Search
Friday 25 September 2020
  • :
  • :

Repetindo confrontos da última rodada, Superliga B Feminina dá início às semifinais

Foto: Sandra Zama

Duas partidas separam os quatro semifinalistas da Superliga B feminina e a vaga para a elite do voleibol brasileiro. O primeiro passo para este objetivo será dado neste domingo (23/03), quando São José dos Campos (SP), Preve/Concilig/Semel (PR), Aceul/Leme (SP) e Cascavel/São José/Caio (SP) entram em quadra em busca de um lugar na decisão.

Primeiro colocado na fase de classificação com sete vitórias em oito jogos e 22 pontos conquistados, o São José dos Campos tem a vantagem de jogar em casa e terá pela frente o quarto lugar, Cascavel/São José/Caio no ginásio do CEPE, em São José dos Campos (SP), às 16h. Mesmo tendo a boa campanha e a torcida a favor, o técnico do time paulista, Washington Araújo, não quer pensar no favoritismo.

“O fator casa é algo que realmente conta. E o histórico do confronto, em si, mesmo sendo favorável, não mostra as dificuldades que tivemos contra o time de Cascavel. Eu disse para as meninas que agora começa uma nova competição. Que aquilo que fizemos até agora nos deu somente o benefício de jogar em casa. Não está nada ganho. Vamos treinar redobrado para manter o foco”, contou o treinador da equipe joseense.

Após perder as duas partidas contra o rival deste domingo durante a fase de classificação, o time paranaense vai ao interior paulista sabendo que tem uma missão difícil pela frente. A levantadora da equipe de Cascavel, Cibele, confirma que ela e as companheiras precisam entrar em quadra com muita vontade de vencer.

“Temos que nos concentrar mais no passe e entrar firme no saque para poder jogar de igual para igual. Precisamos ser mais agressivas e entrar com mais alegria na quadra. Mas não devemos desistir, mesmo o quanto difícil seja a batalha”, disse Cibele.

A outra partida envolve o segundo lugar, Preve/Concilig/Semel, que obteve seis vitórias e 18 pontos, e, com isso, o direito de ser o mandante da semifinal, e o terceiro, Aceul/Leme. As duas equipes se encontram no ginásio Panela de Pressão, em Bauru (SP), às 18h. Invicto diante da torcida, o time de Bauru quer aproveitar o fator casa e chegar à decisão. Airton Nascimento, treinador do clube, quer pressionar o adversário desde o início.

“Antes de contarmos com a torcida, precisamos fazer o nosso jogo prevalecer dentro de quadra. Felizmente, nas partidas anteriores conseguimos fazer isso. Nós enfrentamos o time de Leme duas vezes na fase anterior e vencemos ambas. O último confronto foi mais difícil, o saque delas dificultou bastante o nosso passe. Temos que consertar isso para a semifinal”, avaliou Airton.

O Aceul/Leme, que teve três vitórias nas oito partidas disputadas no campeonato, visita o Preve/Concilig/Semel otimista e promete fazer jogo difícil. A ideia do técnico Elder Francelino é entrar em quadra com concentração total para diminuir os erros da equipe.

“No último jogo que fizemos contra o time de Bauru nos faltou um pouco de equilíbrio emocional. Estou trabalhando isso nas meninas. As nossas equipes já se conhecem muito bem, e o fator psicológico pode decidir. Temos uma motivação renovada, pois se trata da disputa de uma vaga na final, e a possibilidade de chegar à elite do vôlei. Temos que nos aproveitar do nosso bloqueio alto, para isso, precisamos forçar mais o saque”, analisou Elder.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x