Search
Monday 21 September 2020
  • :
  • :

Rexona-AdeS recebe o Molico/Osasco nesta sexta

Divulgação/Rexona-AdeS

Na última década, o vôlei brasileiro desenvolveu uma rivalidade pouco comum na modalidade. Rexona-AdeS e Molico/Nestlé protagonizaram partidas memoráveis, finais inesquecíveis e fizeram deste confronto o maior clássico feminino do Brasil. Nesta sexta-feira (19/12), as duas equipes estarão novamente frente a frente, às 21h30, no ginásio do Tijuca Tênis Clube, em jogo válido pela penúltima rodada Superliga 14/15.

Com 29 pontos e 100% de aproveitamento, o Rexona-AdeS terá “mais um adversário” pela frente. O Molico/Nestlé foi derrotado dentro de casa pelo Sesi na última rodada, perdeu sua invencibilidade e virá com mais gana ainda ao Rio de Janeiro para vencer e não se distanciar dos líderes da competição. Cientes disso, as jogadoras do time carioca pregam respeito à tradição e à qualidade do adversário.

“Temos que nos preocupar ainda mais com elas depois que perderam o jogo de terça. Elas não jogaram bem dentro de casa, perderam e, agora, sem dúvida, virão mordidas para a partida contra a gente. Precisamos segurar esse ímpeto delas, pois sabemos que virão com o gás todo para tentar reverter esse resultado ruim que tiveram. Podemos e devemos usar o fator torcida ao nosso favor. Tenho certeza que nossos fãs comparecerão em peso ao ginásio do Tijuca Tênis Clube e isso nos ajudará bastante a partir para cima delas e impor nosso ritmo”, afirmou Gabi, que vive excelente fase, ostentando o posto de melhor atacante da Superliga, com aproveitamento de 32,27% e que levou o troféu de melhor da partida em quatro dos 10 jogos do Rexona-AdeS na competição.

Além do ímpeto da equipe de Osasco, as meninas do Rexona-AdeS terão pela frente craques da seleção brasileira, como Adenízia e Thaísa, segunda e terceira melhores bloqueadoras da Superliga até o momento, respectivamente. E para tentar diminuir a eficiência das centrais, Carol, que conviveu com elas, defendendo a seleção brasileira em 2014, recomendou um bom direcionamento de saque e uma defesa atenta.

“As duas centrais são muito utilizadas, principalmente pela Dani Lins. Ter passado um tempo com elas na seleção ajuda, sem dúvida, mas importante mesmo é estudarmos bastante, analisarmos a melhor maneira de anular o jogo delas. Um sistema defensivo eficiente e um bom direcionamento de saque, é fundamental”, analisou Carol, enaltecendo também a ponteira Carcaces. “Elas estão com um elenco muito forte. A cubana, com sua força e estilo de jogo, contribuiu muito para o time delas”.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x