Search
Sunday 27 September 2020
  • :
  • :

Respirando pela primeira vez clima da final da SL, Sesi sofre com os questionamentos de sempre

Foto: Alexandre Arruda/CBV

O Sesi treinou nesta sexta-feira (25/04) pela primeira vez no palco da decisão da Superliga. Em quadra, o time fez um treinos sem grandes novidades. Após a movimentação, o técnico Talmo de Oliveira e as jogadoras Dani Lins e Fabiana falaram com a imprensa e foram muito questionados sobre tudo que o Sesi passou desde o início do projeto, desde críticas até elogios.

O técnico Talmo de Oliveira fez um longo discurso onde mais uma vez destacou o comprometimento de todos ligados ao projeto do Sesi e deu uma cutucada naqueles que não apostavam no time.

“Nunca ouvi dizer que uma árvore pode dar frutos antes de estar plenamente preparada para tal. Assim é esta equipe, enquanto muitos falavam em derrotistas desde que iniciamos o projeto, houve pessoas que nunca desistiram e continuaram regando a árvore, que cresceu e começa a dar seus primeiros frutos, e muitos mais virão pois temos os pés no chão, nossas raízes estão bem fincadas no solo da perseverança. Nunca deixamos de acreditar. Este projeto investe em muitas frentes, eu particularmente estou cansado, mas é um cansaço de felicidade, estar dividido entre o meio acadêmico e a quadra de vôlei é motivador demais, tanto que muitas das minhas atletas resolveram investir nos estudos, isto para mim não tem preço, ser um exemplo neste sentido me deixa mais do que realizado. Agora, em se tratando de final, era duro ouvir as pessoas comentarem que até contas faziam por aí para ver quantos jogos faltavam para outra equipe estar nesta final, calma lá, nós não tiramos ninguém da final, até porque quando o campeonato começa ninguém tem certeza de estar na final, acredito que todas as equipes lutam com suas forças para estarem na final, então porque devemos deixar de acreditar que não podemos? Camisa não vence mais jogo, ganha quem souber conquistar três sets e ponto, todas as equipes são merecedoras, tanto que esta final será decidida pelos terceiro e quarto lugares da fase de classificação, quando isto aconteceu antes? Então, criticas e elogios são sempre bem vindos, mas precisam ter fundamento, senão em nada acrescentam.”

Sobre o jogo, Talmo foi sucinto. “Do outro lado teremos uma equipe valente como a nossa, e como eu disse, estatísticas e estudos servirão de base até o jogo começar, depois a leitura muda, é coração, é vontade, e isto todas as duas equipes irão trazer para este grande duelo.”

Os destaques do Sesi, Fabiana e Dani Lins também falaram. Dani também foi na linha de Talmo e falou do envolvimento que tem com o projeto do Sesi. “Fui a primeira jogadora a ser contratada pelo projeto, ouvi do Talmo naquela ocasião que chegaríamos a decidir o campeonato pois iriamos plantar algo para colher lá na frente, aqui estamos. Foi sofrido em alguns momentos, mas acreditem nada mudou, nós moramos todos muito perto uns dos outros, nos encontramos nos treinos, na padaria, na casa dos amigos, enfim a convivência é e sempre foi muito positiva. Apenas começamos a ganhar mais jogos sucessivamente e isto é o resultado de uma comissão técnica que sabe como lidar com as atletas e com as pessoas, comparo muito o Talmo com o Bernardo, por incrível que pareça, um se mostra mais tranquilo e o outro mais explosivo, mas quem convive sabe o quanto de generosidade tem nestes dois técnicos e muito mais nestes dois homens, são mais dois pais que arrumei. Sei do carinho do Bernardinho por mim e é muito correspondido com certeza, quem sabe não voltamos a trabalhar juntos, esta vida é assim, devemos sempre absorver as coisas boas e preservar as amizades. O carinho desta torcida do Rio para comigo é muito boa também, eles torcem para a equipe deles mas sabem respeitar as demais atletas, eu acho isto muito admirável. Virão lotar o ginásio, mas a gente vai lutar também.”

Fabiana encerrou as entrevistas e falou tanto do Sesi, quanto da Unilever, equipe que já defendeu e venceu a Superliga. Apesar de experiente, ela confessou que também sente um frio na barriga. “Tenho a amizade de quase todas as meninas da Unilever, nossa, as vezes durante os jogos achamos uma brecha para sorrir e brincar, mas lógico que todas queremos vencer e em jogo único não se pode bobear contra uma equipe tão forte. Nosso time está pronto para a batalha, o Talmo é um técnico muito generoso e igualmente ao Bernardinho muito inteligente e sabe encontrar saídas para os momentos adversos, o Talmo nos blindou de muitas coisas que saiam na imprensa quanto ao nosso desempenho de inicio, pois ele acreditava que poderíamos render e muito mais a frente e assim foi. Será uma final muito emocionante e eu já estou com o frio na barriga que é habitual, as meninas brincam que eu não deveria ter mais isto, mas não tem jeito, sempre fico tensa até o jogo começar.”




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x