo ao lado deste mito das quadras. Desejo muita sorte para todos os envolvidos nesta final, mas desejo muito mais para a Fofão. Que ela possa jogar feliz e, se precisar, estarei aqui para ajudar no jogo e sempre”, concluiu.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
1 Comentário
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Bernardo

Indiscutivelmente ela sempre foi melhor que a Fernanda Venturini…se fosse a Fofão que estivesse em quadra naquele 24 x 19 …a história teria sido outra como foi quatros anos depois, no qual ela estava em quadra em Pequim…e foi merecedora daquela medalha. Parabéns Fofa…que Deus lhe ilumine nessa nova jornada.

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x